conecte-se conosco



Internacional

Número de mortes diárias por Covid-19 desacelera na Itália

Publicado

em


source

Agência Brasil

pessoa que está usando máscara segura uma máscara na mão, que está erguida
Reprodução

Mesmo com menores números de mortes, os casos aumentaram desde o último dia 22


A Itália registrou 119 novas mortes pela epidemia da Covid-19 neste sábado, 23, contra 130 no dia anterior, informou a Agência de Proteção Civil. Enquanto isso a contagem diária de novos casos subiu marginalmente para 659, de 652 na sexta-feira, 22.

Leia também: “Quem tiver que morrer vai”, diz porta-voz do combate a Covid-19 na Rússia

O número total de mortos desde o surgimento do surto, em 21 de fevereiro, agora é de 32.735. Segundo a agência, é o terceiro maior número de mortes causadas pelo novo coronavírus do mundo, depois dos Estados Unidos e do Reino Unido .

Ainda de acordo com a agência, o número total de casos confirmados na região até agora é de 229.327, o sexto maior número mundial atrás dos Estados Unidos, Rússia, Espanha, Reino Unido e Brasil.

Leia também: Covid-19 no Brasil está fora de controle, diz Imperial College

As pessoas registradas como portadoras da doença caíram para 57.552 no sábado, ante 59.322 no dia anterior.

Havia 572 pessoas em terapia intensiva no sábado, contra 595 na sexta-feira. Dos originalmente infectados, 138.840 foram declarados recuperados contra 136.720 no dia anterior.

A agência disse que 2,164 milhões de pessoas foram testadas para a Covid-19 a partir de sábado, contra 2,122 milhões na sexta-feira, em uma população de cerca de 60 milhões.

Fonte: IG Mundo

Comentários do Facebook

Internacional

Presidente minimiza aumento de feminicídios no México

Publicado

em


source
homem estende a mão para mulher, que tampa o rosto com as mãos
Agência Brasil

Desde o início do ano, 987 mulheres foram assassinadas, mas pouco mais de 300 dos casos são considerados pelo governo como feminicídios


Desde que a pandemia do novo coronavírus atingiu o México, em abril, o número de casos de feminicídios e denúncias motivadas pelo crime cresceram. No entanto, Andrés Manuel López Obrador, presidente do país, minimizou os números e disse que ligações emergenciais são trotes.

Leia também

Obrador colocou a culpa no regime de governo antecessor ao seu, que se declarava como neoliberal. Segundo o atual presidente, o neoliberalismo instiga a “vitimização” da sociedade mexicana.

“Vou te dar outro fato, que não significa que a violência contra a mulher não exista. Não quero que você me interprete de forma errada. Noventa por cento das chamadas que servem de base para vocês são falsas, isso foi comprovado”, o presidente informou aos jornalistas sobre ligações que denunciam violência contra mulher.

“Não é que as ligações sejam falsas. É que elas não são seguidas por uma investigação completa, então, são consideradas incompletas”, justificou ainda Maria Salguero, que criou um mapa de feminicídio no país. Segundo ela, o maior conflito é que os casos de violência não pararam de acontecer durante a pandemia .

Em março, o governo afirma que recebeu 26.171 ligações que denunciavam violência contra mulheres . Em abril, o número foi de 21.722; no mesmo mês o país registrou 267 mortes por feminicídio. Nem todos os chamados, geralmente realizados por vizinhos da vítima, são atendidos pela polícia.

Desde o início deste ano, o México teve 987 mulheres e garotas assassinadas, mas apenas 308 das mortes são consideradas como feminicídios. A razão disso seria por conta do próprio governo, que registra menores números de mortes causadas pelo crime.

Até aqui, 987 mulheres e garotas foram assassinadas nos quatro primeiros meses de 2020. 308 destes casos foram considerados feminicídios . Mas, para o governo, o número é menor.

Fonte: IG Mundo

Comentários do Facebook
Continue lendo

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!