conecte-se conosco



Economia

Nova proposta de reforma trabalhista quer proibir motoristas de app na CLT

Publicado

em


source
Nova proposta de reforma trabalhista quer proibir motoristas de app na CLT
Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas

Nova proposta de reforma trabalhista quer proibir motoristas de app na CLT

Um estudo encomendado pelo governo federal para subsidiar uma nova reforma trabalhista propõe, entre outras mudanças, o trabalho aos domingos e proibir o reconhecimento de vínculo de emprego entre prestadores de serviço, como motoristas, e aplicativos.

As sugestões de mudanças na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e na Constituição foram elaboradas por um grupo do Ministério do Trabalho e da Previdência. O texto ainda está em avaliação, conforme informou a ‘Folha de S. Paulo’.

Segundo a reportagem, são pelo menos 330 alterações em dispositivos legais, além da inclusão de 110 outras regras. Outras 180 seriam alteradas e 40 regras revogadas.

Uma das mudanças mais polêmicas diz respeito ao trabalho no domingo. Caso seja aprovada, a mudança em relação aos domingos seria que um trabalhador pode ter direito a folgar nesse dia apenas uma vez a cada dois meses — a medida já havia sido tratada na tramitação da MP que deu origem à Lei de Liberdade Econômica.

​A proposta altera o artigo 67 da CLT e diz que “não há vedação ao trabalho em domingos, desde que ao menos uma folga a cada 7 (sete) semanas do empregado recaia nesse dia”.

Leia Também

Com relação à desvinculação do trabalhador de aplicativo, as mudanças são citadas em três capítulos. Pelo texto, o artigo 3º da CLT deverá afirmar expressamente que “não constitui vínculo empregatício o trabalho prestado entre trabalhador e aplicativos informáticos de economia compartilhada”.

Motoristas de passageiros e entregadores de alimentos, por exemplo, não poderiam ser considerados empregados de plataformas. Dessa forma, não teriam direitos previstos na CLT. Hoje, o tema gera polêmica e decisões judiciais.

No documento, o ministério diz que as propostas não representam a opinião do governo. “Se há mais de duas partes no trabalho sob demanda, pode-se concluir com segurança que não há relação de emprego ou de subordinação e não se aplica o conjunto de regras da nossa CLT”.

Não há prazo para que a avaliação do texto seja concluída, e as propostas, apresentadas. Além dessas propostas polêmicas, confira outras que estão em avaliação por parte do governo Jair Bolsonaro:

  • Não reconhecer vínculo de emprego entre prestadores de serviços (motoristas e entregadores, por exemplo) e plataformas digitais (aplicativos).
  • Liberar trabalho aos domingos para todas as categorias
  • Responsabilização do empregado, quando treinado e equipado, pela falta de uso do equipamento de proteção individual em caso de acidente de trabalho
  • Previsão de teste de gravidez antes da dispensa da trabalhadora mulher
  • Ajustes nas regras do trabalho intermitente
  • Limitação da chamada substituição processual aos associados de um sindicato
  • Quitação de acordo extrajudicial seria completa, e o juiz, proibido de homologá-lo parcialmente
  • Indenização por danos morais com o o teto dos benefícios do Regime Geral de Previdência Social como parâmetro, em vez do salário do trabalhador, como previa a reforma de 201
  • Aplicação do IPCA-E em vez da TR, como previa a reforma de 2017, ou da Selic em correção monetária
  • Aplicação de leis trabalhistas novas aos contratos vigentes a fim de evitar questionamentos como os feitos em relação à reforma de 2017
  • Liberdade sindical ampla, proposta por meio de PEC
  • Descartar como obrigatório o uso dos conceitos de categorias e sistema confederativo para conceituação de sindicatos
  • Admitir sindicatos por empresa ou setor produtivo

Comente Abaixo
Policial7 minutos atrás

Polícia Civil apreende arma de pressão modificada e prende suspeito em Jaguaré

A equipe da Delegacia de Polícia de Jaguaré prendeu um homem suspeito de tráfico de drogas e apreendeu uma arma,...

Nacional36 minutos atrás

Chuva forte em SP: capital entra em estado de atenção para alagamentos

Reprodução: Agência Brasil Chuva em São Paulo Nesta quarta-feira (19), a cidade de  São Paulo entrou em estado de atenção...

Saúde37 minutos atrás

Ministro da Saúde assina portaria de apoio a municípios em emergência

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, assinou hoje (19) portaria de apoio a municípios do estado da Bahia que enfrentam emergências...

Policial41 minutos atrás

Operação conjunta apreende mais 12 mil pacotes de café de má qualidade à venda no Espírito Santo

Uma ação da Delegacia Especializada de Defesa do Consumidor (Decon), em parceria com a Comissão de Agricultura da Assembleia Legislativa...

Economia41 minutos atrás

Governo quer antecipar obras para escoar energia gerada no Nordeste

Redação 1Bilhão Educação Financeira Governo quer antecipar obras para escoar energia gerada no Nordeste A Empresa de Pesquisa Energética (EPE)...

Internacional49 minutos atrás

Vídeo que mostra como ladrão contorcionista entra por grade de janela se torna viral

Habilidade deu o que falar nas redes sociais! Um vídeo se tornou viral nas redes sociais ao mostrar a habilidade...

Variedades53 minutos atrás

Pastor passa saliva no rosto de irmão para mostrar “visões de Deus”

Ele se baseou na ideia de que “receber uma visão de Deus pode ser desagradável”, enquanto demonstra a situação cuspindo...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!