conecte-se conosco



Economia

Nova linha de crédito para a casa própria: valor final pode ficar maior

Publicado

em

Pedro Guimarães arrow-options
Palácio do Planalto/Flickr
presidente da CAIXA, Pedro Guimarães anuncia nova linha de crédito para casa própria com reajuste pela inflação

A Caixa anunciou nesta terça-feira uma nova linha de crédito para compra da casa própria reajustado pela inflação. Segundo o banco, a vantagem para o consumidor é que os juros são mais baixos do que os praticados hoje pelo Sistema Financeiro da Habitação (SFH). 

Os juros mais baixos, porém, não garantem, segundo o advogado e presidente da Comissão de Direito Imobiliário da OAB-MG, Kênio Pereira, que o valor final pago ao final do financiamento será menor.

Caixa lança financiamento da casa própria corrigido pela inflação

“Hoje o reajuste é feito pela TR, que está há mais de oito anos em praticamente zero. Já no caso do IPCA , corre o risco da parcela subir significativamente, já que os contratos são de longo prazo, de 20 a 30 anos”, alerta o advogado.

Hoje, os juros praticados nos contratos de financiamento imobiliário assinados com a Caixa ficam entre 8,75% e 9,75% ao ano mais Taxa Referencial (TR) nas suas principais linhas de crédito imobiliário, para compra de imóveis novos ou usados. A TR atualmente está zerada, ou seja, não gera, atualmente, reajuste na parcela do financiamento. 

Na nova modalidade, os juros serão a partir de 2,95% e no máximo 4,95%, com reajuste baseado no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) do IBGE, o índice oficial da inflação no Brasil. A previsão é que o IPCA feche 2019 a 3,71%. A novidade pode fazer com que o reajuste do financiamento ocorra todo mês , uma vez que será recalculado mensalmente incluindo o IPCA.

Inflação

A questão é se, no longo prazo, a inflação do País ficará controlada. Para o professor de economia do Ibmec-BH, Fellipe Leroy, a pessoa que for comprar um imóvel deve considerar o risco do saldo devedor crescer descontroladamente caso a meta inflacionária não seja respeitada.

“Não é possível dizer que isso vai acontecer ou não nos próximos 20 ou 30 anos. Vai depender de termos um governo responsável. Mas temos que lembrar que o Brasil trabalha hoje com uma meta inflacionária controlada pela autoridade monetária”, pondera.

O professor ainda lembra que a TR, que é uma taxa definida pelo Banco Central, também pode mudar. “A TR pode ser alterada com uma ‘canetada’, já a meta da inflação, se não for respeitada pode colocar a economia do País  como um todo em risco˜, avalia Leroy.

Segundo o Boletim Focus, divulgado na última segunda-feira, as estimativas para o IPCA nos  próximos anos são 3,9%, em 2020, 3,75%, em 2021, e 3,5%, para 2022.

Já a meta da inflação , definida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), é 4,25% em 2019, 4% em 2020, 3,75% em 2021 e 3,5% em 2022, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo.


Fator social e bancos

A manutenção da TR em níveis próximos de zero, segundo o advogado Kênio Pereira, estava ligado ao fator social do financiamento imobiliário.

“Tanto que é uma taxa utilizada no reajuste da poupança, do FGTS, além do crédito para compra da casa própria. Atrelar o financiamento à inflação retira esse conceito social do financiamento imobiliário e beneficia os bancos”, critica.

Crédito com garantia de imóvel pode chegar a 20% do PIB em 20 anos

Para Felipe Leroy, porém, isso não é necessariamente negativo. Na avaliação do professor, a medida traz mais segurança para o banco que oferece o crédito.

“Temos um déficit habitacional grande no País. Dar mais segurança às instituições financeiras (utilizando a inflação para reajustar os empréstimos) faz com que os juros praticados sejam reais˜, analisa.

“Isso também pode fomentar o setor da construção civil , que é importante para geração de empregos e aquecimento da economia do País”, acrescenta Leroy.

Para Kênio Pereira, após o anúncio da Caixa, os bancos privados também deverão apresentar linhas de crédito habitacional atreladas à inflação.


Jair Bolsonaro e Onyx Lorenzoni arrow-options
Palácio do Planalto/Flickr
O presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Casa Civil Onyx Lorenzoni participaram da cerimônia que lançou a nova linha de crédito imobiliário da Caixa




Entenda

A nova linha de crédito anunciada nesta terça-feira e estará disponível a partir da próxima segunda-feira (26) e terá R$ 10 bilhões disponibilizados pela Caixa.

Ela pode ser utilizada para novos contratos de compra de imóveis novos e usados para até 80% do valor da compra. O prazo máximo será de 30 anos. A parcela do empréstimo não poderá ultrapassar 20% da renda do consumidor.

A modalidade será facultativa, ou seja, a Caixa deve manter as outras modalidades do SFH e o programa Minha Casa, Minha Vida, que não foi alterado pelo anúncio desta terça-feira.

Comentários do Facebook

Economia

Após concessão, Estrada Velha de Santos (SP) deverá se tornar espaço de lazer

Publicado

em

source
Estrada Velha de Santos será concedida à iniciativa privada arrow-options
Youtube/Reprodução

Estrada Velha de Santos será concedida à iniciativa privada

Popularmente conhecida como Estrada Velha de Santos , a Rodovia Caminho do Mar passará a ser mais explorada como ponto turístico, se transformando em um centro de entretenimento e convívio social. O local, que fica entre São Bernardo do Campo e Cubatão , deve passar a ser de responsabilidade de nova concessionária, que terá a missão de implantar serviços, restaurar os monumentos históricos e gerir o local de visitação.

O processo de concessão do passeio turístico Caminhos do Mar já está aberto para receber opiniões e informações, como foi anunciado pela Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente (SIMA) .

Veja também: Correios alertam para mensagem falsa sobre tentativa de entrega

A concessão terá o período de 30 anos, na modalidade de concorrência internacional. A empresa que vencer a licitação poderá explorar as bilheterias, portarias, o estacionamento e a tirolesa – que será instalada no local para ser a principal atração do novo ponto turístico.

Leia mais: Governo foi alertado sobre crise no Bolsa Família e ignorou, diz jornal

A vencedora do edital deverá ainda melhorar as trilhas , reformar a Casa de Visitas e colocar em funcionamento um estabelecimento para alimentação e uma loja para serviços. A preservação ambiental da Estrada Velha continuará a ser de responsabilidade da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente.

Comentários do Facebook
Continue lendo
Tecnologia8 minutos atrás

Bilhões de aparelhos com Wi-Fi são vulneráveis a nova falha

Uma equipe de pesquisadores da empresa de segurança Eset anunciou a descoberta de uma vulnerabilidade em chips Wi-Fi que pode...

Internacional21 minutos atrás

Vaca mutante nasce com duas cabeças e quatro olhos na Índia

arrow-options Reprodução Vaca nasceu com anomalia surpreendeu fazendeiros locais Um filhote de vaca nasceu com duas cabeças e quatro olhos...

Nacional42 minutos atrás

Comissão para intermediar fim de paralisação de policiais é criada no Ceará

Uma comissão para buscar uma solução que ponha fim à paralisação de parte dos policiais militares do Ceará foi definida...

Nacional42 minutos atrás

Cobra assusta banhistas em praia de Bertioga durante o feriado

arrow-options Arquivo pessoal Animal permaneceu na areia da praia até a chegada de especialistas. Os banhistas que estavam na praia...

Nacional42 minutos atrás

Cobra aparece em entulho dentro de casa e ataca cachorro

arrow-options Divulgação / Corpo de Bombeiros Cobra atacou cachorro nesta segunda-feira (24), em Campo Novo do Parecis, a 397 km...

Internacional42 minutos atrás

Homem vestido de lápis é agredido com cavaquinho na Austrália

arrow-options Reprodução/Twitter Homem estava cantando a música “I Will Survive” no momento em que foi atacado. Um artista de rua...

Internacional55 minutos atrás

Urso é flagrado caminhando nas ruas de Los Angeles; assista

Um urso grande foi filmado caminhando por ruas e estradas de Monrovia, subúrbio de Los Angeles, na Califórnia. O animal...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana