conecte-se conosco


Direto de Brasília

“Não precisamos de mais armas”, diz Lula sobre massacre em Suzano

Publicado

em


Massacre em Suzano: atirador invadiu a Escola Estadual Raul Brasil e abriu fogo contra funcionários e alunos
Reprodução

Massacre em Suzano: atirador invadiu a Escola Estadual Raul Brasil e abriu fogo contra funcionários e alunos

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva divulgou uma nota, por meio de sua assessoria, na qual presta solidariedade às vítimas do massacre em Suzano , ocorrido na manhã desta quarta-feira (13). Em uma mensagem com a assinatura do ex-presidente, o petista também defendeu que o país não precisa de mais armas.

“Que aqueles que incentivam a cultura do ódio e da violência entendam que não precisamos de mais armas para que massacres como o de Suzano não se tornem cotidianos em nosso país. O Brasil precisa de paz”, escreveu Lula sobre o massacre em Suzano .

O massacre promovido por dois ex-alunos da escola ocorreu pouco após as 9h30 desta manhã. De acordo com a Polícia Civil, cinco alunos morreram, além de duas funcionárias da escola, o tio de um dos atiradores e os dois criminosos, que suicidaram no local após o crime. Ainda não se sabe a identidade das vítimas. 

Leia também: “Essas coisas não aconteciam no Brasil” diz Mourão sobre o massacre

Outras 21 pessoas foram encaminhadas para hospitais da região após o tiroteio , entre feridos e outras pessoas que passaram mal. Não há informação sobre o estado de saúde delas. 

A polícia também encontrou uma mala com fios dentro da escola e o esquadrão antibombas foi acionado. Além disso, os agentes acharam um arco e flecha e garrafas que aparentam ser coquetéis molotov.

A polícia  divulgou os nomes dos dois atiradores que atacaram uma escola em Suzano, na Grande São Paulo. Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, de 25 anos, entraram na Escola Estadual Raul Brasil e abriram fogo contra alunos e funcionários.Os dois eram ex-alunos do colégio.

Leia mais:  Mulher é presa por incendiar casa para expulsar inquilina no litoral paulista

Um dos atiradores , Guilherme Taucci Monteiro, publicou várias fotos em suas redes sociais antes do crime. Nas imagens, ele aparece armado e vestindo uma máscara de caveira que foi utilizada no crime. Ambos os criminosos eram ex-alunos da escola.

As famílias dos dois atiradores foram localizadas e prestaram depoimento aos policiais sobre o massacre em Suzano . Um vídeo gravado por uma câmera de segurança flagrou os criminosos estacionando um carro em frente à escola e entrando calmamente pelo portão, que estava escancarado. Poucos segundos após a entrada dos atiradores, é possível ver alunos saindo do local correndo.

Fonte: IG Política
Comentários do Facebook
publicidade

Direto de Brasília

“Só passei para meia dúzia”, diz Bolsonaro sobre texto que critica conchavos

Publicado

em


jair bolsonaro
Marcos Corrêa/PR

Questionado sobre o assunto, Bolsonaro retrucou: “[Sobre] O texto, pergunte para o autor. Apenas passei para meia dúzia”

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou neste sábado (18) que “apenas” encaminhou para “meia dúzia de pessoas” o texto em que  o Brasil é descrito como um país “ingovernável” fora dos “conchavos políticos”. Ele foi questionado sobre o envio da mensagem pelo WhatsApp depois de cumprimentar alunos de uma escola que visitou o Palácio da Alvorada.

“[Sobre] O texto, pergunte para o autor. Apenas passei para meia dúzia de pessoas”, declarou Bolsonaro . Foi a única resposta que deu aos jornalistas que estavam na frente da residência oficial do presidente.

O artigo foi escrito pelo servidor público Paulo Portinho , que trabalha na Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Ao compartilhá-lo com os contatos no aplicativo de mensagens, conforme revelou o jornal O Estado de S.Paulo , Bolsonaro comentou que tratava-se de “um texto no mínimo interessante e que a leitura é obrigatória”.

Endossada pelo presidente, a mensagem apresenta um tom de desabafo sobre as dificuldades de se conseguir governar, e encerra com a preocupação de que o governo seja “desidratado até morrer de inanição”. A ideia principal é que Bolsonaro sofre resistência de “corporações”, e que o Congresso o impede de aprovar medidas.

Fonte: IG Política
Comentários do Facebook
Leia mais:  Militar mantém mulher e filhos reféns há mais de 10 horas na zona norte do Rio
Continue lendo
Nacional2 horas atrás

Vizinho dava biscoito para estuprar menina de 10 anos

Os abusos aconteciam no quintal da casa da menor quando a mãe dela ia trabalhar. O vizinho levava biscoitos e...

Nacional2 horas atrás

Homem joga cadeira em ladrão para proteger família durante assalto e é morto.

Família estava jantando em casa quando foi abordada por dupla armada que fez todos reféns. Sogro do homem que foi...

Esportes12 horas atrás

Com um a menos, Atlético-MG vence Flamengo e assume vice-liderança

Divulgação O jogador Cazares, do Atlético-MG, fez um dos gols no Flamengo nesta noite de sábado (18) Em uma noite...

Esportes12 horas atrás

Palmeiras domina, goleia o Santos e se isola na liderança do Brasileiro

Cesar Grego/ Ag. Palmeiras/ Divulgação Deyverson fez um dos gols do Palmeiras no jogo contra o Santos neste sábado (18)...

Nacional12 horas atrás

Simulação de evacuação em Barão de Cocais tem menos de 30% do público esperado

Divulgação/Vale Existe a previsão de que a barragem de Barão de Cocais pode se romper a qualquer momento entre os...

Nacional12 horas atrás

Acumulou! Prêmio da Mega-Sena pode pagar R$ 12 milhões na quarta-feira

iG São Paulo Para concorrer ao prêmio da Mega-Sena, é preciso escolher pelo menos seis números entre os 60 disponíveis...

Estadual12 horas atrás

Chuvas fortes causam alagamento e deixam 70 desabrigados em Vila Velha

Reprodução/Twitter Chuvas fortes na madrugada e manhã de sábado (18) causaram alagamentos e deixaram 70 desabrigados Fortes chuvas na madrugada e...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana