conecte-se conosco



Política

“Não pensem que todos os dias vão ser de vitórias”, diz Moro a novos policiais

Publicado

em

moro sério
Antonio Cruz/ABr

Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro.

Em sua primeira publicação nas redes sociais após a soltura do ex-presidente Lula , o ministro da Justiça e ex-juiz federal Sergio Moro divulgou um vídeo em que conversa com policiais federais em formação sobre as dificuldades de investigar o crime.

“Não pensem que todos os dias vão ser de sucesso, não pensem que todos os dias vão ser de vitórias nessa tarefa de investigar a atividade criminal, nessa tarefa de lutar por justiça”, disse Moro no vídeo, registrado na Academia Nacional de Polícia na sexta-feira (8).

Durante a fala, Moro garantiu, ainda, que a missão de servir e proteger é repleta de “vitórias e derrotas”. Na publicação, o ex-juiz ainda disse que a decisão do STF de proibir prisões em segunda instância deve ser respeitada, mas pode ser alterada.

Confira publicação de Moro :


Fonte: IG Política

Comentários do Facebook

Política

“Sigo os médicos, não o Bolsonaro”, diz Doria sobre tomar cloroquina

Publicado

em


source
Governador de São Paulo João Doria
Governo do Estado de São Paulo/Divulgação

Governador de São Paulo João Doria

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse nesta quarta-feira (12) que não está tomando a cloroquina para combater a Covid-19 . O tucano  testou positivo para a doença e afirmou em entrevista à CNN Brasil que respeita seguirá a ordem de médicos e não do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que defende o uso do medicamento já na fase inicial de contaminação pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2).

“De jeito nenhum. Só tomo aquilo que os médicos recomendaram, não o que o presidente Bolsonaro recomenda. E os médicos não me recomendam cloroquina. Aliás, o dr. David Uip não me prescreveu nenhum medicamento, apenas o isolamento”, disse o governador.

Apesar da crítica, Doria disse que respeita quem opta por tomar o remédio. “É um medicamento que apenas médicos devem recomendar e com a concordância do paciente. Mas aqui não houve espaço e nem necessidade”, afirmou.

A partir de agora, o governador vai ficar em quarentena e participar de seus compromissos administrativos de maneira remota. “Daqui continuarei a trabalhar, nesse tempo que é o recomendado pela ciência para as pessoas infectadas. Estou assintomático, não tenho dor. Mas vou seguir todas as orientações médicas. E hoje já trabalhei, usando a virtualidade para prosseguir à frente do governo de São Paulo.”

Mais cedo, em entrevista ao Brasil Urgente, o tucano disse que contou que não ficou abalado ao saber que tinha sido infectado pelo novo coronavírus. “Eu não fiquei abalado, eu recebi isso com equilíbrio, com sensatez. Eu procurei, ao receber a informação de que o teste foi positivo, administrar”, contou.

“Foram 15 minutos antes de eu descer para a coletiva de imprensa. Eu recebi uma ligação, uma pessoa pediu que eu saísse da sala porque era urgente, e recebi a notícia de que meu teste estava positivo”, completou.

Comentários do Facebook
Continue lendo

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!