conecte-se conosco


Política

Não houve “nenhuma anomalia” com gastos no final do governo Temer, diz Padilha

Publicado

em


Ex-ministro da Casa Civil informou não haver “nenhuma anomalia” na execução orçamentária do governo Temer
Marcos Corrêa/PR – 4.10.18

Ex-ministro da Casa Civil informou não haver “nenhuma anomalia” na execução orçamentária do governo Temer

O ex-ministro da Casa Civil  Eliseu Padilha informou nesta sexta-feira (4) não haver “nenhuma anomalia” na execução orçamentária do último mês do governo do ex-presidente Michel Temer. De acordo com Padilha, os pagamentos realizados em dezembro de 2018 foram aprovados pela Comissão de Orçamento do Congresso Nacional.

“No mês de dezembro de 2018 não houve e não há nenhuma anomalia nas decisões de execução orçamentária, através de empenhos e pagamentos, pois tudo está regularmente autorizado por leis orçamentárias tempestivamente aprovadas pela Comissão de Orçamento do Congresso Nacional”, afirmou o ex-ministro da Casa Civil .

No governo passado, Padilha era o presidente da Junta de Execução Orçamentária (JEO), integrada pelos ministérios da Fazenda e do Planejamento e pela pasta que ele era responsável.

Na nota, o ex-ministro explicou que “é normal que ao final de exercícios os responsáveis pela execução orçamentária, no caso os ministros da JEO, façam uma avaliação dos ministérios que estejam com a maior execução e daqueles que tenham a menor execução orçamentária e promovam a transferência entre os ministérios”.

Padilha também ressaltou que todas as movimentações orçamentárias foram aprovadas pela Comissão Mista de Orçamento da Câmara dos Deputados.

Após a reunião ministerial comandada na quinta-feira (3) pelo presidente Jair Bolsonaro, o ministro Onyx Lorenzoni anunciou que o governo federal vai revisar as contratações, transferências e demissões de funcionários públicos comissionados, bem como a movimentação financeira dos ministérios nos últimos 30 dias.

“Verificamos que houve uma movimentação incomum de exonerações e de nomeações, nos últimos 30 dias, assim como houve uma movimentação incomum de recursos destinados a ministérios, também nos últimos 30 dias”, afirmou o ministro.

Leia mais:  O que resta à defesa de Lula? Recurso no STF ainda pode tornar petista candidato

De acordo com o ministro, o alto volume de movimentação de recursos causou “estranheza”, em especial nos últimos 15 dias do ano. “O presidente Bolsonaro quer um relatório de cada um dos ministros para ver para onde foi o dinheiro, por que foi feito e se há suporte”, completou. A missão deve ser concluída até a próxima semana por cada pasta.

Leia também: Bolsonaro critica auxílio-reclusão e fala em “fazer justiça” durante seu governo

O novo ministro da Casa Civil disse ainda que o governo vai fazer uma varredura em todos os conselhos vinculados à administração federal e nos imóveis próprios e alugados pela União nos estados.

Comentários do Facebook
publicidade

Política

Kajuru chama Gilmar de “canalha” e o acusa de vender sentenças no STF

Publicado

em

Senador Jorge Kajuru bateu de frente com o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal: 'bandido e canalha'
Agência Senado

Senador Jorge Kajuru bateu de frente com o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal: ‘bandido e canalha’

O senador Jorge Kajuru (PSB) chamou o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), de “bandido”, “corrupto” e “canalha”. A declaração do parlamentar, que é nacionalmente conhecido por sua carreira como jornalista esportivo, foi gravada em vídeo e vem viralizando nas redes sociais nesta terça-feira (19).

“A CPI da Toga vai lhe convocar e você vai ser o primeiro”, afirmou Kajuru, depois de xingar o ministro do STF. O parlamentar ainda aproveitou o momento para questionar a respeito do patrimônio de Gilmar Mendes, insinuando um esquema de venda de sentenças.

“Nós queremos saber como você tem R$ 20 bilhões de patrimônio. De onde você tirou esse patrimônio? De Mega Sena? De herança de quem, senhor Gilmar Mendes ? Foram das sentenças que você vendeu, seu canalha”, diz o senador.

As declarações do senador foram dadas durante uma entrevista aberta à Rádio Bandeirantes, que foi registrada em vídeo por apoiadores do parlamentar. Esses apoiadores, inclusive, inflamam o discurso do senador.

“Fala sobre Portugal”, diz uma das pessoas que acompanha a entrevista e assim o faz o parlamentar. “Ele viaja 12 vezes por mês a Portugal com o dinheiro de vocês. Vocês pagam a passagem aérea dele em primeira classe”, disse. “Tem vários imóveis lá”, completa.

Por fim, indagado sobre a soltura do ex-governador do Paraná Beto Richa (PSDB) e a respeito do salvo conduto dado por Gilmar ao tucano, ele respondeu: “Beto Richa é sócio dele”. O senador também acusa o ministro do Supremo de ser “sócio” do deputado federal Aécio Neves (PSDB) e do ex-governador de Goiás Marconi Perillo (também do PSDB).

“Beto Richa é sócio dele, Aécio Neves é sócio dele, o Marconi Pirillo é sócio dele”, acusa Kajuru. As declarações viralizam um dia depois do presidente do Senado, Davi Alcolumbre, sinalizar, em entrevista ao Roda Viva da TV Cultura desta segunda (18), que vai barrar o chamado Lava Toga.

Fonte: IG Política
Comentários do Facebook
Leia mais:  O que resta à defesa de Lula? Recurso no STF ainda pode tornar petista candidato
Continue lendo
Entretenimento1 hora atrás

Modelo brasileira Barbara Fialho vai se casar com filho de Bob Marley

A modelo mineira Barbara Fialho, dona de um corpo condizente com o nome e há sete anos consecutivos figura cativa...

Nacional1 hora atrás

Agressores de mulheres não poderão tirar carteira de advogado, diz OAB

Caberá aos conselhos seccionais avaliarem cada caso e determinar se o candidato tem a idoneidade moral necessária para advogar SÃO...

Educação2 horas atrás

Decreto de Bolsonaro corta 13,7 mil cargos em universidades públicas

Funções eliminadas eram concedidas a professores e coordenadores; entidades criticam corte BERNARDO CARAM – BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – O decreto...

Nacional2 horas atrás

Acidente envolvendo quatro veículos deixa um morto e um ferido na BR 116

Acidente ocorreu na BR-116. Rodovia precisou ser parcialmente interditada, por conta da batida. Um grave acidente envolvendo dois carros e...

Direto de Brasília2 horas atrás

Governo chileno sugere que mulheres usem “vestido curto” em almoço com Bolsonaro

Reprodução/Twitter/Maite Orsini Pascal Deputada do partido de oposição se indigna com recomendação do governo chileno para que mulheres usem “vestido...

Política2 horas atrás

Kajuru chama Gilmar de “canalha” e o acusa de vender sentenças no STF

Agência Senado Senador Jorge Kajuru bateu de frente com o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal: ‘bandido e canalha’...

Educação2 horas atrás

Inep libera correção da redação do Enem 2018

shutterstock Tema da redação do Enem 2018 foi Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet Os...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana