conecte-se conosco


Estadual

Mulher foge de casa ao ser agredida pelo marido e, quando volta, encontra filha estuprada

Publicado

em

O caso aconteceu no último sábado. Após descobrir que a filha foi abusada sexualmente e teve o fêmur fraturado, ela procurou a polícia e o homem foi preso

Uma mulher foi brutalmente agredida pelo marido e precisou fugir de casa para não ser morta. Segundo ela, que é mãe de uma menina, de 20 anos, com deficiência, quando voltou para buscar a filha, se deparou com a menina espancada e estuprada. Ela procurou a polícia e o homem foi preso em menos de 24 horas após expedido o mandado de prisão.

O caso, registrado no bairro Grande Vitória, na capital, é mais um de violência contra a mulher. A vítima preferiu não ser identificada, mas contou detalhes de um dos piores momentos da vida, ocorrido no último sábado (06). “A gente está aqui não pra ser agredida, mas pra ser cuidada”, disse a mulher.

Ele foi deitar e eu saí para a casa de uma colega minha. Eu liguei e ele disse que era para eu voltar que a gente conversava em casa. Quando cheguei, ele não estava em casa. Eu fui no banheiro e ele chegou me agredindo. Me esganou, apertou meu pescoço, me jogou no chão, me deu muitos tapas na cara e eu desfaleci”, relatou.

Foi a filha do companheiro, uma criança de só 7 anos, que segundo ela, impediu que o homem a matasse com uma faca. “Ele pegou uma faca e quando ia me atingir, minha filha gritou para ele não fazer isso comigo. Ele jogou a faca no chão e foi pegar um pedaço de madeira. Nisso, eu consegui escapar”.

Com medo de ser morta, a vítima só pensou em escapar. Ela correu e foi se abrigar na casa de uma amiga. Um dia depois, ela chamou o irmão para eles entrarem na casa que o casal vivia e buscarem a filha dela, uma jovem portadora de necessidades especiais. “Quando eu peguei ela no colo, vi que a perna estava toda mole. Vi que tinha algo errado e disse que ele havia quebrado a perna dela. Ele, assustado, disse que não”, contou a mulher.

Imediatamente a família socorreu a jovem para um hospital. Foi nesse momento que descobriram a brutalidade em que ela foi submetida. “Chegando lá, constatamos que o fêmur partiu ao meio e será preciso de uma operação para colocar os pinos e voltar o osso para o local. Ela está em uma situação grave. Também foi constatado uma lesão na região íntima dela. Fizemos um exame e constataram que foi abuso”

Os laudos comprovaram a agressão sexual e, com as provas em mãos, ela denunciou o caso na polícia. “Procurei a polícia, registrei o B.O. e pedi uma proteção para mim e para ela”.

Diante de todos os fatos, a polícia pediu a prisão preventiva do suspeito. A ação foi rápida. Com menos de 24 horas de mandado de prisão expedido, o homem, de 41 anos, foi preso nesta semana na casa em que morava.

A jovem, de 20 anos, tem inúmeras dificuldades por conta da deficiência neurológica que tem. Por causa da violência que sofreu, ela permanece internada. “Ela está bem, mas sedada por causa do fêmur quebrado. Ela vai fazer a cirurgia. É uma revolta, pois ela é um anjo. Ela não fala, não anda, só escuta. Ela não tem como se defender”.


(*Folha Vitória)

Comentários do Facebook
Leia mais:  Menino de 3 anos tem pênis amputado após cirurgia de fimose
publicidade

Estadual

Inscrições abertas para vaga de estagiário conciliador no 3º Juizado Especial Cível de Serra

Publicado

em

Estudantes de graduação em Direito podem enviar o currículo até o dia 22 de novembro.

O 3º Juizado Especial Cível de Serra está com inscrições abertas para o preenchimento de 01 vaga de estagiário conciliador, a ser ocupada a partir de janeiro de 2020.

Somente poderão participar da seleção os estudantes regularmente matriculados entre o 5º e o 7º período do curso de Direito, com frequência efetiva, em instituição de ensino superior conveniada com o Tribunal de Justiça do Espírito Santo.

Os interessados devem encaminhar seus currículos até o dia 18 de novembro (segunda-feira) para o e-mail: [email protected] Após análise dos documentos, os candidatos escolhidos serão chamados para uma entrevista pessoal.

A carga horária será de 06 horas diárias, podendo o estagiário exercer as atividades das 12 às 18 horas. A bolsa recebida nesta modalidade de estágio é de R$ 1.050,00, já incluso auxílio-transporte.

Vitória, 12 de novembro de 2019

 

Informações à Imprensa:

Assessoria de Imprensa e Comunicação Social do TJES
Texto: Elza Silva | [email protected]

Andréa Resende
Assessora de Comunicação do TJES

[email protected]
www.tjes.jus.br

Fonte: TJES

Comentários do Facebook
Leia mais:  Após discutir com esposa, homem ateia fogo em casa e foge
Continue lendo
Economia3 horas atrás

Tudo sobre o DPVAT:  o que é, quem utiliza e porque Bolsonaro vai acabar com ele

arrow-options Edson Lopes Jr/A2AD Todos os proprietários de veículos do Brasil pagam o seguro DPVAT, extinto pelo presidente por Medida...

Economia3 horas atrás

Desconto no seguro-desemprego pode chegar a 8,14% com novo programa do governo

arrow-options Divulgação Programa Verde Amarelo visa aumentar a abertura de vagas para jovens de 18 a 29 anos O governo...

Economia3 horas atrás

Senado aprova saque do FGTS de R$ 998 e texto segue para sanção de Bolsonaro

arrow-options Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil Texto que amplia saque precisa ser sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro O Senado aprovou, em...

Internacional6 horas atrás

Jeanine Áñez se autoproclama presidenta da Bolívia em sessão sem quórum

arrow-options Reprodução/Twitter Senadora Jeanine Añez assumiu a presidência da Bolívia em sessão legislativa sem quórum nesta terça-feira (12). A senadora...

Internacional6 horas atrás

‘Golpe foi articulado por extrema direita racista’, diz chanceler da Bolívia

arrow-options Reprodução José Kinn Franco falou sobre a situação da Bolívia na Câmara dos Deputados O embaixador da Bolívia, José...

Estadual7 horas atrás

Inscrições abertas para vaga de estagiário conciliador no 3º Juizado Especial Cível de Serra

Estudantes de graduação em Direito podem enviar o currículo até o dia 22 de novembro. O 3º Juizado Especial Cível...

Estadual7 horas atrás

Negada indenização a gestante que havia optado por cesariana mas teve parto normal

Em análise do ocorrido, o magistrado verificou que não foi anexado aos autos qualquer laudo que indicasse a recomendação para...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana