conecte-se conosco


Nacional

Mulher é acusada de fazer sexo na frente dos filhos de 6 e 9 anos

Publicado

em

Uma mulher foi acusada pelo ex-marido de manter relações sexuais na frente dos filhos em Araraquara. 

Segundo informações, o pai das crianças, de 6 e 9 anos, procurou o plantão policial e afirmou que a filha, de 6 anos, disse que a mãe estava mantendo relações sexuais com o padrasto na frente dele. O filho mais velho, de 9 anos, também relatou a situação ao pai.

O homem relatou aos policiais que entrou em contato com o conselho tutelar no final de 2018 por 3 vezes, porém não obteve resposta. Ele falou com a ex-mulher, e ela respondeu que “a vida dela não era de sua conta”.

Em contato com o conselho tutelar, o homem foi informado que era necessária uma visita a mãe das crianças para que o caso fosse encaminhado ao judiciário. O caso foi encaminhado a Delegacia de Defesa da Mulher e será investigado.

A exposição ao ato sexual é um ato que entra em conflito com o desenvolvimento normal da criança, do ponto de vista da sua identidade sexual e enquanto pessoa”, explica ao Observador Joaquim Manuel da Silva.

O juiz de direito da secção de família e menores do Tribunal da Comarca de Lisboa Oeste reflete que, quando a liberdade e autodeterminação sexual da criança é afetada, tal constitui um crime punido com pena de prisão. O mais importante, diz o juiz, passa por apurar responsabilidade parental.

Sexo sim, mas à porta fechada

Para a pergunta colocada no título não existe uma “resposta única e verdadeira”, palavra da psicóloga infantil Inês Afonso Marques, que lidera a equipa infanto-juvenil da Oficina de Psicologia. Ainda assim, é possível opinar: “Se pensarmos que a sexualidade remete para uma questão de intimidade, de partilha de um casal, faz todo o sentido que seja vivida em privado. O facto de esta acontecer na presença de uma criança ou de uma pessoa é algo que, por princípio, não deve acontecer”.

Comentários do Facebook
Leia mais:  Jonas do século 21? Mergulhador sai ileso após ser quase engolido por baleia
publicidade

Nacional

Enterro de catador que foi morto pelo exército será nesta sexta-feira (19)

Publicado

em


Família de Luciano Macedo
Reginaldo Pimenta/Agência O Dia

Família de Luciano Macedo pretende processar o Exército

O enterro do catador de material reciclável Luciano Macedo, 27 anos, acontecerá nesta sexta-feira (19) à tarde, no Cemitério de São Francisco Xavier, no Caju, zona portuária do Rio. A família não divulgou o horário do sepultamento.

Leia também: Morre catador baleado pelo Exército ao ajudar família alvo de 80 tiros no Rio

Luciano levou três tiros no domingo (7), ao tentar ajudar a família do músico Evaldo dos Santos Rosa, o Manduca, 51 anos, que teve o carro atingido por 83 tiros disparados por militares do Exército , quando passava por Guadalupe, zona norte do Rio. O músico morreu na hora. Os militares confundiram o carro de Evaldo com um veículo também branco que havia sido roubado por ladrões.

De acordo com informação da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Luciano morreu na madrugada de ontem (18), no Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes. Em nota, a secretaria informou que “todos os esforços clínicos necessários foram realizados por profissionais multidisciplinares do Hospital Estadual Carlos Chagas com o objetivo de oferecer o melhor atendimento ao paciente Luciano Macedo, vítima de perfuração por arma de fogo que deu entrada na unidade no último dia 7″.

A SES esclareceu que o paciente “apresentava estado de saúde gravíssimo desde a entrada na unidade, o que impossibilitava sua transferência”. No dia 17, Luciano Macedo foi submetido a uma cirurgia torácica, mas acabou morrendo às 4h20 da madrugada de ontem (18). O catador deixou mulher, Daiana Horrara, grávida de cinco meses.

Leia também: Bolsonaro diz que “exército não matou ninguém” sobre tiros em músico

Leia mais:  Alunos de Olavo de Carvalho foram exonerados do MEC junto com coronel

A organização não governamental (ONG) Rio de Paz conseguiu, por meio de doações, enxoval para o bebê e dinheiro para alugar casa para a viúva. De acordo com o advogado da família do catador, João Tancredo, nove tiros disparados pelos militares do Exército atingiram outro veículo estacionado do outro lado da rua. 

Fonte: IG Nacional
Comentários do Facebook
Continue lendo
Regional17 minutos atrás

Bandidos baleados em assalto a posto de Gasolina

 BARRA S. FRANCISCO (ES) – Policias do 11º BPM, foram acionados na noite desta quinta-feira (18), por volta das 20h30min,...

Estadual24 minutos atrás

Morador de rua é morto a socos e chutes no ES

Um morador em situação de rua, que foi identificado apenas pelo nome de Helder, foi morto na madrugada desta sexta-feira...

Esportes35 minutos atrás

Luan no Palmeiras? Verdão pode ceder Lucas Limas para contratar ídolo do Grêmio

Divulgação Ídolo do Grêmio, Luan pode ser o novo reforço do Palmeiras O elenco estrelado do Palmeiras pode ganhar mais...

Economia54 minutos atrás

AGU tenta recuperar mais de R$ 2 bilhões em fraudes no INSS

Agência Brasil AGU tenta recuperar mais de R$ 2 bilhões em fraudes no INSS A Advocacia-Geral da União (AGU) está...

Nacional1 hora atrás

Enterro de catador que foi morto pelo exército será nesta sexta-feira (19)

Reginaldo Pimenta/Agência O Dia Família de Luciano Macedo pretende processar o Exército O enterro do catador de material reciclável Luciano...

Mulher2 horas atrás

7 receitas veganas para colocar em prática no almoço de Páscoa

É tradição em muitos lares brasileiros reunir a família para desfrutar de um almoço nos feriados, e um deles é...

Nacional3 horas atrás

Rússia diz que Relatório Mueller não prova interferência nas eleições americanas

Divulgação/White House Donald Trump não conspirou com a Rússia para vencer eleições, diz investigação O Kremlin disse na sexta-feira que...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana