conecte-se conosco



Mulher

Mulher dá à luz quadrigêmeos idênticos em parto raríssimo

Publicado

em

 

Se um é pouco, dois é bom e três é demais, quatro vai além do esperado! A estadunidense Jenny Marr sabe bem o que é isso. Ela deu à luz quatro bebês idênticos. O caso é raro. A probabilidade do evento acontecer é de uma vez a cada 15 milhões de partos.
A mãe segurando seus 4 bebês recém nascidos.
Reprodução/Família Marr

Os quadrigêmeos nasceram em Dallas, capital do estado de Texas, nos Estados Unidos

Jenny Marr, a mãe dos quadrigêmeos , entrou em trabalho de parto na semana 28 da sua gestação, e deu à luz a Harrison, Hardy, Henry e Hudson, que nasceram em um parto cesariano.

”Chamamos nossos bebês de passarinhos, por que eles pareciam muito com uma ninhada de passarinhos”, disse a mãe em entrevista para o site Today .

Jenny, a mãe, e Chris, o pai, segurando os bebês na UTI do hospital.
Reprodução/Família Marr

A semelhança dos filhos já confundiu os pais dos quadrigêmeos

Os recém-nascidos tiveram que ficar na UTI neonatal por cerca de dez semanas, até que estivessem saudáveis o suficiente para poderem conhecer o seu novo lar.

No entanto, tanta semelhança entre os bebês acaba atrapalhando a mamãe. ”É muito difícil conseguir diferenciar cada um! Uma vez eu tirei uma foto dos quatro e pedi para meu marido adivinhar cada um, e ele não acertou”, conta a mãe.

Harrison, Hardy, Henry e Hudson na foto
Reprodução/Família Marr

As fofuras Harrison, Hardy, Henry e Hudson, foram muito bem cuidadas no hospital!

Nascidos durante a pandemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2), Jenny relata que o hospital tomou todas as medidas de proteção possíveis para que ela e seus bebês não sofressem nenhum risco de infecção.

”Foi uma baita de uma experiência”, conta Jenny. ”Todos no hospital, desde os médicos até as enfermeiras, tornaram a minha segurança e a segurança dos meus filhos a prioridade número um”, conta a mamãe dos quadrigêmeos.

”Espero que um dia eu possa voltar para o hospital e abraçar cada um dos enfermeiros e médicos para poder agradecer por todo o cuidado e atenção que foi dado para meus filhos e minha família”, finaliza.


Fonte: IG

Comentários do Facebook

Mulher

Hashtags sobre abuso viralizam na web: saiba como fazer um #exposed seguro?

Publicado

em


source

Desde o surgimento do movimento #MeToo, em outubro de 2017, que trata de denunciar agressões físicas e sexuais nas redes sociais, muitas mulheres tomaram coragem para expor os seus casos pessoais de abuso.

celular
Pexels/Mikoto.raw

Hashtags sobre abusos sexuais e físicos têm viralizado nas redes sociais

Leia também: Ela levou 7 facadas do ex-marido: “Sem ter o que fazer, ele descontava em mim”

Nesta quinta-feira (28), as hashtags #ExposedLondrina e #ExposedCuritiba ficaram no Trend Topics do Twitter como os assuntos mais comentados do dia. Muitos relatos foram compartilhados sobre abusos familiares e até ameaças dos agressores. Mas você sabia que identificar os abusadores pode ser classificado como crime?

*esses textos podem provocar gatilhos relacionados à temática

Para explicar um pouco sobre como fazer um exposed seguro sem ser processada, a advogada especialista em direitos da mulher Ana Paula Braga dá algumas dicas.

“Nesses casos [de exposed nas redes] tem um conflito de princípios constitucionais. Ao mesmo tempo que a Constituição garante a liberdade de expressão, ela também garante a honra e a privacidade, e esses dois entram em conflito nesse cenário. A pessoa que foi exposta pode recorrer à Justiça por danos morais na esfera civil ou com processo criminal por injúria, difamação ou calúnia”, explica Ana Paula.

De acordo com a advogada, o recurso mais usado pela defesa dos agressores é o de calúnia, que é a imputação falsa de um crime. Geralmente isso ocorre após relatos de violência sexual ou violência doméstica .

Apesar de precisar ter cuidados ao expor nas redes sociais, Ana Paula incentiva que as mulheres continuem com o ato. “Esse movimento de hastag tem um poder de empoderamento feminino muito grande e rompe o silêncio. Para preservar as vítimas, o ideal é fazer um relato de forma a não violar a honra de outra pessoa, trazer para mais para a sua história e não do agressor. Não exponha o nome, ou elementos que o especifique, como escola onde estuda e etc., existem truques para continuar os relatos e eles são importantes”, alerta.

O que fazer após sofrer um abuso sexual ou físico?

É importante que toda a agressão física e sexual seja reportada às autoridades. É de conhecimento geral que esse não é um processo fácil , não é uma atitude fácil de ser tomada, mas é necessária. Segundo Ana Paula, fazer um boletim de ocorrência na polícia após o ato irá te resguardar de ser acusada de calúnia.

“A Polícia Civil vai investigar, abrir um inquérito e seguir com o caso. Minha dica é que a mulher procure assessoria jurídica nesse momento. Não é obrigatório, mas existe essa recomendação porque a delegacia não é um ambiente acolhedor e, assim, ela terá um suporte”, explica.

Leia também: “Tive que sair de madrugada com meu filho no colo por medo dele”

Para as mulheres que não tem condições de pagar um advogado particular, a Defensoria Pública presta assistência gratuita e integral. “É importante ressaltar que as mulheres não tenham medo, não se calem. É importante romper o silêncio, mas de forma segura”, finaliza a advogada.

*Para denunciar abuso sexual e físico contra crianças e adolescentes Disque 100 (atendimento diário das 8h às 22h – inclusive feriados). Para violência contra mulher Disque 180 (atendimento 24h).

Fonte: IG Mulher

Comentários do Facebook
Continue lendo
Saúde6 minutos atrás

SP: altas hospitalares após tratamento de covid-19 são quase 19 mil

. A Secretaria da Saúde de São Paulo informou hoje (28) que o número de pacientes que tiveram alta após...

Esportes6 minutos atrás

MP-RJ recomenda a suspensão de possível retorno do Campeonato Carioca

. O retorno do futebol carioca, em meio à pandemia do novo coronavírus (covid-19), ganhou hoje (28) mais um personagem: o Ministério...

Política11 minutos atrás

Israel critica Weintraub: “Nada é tão extremo como Holocausto”

Fábio Rodrigues Pozzebom/ABr Ministro da Educação, Abraham Weintraub  A Embaixada de Israel no Brasil criticou nesta quinta-feira (28) as declarações...

Internacional16 minutos atrás

Trump se sente “perfeitamente bem” após uso de hidroxicloroquina

Divulgação/Official White House/Shealah Craighead Trump iniciou o tratamento sem aval da Casa Branca no último dia 18 Segundo a assessoria...

Internacional21 minutos atrás

Após ser solto, leopardo ataca guarda-florestal na Índia; assista

Pixabay/Creative Commons Animal estava preso em uma cerca de arame farpado. Um guarda-florestal que trabalhava no estado do Telangana, na...

Tecnologia21 minutos atrás

Julgamento de bloqueio do WhatsApp é adiado no STF; veja o que já foi discutido

Reprodução Bloqueios do WhatsApp foram alvo de sessão plenária no STF O julgamento sobre a permissão de bloqueio do WhatsApp...

Carros e Motos26 minutos atrás

Kawasaki Vulcan deve ganhar motor da esportiva Ninja, diz revista japonesa

Divulgação Kawasaki Vulcan é, hoje, uma das cruisers mais em conta, por R$ 33.990 na versão S Café A Kawasaki...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!