conecte-se conosco


Nacional

MPF investiga supostas fraudes cometidas por Paulo Guedes, revela jornal

Publicado

em


Paulo Guedes é investigado pelo MPF; ele é o guru do candidato presidenciável Jair Bolsonaro (PSL)
Reprodução/Twitter

Paulo Guedes é investigado pelo MPF; ele é o guru do candidato presidenciável Jair Bolsonaro (PSL)

O Ministério Público Federal (MPF) em Brasília abriu investigação, no início deste mês, para apurar supostas fraudes cometidas pelo economista Paulo Guedes – conhecido como o ‘guru econômico’ do candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL). Paulo Guedes é investigado por questões ligadas a fundos de pensão de estatais. As informações foram divulgadas pelo jornal Folha de S.Paulo,  nesta quarta-feira (10).

Segundo a reportagem, Guedes teria se associado a executivos ligados ao PT e ao MDB para praticar tais fraudes. Paulo Guedes é investigado por, supostamente, ter captado, em cerca de seis anos, ao menos R$ 1 bilhão das entidades relacionadas ao caso. Procurado pelo jornal, por telefone e por email, Guedes ainda não havia comentado o assunto até a noite de ontem.

O procedimento investigativo criminal contra Guedes foi instaurado no dia 2 de outubro. Segundo ele, o guru de Bolsonaro  cometeu crimes de gestão fraudulenta ou temerária. A reportagem ainda relata que ele será investigado por suposta emissão de títulos sem lastros ou garantias ao negociar e por obter e investir recursos de sete fundos.

As entidades citadas pelo jornal, que teriam relação com esse esquema de fraudes, não o Previ (Banco do Brasil), Petros (Petrobras), Funcef (Caixa) e Postalis (Correios). Além dessas, está incluso o BNDESPar, que funciona como um braço de investimento do Banco Nacional de Desenvolvimento.

Segundo a Folha , as transações investigadas teriam sido feitas a partir de 2009. O MPF sustenta que há “relevantes indícios de que, entre fevereiro de 2009 e junho de 2013, diretores e gestores dos fundos de pensão e da sociedade por ações do BNDESPar teriam se consorciado com Paulo Guedes , controlador do Grupo HSM.

Leia mais:  8vantagens de estudar na Universidade Nove de Julho

A intenção do consórcio, segundo o MPF, seria de cometer crimes de gestão fraudulenta ou temerária de instituições financeiras e emissão e negociação de títulos imobiliários sem lastros ou garantias.

A denúncia da Folha , porém, não toca só o presidenciável Jair Bolsonaro. Afinal, segundo o MPF, duas das entidades envolvidas no esquema em que Paulo Guedes é investigado , eram geridas por militantes do PT, o partido do candidato Fernando Haddad. A Previ era gerida por Sérgio Rosa, e o Petros, por Wagner Pinheiro, homens que, assim como Haddad, são ligados ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Comentários do Facebook
publicidade

Nacional

CPI da Lava Toga é protocolada no Senado para investigar ministros do STF

Publicado

em


Senado federal ainda precisa aprovar instalação da CPI da Lava Toga
Jonas Pereira / Agência Senado

Senado federal ainda precisa aprovar instalação da CPI da Lava Toga

Foi protocolada nesta terça-feira (19) no Senado a CPI da Lava Toga, que como objetivo investigar os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e outros tribunais superiores. O senador Alessandro Vieira (PPS-SE) foi o responsável pela criação da Comissão, com o apoio de 29 senadores.

Leia também: Após esforço de 60 horas na Assembleia de SP, PSDB barra CPI sobre Paulo Preto

O requerimento de instalação da CPI da Lava Toga especifica que a Comissão visa apurar “condutas improbas, desvios operacionais e violações éticas por parte de membros do Supremo Tribunal Federal e de Tribunais Superiores do país”.

A criação da CPI, no entanto, ainda precisa ser autorizada. Se aprovada ela contará com a participação de 10 membros titulares e seis suplentes. Também serão destinados R$ 30 mil em recursos e um prazo de 120 dias de atuação.

O documento entregue por Alessandro Vieira contava com a assinatura de apenas 29 senadores, dois a mais do que o mínimo necessário. Alguns parlamentares haviam se mostrado receosos e chegaram a voltar atrás na assinatura. Apesar de o documento já ter sido recebido pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), os senadores ainda podem retirar suas assinaturas.

Leia também: Senado instaura hoje CPI para apurar causas da tragédia de Brumadinho

Esta é a segunda vez que Vieira apresenta o requerimento neste ano. Na primeira ocasião, três senadores voltaram atrás e retiraram suas assinaturas, o que inviabilizou a criação da CPI.

A legalidade da instalação desta CPI chegou a ser questionada, mas Alessandro Vieira afirmou ao Broadcast Político que essa questão já foi superada pelo Supremo Tribunal Federal. “Cabe CPI para tratar de aspectos operacionais e também para apurar fatos que possam configurar crime de responsabilidade”, disse.

Leia mais:  Senado enviará imagens da fraude dos votos de papel à Polícia Federal

À Folha de S.Paulo , Alessandro justificou a necessidade de instalação da Comissão. “A bola está na mão do presidente Davi Alcolumbre. O que a gente espera é que o presidente tenha o cuidado de observar e respeitar aquilo que a legislação preconiza. A legislação é muito clara que pode, sim, ter CPI para apurar fatos ligados ao Judiciário. Já tivemos uma CPI em 1999 que deu excelentes resultados. Temos toda confiança de poder fazer apuração de questões operacionais e fatos que possam configurar crime de responsabilidade”, afirmou.

Davi Alcolumbre, por sua vez, disse na noite desta segunda-feira (18), em entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura , que a possível abertura da CPI da Lava Toga , com objetivo de investigar abusos no Judiciário, não faria bem para o Brasil .

Fonte: IG Nacional
Comentários do Facebook
Continue lendo
Nacional5 minutos atrás

CPI da Lava Toga é protocolada no Senado para investigar ministros do STF

Jonas Pereira / Agência Senado Senado federal ainda precisa aprovar instalação da CPI da Lava Toga Foi protocolada nesta terça-feira...

Nacional5 minutos atrás

“Podem espernear à vontade”, diz Alexandre de Moraes sobre inquérito do Supremo

Carlos Moura/ SCO/ STF Após a abertura do inquérito do STF, a Corte foi alvo de manifestações contrárias à investigação...

Nacional6 minutos atrás

Mensagens de 3º suspeito por massacre em Suzano detalham plano ainda mais cruel

Reprodução Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, foi um dos autores de ataque a escola em Suzano Mensagens identificadas pela...

Nacional6 minutos atrás

Agressores de mulheres não poderão tirar carteira de advogado, decide OAB

Reprodução/redes sociais Com a nova decisão da OAB, após o estagiário de direito Vinicius Batista Serra não deve receber o...

Nacional6 minutos atrás

Criador da boneca Momo diz que jogou a escultura no lixo: “Ela está morta”

Reprodução Keisuke Aiso, que concebeu a boneca Momo, disse que jogou a obra de arte no lixo: “Ela está morta”...

Nacional6 minutos atrás

Trump diz que defenderá entrada do Brasil na OCDE

Divulgação/Planalto Apoio de Trump à entrada do Brasil na OCDE pode exigir contrapartida na OMC O presidente dos Estados Unidos,...

Entretenimento2 horas atrás

Modelo brasileira Barbara Fialho vai se casar com filho de Bob Marley

A modelo mineira Barbara Fialho, dona de um corpo condizente com o nome e há sete anos consecutivos figura cativa...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana