conecte-se conosco



Saúde

Ministério da Saúde quer eliminar sarampo do país até julho

Publicado

em

O Ministério da Saúde estipulou como meta erradicar o sarampo até julho deste ano. A declaração do secretário de Vigilância em Saúde (SVS) do ministério, Wanderson de Oliveira, ocorreu hoje (14), após a morte de uma criança de 9 anos no Rio de Janeiro. “Nossa meta é eliminar com o sarampo até 1º de julho de 2020. Para isso temos que ter adesão da população e dos gestores estaduais e municipais”.

O ministério lança amanhã (15) o Dia D de vacinação contra o sarampo. O secretário-executivo da pasta, João Gabbardo, lamentou a morte da criança e acrescentou que a fatalidade serve de alerta para os pais e responsáveis vacinarem as crianças. “A morte dessa criança, tragicamente, é o maior alerta que a gente pode fazer para que os pais levem as crianças aos postos de saúde do Brasil inteiro para fazer a vacina”.

Segundo dados do ministério, o Brasil tem, atualmente 337 casos de sarampo registrados e confirmados. Foi feita uma campanha de mobilização contra o sarampo no ano passado, mas Wanderson de Oliveira lamentou a baixa adesão entre os adultos. “O movimento foi preparado para eliminarmos o sarampo do território nacional. Então, começamos numa primeira fase com crianças menores de 5 anos. Depois, numa segunda fase, de 20 a 29 anos. Nessa fase, a vacinação foi muito baixa. Distribuímos 9 milhões de doses de vacina e fizemos pouco mais de 1,8 milhão”.

A campanha, cujo Dia D será amanhã, tem como público-alvo pessoas de 5 a 19 anos, mas, após a morte no Rio de Janeiro, o chefe da SVS incentivou a vacinação de crianças a partir de seis meses. “A faixa etária de vacinação regular é 1 ano de idade, mas a gente vem desde o ano passado orientando vacinação de crianças acima de 6 meses até 11 meses e 29 dias”. Após esta fase da campanha, uma nova terá início, com vacinação de todas as idades. Há ainda a possibilidade de realizar uma campanha de dupla vacinação, com sarampo e influenza.

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC Saúde

Comentários do Facebook

Saúde

Número de casos investigados de coronavírus no Brasil cai para quatro

Publicado

em

O número de casos investigados do novo coronavírus no Brasil caiu para quatro. Os dados foram atualizados pelo Ministério da Saúde na tarde de hoje (14). De ontem para hoje, três casos foram descartados e um foi incluído, todos em São Paulo. Das quatro pessoas ainda sob suspeita de ter o vírus, cujo epicentro ocorreu na cidade chinesa de Wuhan, há uma criança de 2 anos, um adulto de 56 anos e duas pessoas na faixa dos 20 anos. Duas pessoas são do sexo masculino e duas são mulheres. Todos têm histórico de viagem à China, mas não a Wuhan.

Até o momento, 43 casos já foram descartados para o novo coronavírus. Dentre essas pessoas, foram confirmadas contaminações por influenza B, influenza A (H1N1), rhinovírus e adenovírus, entre outros.

De acordo com o secretário-executivo do ministério, João Gabbardo, o número de casos suspeitos tem caído de forma mais acelerada graças à velocidade no diagnóstico laboratorial. Os resultados estão saindo mais rapidamente e, com isso, excluindo os casos suspeitos.

mcmgo_saude_230120_abr_5793mcmgo_saude_230120_abr_5793
O secretário- executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo, durante entrevista coletiva para esclarecimentos sobre o coronavírus  – Marcelo Camargo/Arquivo Agência Brasil

 

“Enquanto não tivermos uma situação de circulação do vírus, esse será o padrão esperado, um pequeno número de suspeitos.”

Gabbardo frisou também que o ministério continuará mobilizado no monitoramento ao vírus pelo menos até o inverno, quando aumenta a possibilidade de doenças respiratórias.

Ainda não existe caso confirmado do novo coronavírus na América do Sul. Até o momento, 64.460 casos foram contabilizados no mundo, conforme dados da universidade Johns Hopkins, dos Estados Unidos. Somente na China são 63.866 casos. O número de mortes chegou a 1.384. Além disso, 7.171 pessoas foram curadas.

A província de Hubei, onde está localizada Wuhan, adotou recentemente uma outra metodologia para confirmar casos. Naquela região está sendo dispensada uma investigação detalhada para confirmação do novo coronavírus. Apenas os sintomas e o aparecimento de determinadas características no raio-x já são suficientes para caracterizar a contaminação. Essa metodologia é recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em locais com mais de 100 casos confirmados após exame detalhado.

 

 

Principais sintomas do coronavírusPrincipais sintomas do coronavírus
Confira os principais sintomas e os cuidados para evitar o coronavírus. – Agência Brasil

Edição: Lílian Beraldo

Fonte: EBC Saúde

Comentários do Facebook
Continue lendo
Política1 minuto atrás

Semana tem reunião da CPI das Obras Públicas

Na próxima semana estão agendados oito eventos dos colegiados da Assembleia Legislativa (Ales). Destaque para a reunião extraordinária da CPI...

Economia1 minuto atrás

Concessão de 22 aeroportos de São Paulo deve ser concluída ainda em 2020

arrow-options Daesp/ Divulgação Aeroportos receberão investimentos do capital privado Os 22 aeroportos regionais administrados pelo estado já têm modelo de...

Política1 minuto atrás

Grupo de trabalho debate modelo de privatização da Codesa

O grupo de trabalho da Comissão de Infraestrutura (Coinfra) responsável por estudar o processo de desestatização da Codesa realizou o...

Economia2 minutos atrás

Zerar ICMS deve impactar segurança, salários e educação, diz especialista

arrow-options Marcos Corrêa/PR – 6.6.19 Jair Bolsonaro O cabo de guerra que representa as mudanças no Imposto sobre Circulação de...

Economia2 minutos atrás

União levantou R$ 29,5 bi em janeiro com desestatizações

A União levantou R$ 29,5 bilhões em desestatizações apenas em janeiro, informou, nesta sexta-feira (14), o secretário especial de Desestatização,...

Economia2 minutos atrás

Dólar volta a cair e fecha em R$ 4,30 com atuação do BC

A atuação do Banco Central ( BC ) no mercado futuro de câmbio fez a cotação do dólar norte-americano cair...

Entretenimento2 minutos atrás

Jornalista da Globo que prestou socorro a idoso ao vivo é vítima de homofobia

Gentileza, solidariedade, doação e amor ao próximo. Uma coisa é fato: há pessoas que inspiram outras com seus exemplos, histórias...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana