conecte-se conosco


Variedades

Minha busca por sorriso perfeito virou pesadelo

Publicado

em

Oito anos atrás, a repórter da BBC Natalia Guerrero decidiu passar por um tratamento dentário em busca de um sorriso perfeito.

O dentista que a atendeu substituiu seus dentes da frente, em bom estado, por próteses dentárias.

Foi o começo de um doloroso pesadelo terminou em Miami, nos Estados Unidos, e custou uma pequena fortuna.

A experiência fez com que ela refletisse sobre as milhões de pessoas que precisam de assistência odontológica urgente, mas não podem pagar por isso.

Não era um tratamento de que eu precisava – nem queria, para ser honesta. Foi um tratamento que me deixou em agonia e que me custou milhares de dólares. Isso sem falar nas incontáveis idas e vindas ao dentista, centenas de noites em claro e várias horas de dor excruciante.

Lembro-me do barulho da broca, do cheiro de carne queimada misturada com sangue, meu sangue. Lembro-me do olhar de solidariedade do assistente segurando o tubo de sucção, enquanto o dentista fazia malabarismos dentro da minha boca anestesiada.

Mas o mais doloroso é a lembrança dos 10 minutos em que me olhei no espelho.

Meu rosto estava inchado e seis dos meus dentes da frente haviam desaparecido. Parecia uma vampira. Fiquei chocada, chocada por ter sido tremendamente estúpida.

Esse foi o último passo de uma série de procedimentos desnecessários que meu dentista me convenceu a fazer como parte de um tratamento para dentes “terrivelmente desgastados”.

Primeiro, ele substituiu seis dos meus dentes da frente por dentes falsos. Então, quando estes começaram a quebrar, sugeriu que eu pusesse coroas, que descreveu como similares, mas mais resistentes.

De uma maneira muito estúpida, não fiz muitas perguntas e não percebi que meus dentes naturais seriam reduzidos às presas do Drácula.

Não só esse procedimento era desnecessário (tudo o que eu precisava era de uma placa dentária para parar de ranger os dentes durante o sono), mas meu dentista não tinha qualificação para realizar esse trabalho.

Durante os últimos oito anos, tive que me submeter a várias cirurgias nas minhas gengivas. Foi preciso consertar minhas coroas duas vezes, três no caso dos dentes incisivos.

Se você nunca passou por isso, nunca conseguirá imaginar como é difícil quebrar um dente de porcelana. É uma briga entre o dentista e a coroa dentro da boca. E você não pode fazer nada. Fica deitada ali. Resignada. Calada. E esperando que termine o mais rápido possível.

Mas o pesadelo não termina depois de deixar o consultório. Tive que suportar a dor persistente dentro dos meus ouvidos, mandíbula, cavidades oculares e pescoço, além de enxaquecas que duraram até dois meses.

Isso sem falar no dinheiro que paguei para consertar essa bagunça.

Você provavelmente acha que eu tive azar, mas, na verdade, tive muita sorte. Pelo menos, pude pagar pelo tratamento para corrigir a lambança feita por meu dentista.

Em muitos países, as pessoas que querem melhorar seus dentes – seja por desconforto ou por autoestima – não têm como pagar por isso.

Quase todo mundo tem um amigo ou conhecido que precisa de tratamento odontológico.

“Você pensa duas vezes antes de rir, porque fica envergonhado”, diz uma das minhas tias na Colômbia. Um tratamento a que ela se submeteu na Espanha fez com que perdesse três dentes de cima e hoje suas próteses são muito visíveis.


(*BBC Brasil)

Comentários do Facebook
Leia mais:  Obsessão masculina por “sexo anal” pode revelar homossexualidade enrustida
publicidade

Variedades

Mulher morre após cinco horas de sexo sem interrupção

Publicado

em

Uma mulher de 32 anos morreu em um motel de Cáli (Colômbia) após passar mal depois de cinco horas de “sexo intenso” sem interrupção.

A vítima, que não foi identificada e que tinha o apelido de A Fera, sofreu um ataque cardíaco. O parceiro, também sem nome divulgado, chamou o serviço de emergência.

Porém, como o socorro demorou a chegar, o homem levou a parceira à emergência de um hospital universitário. Mas os médicos nada puderam fazer, já que a colombiana já chegou morta.

A polícia descobriu, segundo o jornal “La República”, que A Fera e o parceiro usaram drogas para prolongar a relação sexual.

A polícia investiga se a mulher era usuária frequente de drogas.

Comentários do Facebook
Leia mais:  Boneca "Momo" volta a aparecer em vídeos infantis e ensina crianças a cometer suicídio
Continue lendo
Regional14 minutos atrás

Dono de bar é condenado por comercializar por criminalizar dvd´s piratas no Norte do ES

Após denúncia, policiais encontraram no estabelecimento 2.100 mídias falsificadas (cd’s e dvd’s), além de cigarros de origem desconhecida. O proprietário...

São Mateus42 minutos atrás

Estação de Tratamento de Esgoto do balneário de Guriri continua sem funcionar

SÃO MATEUS (ES) – Construída há 19 anos, a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Mariricu, que atenderia toda a...

Sem categoria2 horas atrás

Petrocity: Faculdade vai capacitar mão de obra para o porto

SÃO MATEUS (ES) – A Petrocity e a Faculdade Vale do Cricaré celebraram convênio para que a instituição de ensino...

Mulher2 horas atrás

Pizza sem glúten é opção que cabe na dieta; veja como preparar

Pizza combina com final de semana, encontro entre amigos ou aquele momento bate uma vontade de comer algo diferente e...

Mulher2 horas atrás

Sonha em ter cabelo volumoso? Veja 5 truques básicos que são infalíveis

Ter um cabelo volumoso e hidratado todos os dias é um sonho de consumo para a maior parte das pessoas,...

Mulher2 horas atrás

Foto de parto cesárea mostra bebê com “pose de super-herói”

Muitas crianças sonham em ser um super-herói quando crescer, mas um garotinho parece ter conseguido atingir esse sonho logo que...

Mulher2 horas atrás

Mulheres inspiradoras: corredora muda vida de mulheres da comunidade há 20 anos

“O que você está fazendo para mudar o mundo?”. Assim, de cara, a pergunta soa dura e pede uma reflexão....

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana