conecte-se conosco


Direto de Brasília

Militares são condenados por trote violento; paraquedista perdeu testículo

Publicado

em

IstoÉ


Homens do Exército enfileirados segurando armas
Divulgação

Juiz diz na sentença que prática de trote violento é comum no Exército

O juiz militar da União Claudio Amin Miguel condenou seis ex-militares do Exército no Rio por um trote violento que chegou a fazer uma das vítimas perder um testículo. A pena máxima imposta pelo magistrado foi de um ano e seis meses, em regime aberto para todos. A ação ainda resultou em duas absolvições.

Leia também: Militar se rende após manter a família refém por 14 horas na zona norte do Rio

As penas de um ano e meio foram impostas aos ex-cabos do Exército Pedro de Souza Pereira, Ruan Nascimento da Silva e Luiz Henrique Ramos Duque. Já Lucas Monteiro de Lima, Marcos Vinícius Vicente Correa e Rafael Andrade Mesquita pegaram um ano.

Segundo a acusação da Promotoria Militar, “no dia 31 de maio de 2016, por volta das 15h30, no alojamento do 27º Batalhão de Infantaria Paraquedista, os denunciados, em comunhão de ações e desígnios, agrediram os três soldados com golpes de chutes, bem como de cordas, toalhas, cintos, pedaços de fios, ripa de madeira e borracha de acabamento de mesa”. Como consequência, uma das vítimas perdeu um testículo.

A acusação detalha que os militares passaram a coagir as vítimas “a submeterem-se a um ritual de iniciação denominado ‘baco’, que nada mais era do que um violento trote, consistente na aplicação de todo tipo de agressão física”.

“De fato, no dia, hora e local acima transcritos, as vítimas cederam à pressão de seus algozes, eis que foram informadas pelos primeiro, quarto, sexto e sétimo acusados de que, se passasse daquele dia, iriam apanhar mais”, diz a denúncia.

Leia mais:  Mulher do opositor venezuelano Leopoldo López denuncia invasão à casa da família

Leia também: Justiça nega reintegração de ex-policial envolvido no caso Amarildo

A Promotoria Militar narra ainda que “cada um dos denunciados aquiesceu e incitou com seu comportamento extremamente violento as condutas dos demais, uma vez que todos estavam presentes no alojamento quando os dois espancamentos foram realizados”.

“Ademais, como militares graduados cada um deles tinha a obrigação legal de impedir que seus colegas de farda espancassem as vítimas e, apesar de terem todas as condições de impedirem, foram coautores de todos os delitos ali praticados.”

Na sentença, o juiz Claudio Amin Miguel afirmou que “não se trata, nesse caso, de um fato isolado nas Forças Armadas , porém são inaceitáveis tais condutas no meio militar, onde devem imperar a hierarquia e a disciplina”.

“Costumam os eventuais acusados afirmar que se trata de uma brincadeira e que, eles mesmos, já teriam passado por essa situação como vítimas”, escreveu. “Entretanto, esses fatos não justificam as condutas praticadas por eles. É inadmissível a prática de agressões a pretexto de se tratar de uma brincadeira. Aliás, como podem alegar ser uma brincadeira quando uma das vítimas, que não foi voluntária, perde um dos testículos?”, assinalou o magistrado.

Leia também: Juíza aceita denúncia e 12 militares viram réus acusados de matar músico no Rio

Ele também afirmou que as “lesões foram praticadas dolosamente, não há como negar diante das circunstâncias, tendo os acusados desferido chutes na vítima”. “Certamente, houve um excesso não desejado pelos acusados que ocasionou a perda irreparável para a vítima. Não é possível mensurar o que a perda de um testículo representa para um jovem de 19 anos, porém não se justifica uma punição além do que, efetivamente, foi apurado nos autos.”

Leia mais:  Tiroteio em evento de games nos Estados Unidos faz diversas vítimas

Fonte: IG Política
Comentários do Facebook
publicidade

Direto de Brasília

Moro admite derrota em decisão sobre Coaf: “Perder faz parte da democracia”

Publicado

em


Sergio Moro
Marcelo Camargo/ABr

Sérgio Moro afirmou que perdas e ganhos fazem parte da democracia e lamentou a transferência do Coaf

O ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sergio Moro, se manifestou na manhã desta quinta-feira (23) sobre a decisão tomada pela Câmara dos Deputados, nesta quarta (22), de transferir o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) da pasta que ele comanda para o Ministério da Economia.

Segundo Sergio Moro , “faz parte da democracia perder ou ganhar”. A polêmica sobre o controle do Coaf é a que mais dividiu os parlamentares na votação de ontem e a decisão pela transferência é vista como uma derrota para o governo Bolsonaro e seu ministro da Justiça.

“Sobre a decisão da maioria da Câmara de retirar o Coaf do Ministério da Justiça, lamento o ocorrido. Faz parte da democracia perder ou ganhar. Como se ganha ou como se perde também tem relevância”, escreveu Moro no Twitter. “Agradeço aos 210 deputados que apoiaram o MJSP e o plano de fortalecimento do Coaf”, publicou.

O órgão fazia parte do Ministério da Fazenda até o fim do governo Temer. A MP transferiu o órgão para o Ministério da Justiça, mas a comissão especial decidiu devolver o órgão para a equipe econômica e o colocou no Ministério da Economia.

Fonte: IG Política
Comentários do Facebook
Leia mais:  Infectologista explica as formas de transmissão do HIVe como preveni-las
Continue lendo
Esportes8 minutos atrás

VAR em ação! Confira os melhores memes sobre árbitro de vídeo na web

O VAR, que é a sigla em inglês de “Video Assistant Referee”, ou árbitro de vídeo , no português mais...

Entretenimento8 minutos atrás

Moral em baixa! Deborah Blando, Lulu Santos e os críticos à música brasileira

Da MPB ao sertanejo, do pop ao funk, a música brasileira sempre foi muito celebrada em praticamente todos os cantos...

Regional15 minutos atrás

Caminhão tomba na BR-101 e deixa trânsito lento

SOORETAMA (ES) – Um caminhão tombou no quilômetro 121 da BR-101 em Sooretama, no Norte do Estado, e deixou o...

Mulher24 minutos atrás

Espinhas além do rosto: como evitar acne nas costas ou outras partes do corpo?

Não é só no rosto que as espinhas costumam aparecer e é comum encontrar acne nas costas, no tronco e...

Nacional25 minutos atrás

UE inicia hoje a eleição ‘mais importante da história’ para o grupo; entenda

Pietro Naj-Oleari/ European Parliament – 15.7.16 Bandeira da União Europeia a meio mastro, na sede do Parlamento Europeu na cidade...

Direto de Brasília40 minutos atrás

Moro admite derrota em decisão sobre Coaf: “Perder faz parte da democracia”

Marcelo Camargo/ABr Sérgio Moro afirmou que perdas e ganhos fazem parte da democracia e lamentou a transferência do Coaf O...

Entretenimento40 minutos atrás

Prêmio Camões para Chico Buarque adensa seu significado na literatura brasileira

Chico Buarque de Hollanda foi anunciado como o ganhador da 31ª edição do Prêmio Camões de Literatura e levará para...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana