conecte-se conosco



Mulher

‘Meu marido se transformou após frequentar grupo sobre masculinidade’

Publicado

em


source

A analista de processos em TI Érica Affarez e o programador Fábio Novaes, ambos de 36 anos, estão em um relacionamento há 15 anos. Se ela pensou que até esse momento já teria conhecido todos os lados da personalidade de seu marido , estava enganada. Segundo ela, nos últimos dois anos, ele passou a frequentar um grupo de conversas sobre masculinidade — e que o resultado não poderia ser melhor.


fabio novaes e érica affarez sorriem para a câmera
Acervo pessoal

Érica Affarez conta como Fábio Novaes, seu marido, entrou em um grupo sobre masculinidade


O grupo  Ressignificando Masculinidades foi fundado por um amigo do casal, que o convidou para um encontro em um domingo, em 2018. “Ele voltou da primeira vez super emocionado, vibrante”, conta Érica por telefone ao Delas.

Na época, os encontros aconteciam na casa de um dos membros, porém o que eram sete pessoas acabou se tornaram 40. Isso fez com que os encontros migrassem para o Centro Cultural São Paulo, na capital paulista.

Além dos encontros presenciais, a conversa evoluiu para um grupo de WhatsApp com mais de 200 homens em todo Brasil. Fábio acabou se tornando um dos organizadores.

Além de tratar sobre situações do cotidiano, esses homens se reúnem para conversar sobre suas existências e para trabalhar em suas desconstruções. Temas como masculinidade negra, uso de pornografia, paternidade e até mesmo  abuso sexual são abordados.

Segundo Érica, também existem ocasiões em que homens pediam ajuda porque estavam passando necessidades. Ela narra que em um dos encontros, um deles pediu ajuda para comprar um botijão de gás e para encontrar um emprego. “Eles [os participantes do grupo] se mobilizaram para instalar o botijão na casa dele. Depois de um tempo, ele voltou para falar que tinha conseguido se estabilizar e agradeceu”, lembra ela.

Mais do que estar presente e poder falar, Érica viu que presenciar situações como essa e compartilhar esses relatos também fizeram a diferença. “Essas histórias também transformam o Fábio”, diz.

Como um grupo de masculinidade ajudou Fábio

Érica descreve o marido como uma pessoa tranquila e aberta. “Eu nunca tive problemas com abuso no relacionamento nem nada disso”, pontua. “Mas ele é homem. E tinham coisas moldadas nele que tinham detalhes machistas, é impossível passar ileso”, acrescenta.

Antes do grupo, ela percebia que uma das “coisas de homem” que ele mais fazia era guardar as coisas para si. “Às vezes a gente discutia no domingo e ele só falava para mim o que o deixou chateado na terça. Isso me irritava, porque eu já tinha dito tudo e já até tinha esquecido o motivo da briga”, conta.

Érica vê o processo de autoconhecimento e de desconstrução do machismo no parceiro com muito entusiasmo e apoio. “Hoje sinto que conseguimos resolver as coisas ali na hora, sem mágoas e sem guardar rancor”, diz.

Além das mudanças no relacionamento, a analista percebe que Fábio passou a ganhar mais confiança em si mesmo e passou a tomar mais atitudes para se autoconhecer. “Ele foi fazer coisas muito legais, tipo dar palestra em uma escola. Eu nunca na vida imaginei o Fábio fazendo isso. Ele também está fazendo terapia há um ano. Foi bem incrível”, relata.

Por que é preciso falar sobre masculinidade?

Érica e Fábio sorriem para a câmera
Acervo pessoal

“Ele foi fazer coisas muito legais, tipo dar palestra em uma escola”, diz Érica sobre Fábio

Uma pesquisa realizada com 40 mil pessoas pelo Instituto Papo de Homem, em 2019, traçou um perfil sobre a masculinidade no Brasil. Foi constatado que os homens são ensinados desde sempre a não falarem sobre suas emoções e sentimentos.

Segundo o instituto, 7 em cada 10 homens responderam que durante a infância foram educados a não mostrar fragilidade. Como consequência, a pesquisa de aponta que quase 76% dos homens sofrem de algum distúrbio emocional atualmente.

Além disso, outros problemas como a dependência alcoólica e até mesmo o encurtamento de suas vidas podem ser decorrência deste silenciamento, uma das marcas do machismo enraizado.

A pesquisa “Precisamos falar com os homens?”, feita pelo Papo de Homem em parceria com a ONU Mulheres, em 2016, aponta ainda que 7 em cada 10 homens não conversam com seus amigos sobre sentimentos profundos.

“É difícil homem se encontrar com os amigos para sentar e falar de medos, dúvidas e problemas, como as mulheres fazem. Eles até falam de algo cotidiano ou de uma situação que viveu, mas nunca fala de problema”, observa Érica.

Por não serem ensinados a falar sobre seus sentimentos, a própria masculinidade é negligenciada, já que se espera que o comportamento seja um padrão para todos. O resultado aponta que apenas 1 em cada 10 homens falam com suas figuras paternas sobre o significado de ser um homem.

Érica afirma que foi só depois que o marido começou a participar do grupo que ela descobriu que homens também sofrem com pressão de estereótipos e inseguranças, por exemplo.

“A masculinidade é mesmo muito frágil, porque o homem não pode demonstrar nenhum tipo de sensibilidade. Apontam para alguém que gosta de ballet e música clássica, por exemplo, como se fosse gay, como se fosse menos homem”, explica.

Para ela, rodas de conversa sobre masculinidade deveriam ser mais disseminadas para que esse espaço de fala e escuta seja incentivado entre os homens. “É muito importante que existam. Os homens também precisam falar”.

Fonte: IG Mulher

Comentários do Facebook

Mulher

5 dicas para usar rasteirinhas com estilo e em diferentes ocasiões

Publicado

em


source

Quando a gente pensa em verão e primavera, não tem como não lembrar das rasteirinhas. Entra ano e sai ano, mas elas nunca saem de moda, sempre dando um “up” no look de qualquer pessoa com estilo e conforto. 

Para todos os gostos e estilos sem sair de moda
Reprodução/Pinterest

Para todos os gostos e estilos sem sair de moda


Nada melhor que se sentir radiante e não ficar com os pés doendo, não é mesmo? Então, para inspirar novos looks e mostrar como escolher o modelo ideal de acordo com sua personalidade, selecionamos cinco dicas especiais feitas por Karen Furtado, consultora de imagem e estilo parceira da Piccadilly

1- Do simples ao glamour 

Ao contrário do que pensamos, as rasteirinhas não são apenas adequadas para situações informais. O calçado pode cair muito bem também em looks mais glamourosos. Pedrarias, detalhes dourados e estampas são ótimas opções para uma produção interessante e também para fugir do salto alto. 

“Os looks com rasteirinhas transitam com facilidade nos mais diversos ambientes e se adaptam para diferentes momentos, como jantares e festas. Para isso, é importantíssimo se atentar aos detalhes e à sofisticação do calçado quando quiser combinar com looks mais arrumadinhos, como por exemplo um barzinho com as amigas”, diz.


2- Um toque de formalidade

De acordo com Karen, as rasteirinhas também podem compor looks super confortáveis e estilosos para o trabalho. Uma sugestão de look com toque formal, e que se encaixa perfeitamente com o uso das rasteirinhas, é a combinação de uma calça jeans de lavagem neutra e modelagem reta, a uma camisa em tecido leve e acessórios mais cleans e atemporais.

“Para ocasiões que pedem mais formalidade, como ambientes de trabalho, a dica é optar por rasteirinhas neutras em tons de nude, pretas ou brancas, e sem muitos detalhes. A preferência deve ser dada aos modelos que ficam ajustados aos pés na parte do calcanhar, como uma sandália”, sugere.

Rasteirinhas Piccadilly
Reprodução/Piccadilly

Rasteirinhas Piccadilly



3- Básico e versátil 

Se você prefere um estilo mais clássico, esse tópico é pra você. A aposta certa são os tons neutros. 

“Sempre indico o nude como cor coringa para compor looks mais basiquinhos, mas que tragam charme na medida certa. Uma proposta bacana para mulheres donas desse estilo, é misturar uma rasteirinha nude com uma pantacourt jeans e uma camisa de linho. Dessa forma se terá um look fresquinho e atemporal que vai te acompanhar do trabalho aos compromissos com a família e amigos”..


4- Criatividade, cor e estampas 

Para quem não ama uma cor e uma estampa, a dica é usar criatividade. “Para mulheres do estilo criativo, a mistura de cores, tecidos e estampas é o que torna o look mais interessante e fashion. Detalhes que fogem do óbvio e que tem tudo a ver com esse tipo de personalidade, são mix de peças oversizeds, combinações em cores vibrantes, como o vermelho e laranja. Para os pés, rasteirinhas estampadas, incluindo a estampa do momento, o tie dye, e o queridinho animal print”.

5- Toque de romantismo 

Para Karen, as tendências da estação tem tudo a ver com as pessoas românticas. É aquele toque especial para você brilhar e sair leve para um encontro. 

“Além de tons neutros, como o nude e o branco, mulheres com estilo predominantemente romântico podem apostar sem medo em trends da estação, incluindo estampas florais e a paleta de candy colors. Um look fluído em tecidos leves, harmonizado com peças em tons pastéis, é uma opção certeira para imprimir o romantismo na medida certa”, diz Karen. 

Fonte: IG Mulher

Comentários do Facebook
Continue lendo
Entretenimento14 segundos atrás

Lore Improta ostenta visual sarado durante viagem

A influenciadora Lore Improta causou euforia nos seguidores nesta quinta-feira (22), após compartilhar um ensaio fotográfico arrasador no Instagram. A famosa está...

Saúde9 minutos atrás

Três alimentos que nunca deve comer depois de um treino

Pode arruinar tudo o que acabou de fazer Quem nunca saiu de um treino pensando que merece uma recompensa? E...

Variedades15 minutos atrás

Homem vai a sua festa de aniversário e descobre que lhe prepararam… um funeral

Ideia foi namorado e baseou-se no fato de que é só quando perdemos uma pessoa de quem gostamos, que nos...

Estadual24 minutos atrás

Confiança da indústria capixaba atinge 61,3 pontos em outubro

O Instituto de Desenvolvimento Educacional e Industrial do Espírito Santo (Ideies) divulgou nesta quarta-feira (21) o Índice de Confiança do...

Estadual31 minutos atrás

Uma pessoa é estuprada a cada cinco horas no Espírito Santo

A violência sexual, infelizmente, ainda faz parte da realidade diária de muitas mulheres do Espírito Santo e todo o Brasil....

Entretenimento48 minutos atrás

Andressa Urach muda postura, critica evangélicos e fãs vibram: “Ela voltou”

Reprodução Instagram Andressa Urach Recentemente Andressa Urach mudou o visual e adotou um estilo semelhante ao que tinha na época...

Política1 hora atrás

Filhos de Bolsonaro e núcleo ideológico pressionam pela saída de Eduardo Ramos

Alan Santos/PR Ministro-chefe da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos O ministro-chefe da Secretaria de Governo, general Luiz Eduardo Ramos...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!