conecte-se conosco



Mulher

Mesmo curada, Marília foi impedida de assumir cargo público por conta de câncer

Publicado

em


source

Em novembro de 2017, Marília Biscuola foi diagnosticada com  câncer de mama grau I. Após cirurgia para a retirada do tumor, que tinha menos de um centímetro, e sessões de radioterapia, a advogada estava curada e achou que a doença não seria mais uma preocupação. Em março de 2020, ao ser aprovada para o cargo de oficial de promotoria do Ministério Público de SP, foi surpreendia quando recebeu a notícia de que não poderia assumir a função devido ao câncer – o Manual de Perícia Oficial em Saúde do Servidor Público Federal indica que nos primeiros cinco anos após o diagnóstico o servidor é considerado “portador dessa enfermidade” e inapto ao cargo.

mulher loira
Arquivo pessoal

Marília Biscuola, 33 anos, é advogada e foi diagnosticada com câncer em 2017, mas já está curada

“Saber isso doeu mais do que receber o diagnóstico”, fala Marília em entrevista ao Delas. Ela lembra que, mesmo em tratamento, continuou atuando como advogada. “Segui trabalhando para ocupar a cabeça e não pensar na doença”. Na época, Marília também se dedicou a estudar para o concurso público.

Quando foi aprovada e nomeada ao cargo, se surpreendeu ao ser considerada inapta pela perícia médica por possuir “situação que pode se agravar com o desenvolvimento das atribuições”. Marília diz que apresentou o laudo médico de sua oncologista à perícia, comprovando que estava curada e apta para trabalhar, mas não adiantou. “Não olharam meus exames e ignoraram meus médicos”, fala. Segundo a advogada, ela não foi examinada na perícia, apenas a encaminharam conforme o Manual de Perícia.

Marília explica que, embora tenha passado por uma cirurgia e sessões de radioterapia, não foi necessário recorrer à quimioterapia e, hoje, já curada, só faz acompanhamento médico com consultas e exames de rotina para garantir que continuará bem e saudável.

“Tudo o que você mais quer depois de um diagnóstico é retomar a sua vida. Você não quer que o câncer te defina e tem ainda mais vontade de viver. Você quer retomar ao máximo a normalidade, mas aí escuta que não serve para trabalhar. Eu chorei por dias”, diz Marília ao lembrar de quando recebeu a notícia de que não era considerada apta para assumir o cargo.

“O que mata é deixar uma pessoa sem trabalhar. O Estado te abandona”, declara. Marília fala que, de acordo com o manual, o servidor só pode assumir o cargo cinco anos após o diagnóstico. Para ela, as regras precisam ser revistas e readequadas à realidade dos servidores. Por isso, decidiu tornar o caso público e entrar com uma ação para que a situação fosse revista.

Luta pelo direito de trabalhar

Nessa jornada para conseguir assumir o cargo, Marília se aliou a um grupo de 16 ONGs que organizaram um abaixo-assinado online contra a discriminação da mulher com câncer. A documento exige “às autoridades competentes, a reversão desse caso, para que se reconheça a sua capacidade, considerando-a apta ao cargo que lhe é de direito”.

Além disso, reforçam: “Não aceitamos velhas normas e manuais. Que seja restabelecida a justiça e cumprida a Constituição.” Até o momento, mais de 1,6 mil pessoas assinaram e se juntaram ao movimento.

“Quando as primeiras ONGs começaram a divulgar, recebi mensagens de parabéns pela coragem, mas eu não entendia. Só depois de receber relatos de pessoas que não contam nem para a família que têm câncer – por medo da discriminação – que eu comecei a entender”, fala.

Marília diz que já recebeu mensagens de mulheres de vários estados relatando que estão passando pela mesma situação que ela. “Ao mesmo tempo que eu fico feliz de saber que não estou sozinha, fico triste e espero que o meu caso não desencoraje as pessoas de prestar um concurso. Quero que as pessoas criem coragem e, juntos, a gente brigue para mudar essa legislação”.

O caso de Marília está avançando. Ela conta que já conseguiu uma liminar para assumir o cargo, mas segue com o processo, uma vez que a decisão não é definitiva e ainda pode ser revertida pelo Estado.

A reportagem contatou o Ministério Público do Estado de São Paulo para um posicionamento sobre o caso. Como resposta, o órgão informa que “a candidata será nomeada assim que a pandemia da Covid-19 refluir”.

Fonte: IG Mulher

Comentários do Facebook

Mulher

11 mulheres maravilhosas com mais de 65 anos para te inspirar

Publicado

em


source

Chegar aos 65 anos assusta muitas mulheres que associam a velhice apenas a coisas ruins. Sem contar o medo das rugas, marcas de expressão e dos cabelos grisalhos que, para muitas, simbolizam a falta de beleza e capacidade. Nesse dia do idoso, o Delas separou 10 mulheres incríveis para te ajudar a perder o medo do tempo e mostrar que a velhice é uma fase da vida repleta de possibilidades.


Elza Soares

elza soares
Divulgação

Com masi de 80 anos, Elza vive o auge da sua carreira.

Aos 83 anos, Elza é a prova viva que a idade não é impedimento para nada. Lúcida e extremamente ativa, a cantora lançou dois grandes álbuns nos últimos anos e vem fazendo turnês e apresentações em grandes festivais. Em entrevistas, deixa claro que a velhice não a assusta e que está vivendo uma fase maravilhosa da vida. Também presente em debates e nas redes sociais, Elza faz questão de se posicionar sobre discussões políticas e sociais, como a denúncia da violência doméstica e o racismo.

Rita Lee

rita lee
Instagram/Reprodução

Mesmo reclusa, Rita afirma conviver muito bem com a velhice e segue produzindo

Rita escolheu viver a sua velhice da maneira mais reclusa. Não para fugir dela, pelo contrário, para poder entendê-la e abraçá-la. A cantora de 72 anos está completando oito anos afastada dos palcos, mas não do trabalho, pois garante que segue compondo e que a música não deixou de fazer parte da sua vida. Ela, porém, optou por se afastar das grandes cidades, viver cercada de bichos e investir em nova paixão: a escrita.

Maria Bethânia

maria bethânia
Instagram/Reprodução

Bethânia segue sendo um dos nomes mais icônicos da música brasileira e está indicada ao Grammy Latino

Um dos maiores nomes da música popular brasileira, Bethânia lida com a terceira idade com uma leveza especial. Assumiu quando os icônicos cabelos volumosos se tornaram grisalhos e jamais deixou os palcos, pois a música também alimenta a sua espiritualidade. Hoje, aos 74 anos, é uma das indicadas ao Grammy Latino de Melhor Álbum de Samba e Pagode.

Fernanda Montenegro

fernanda montenegro
Divulgação

O maior ícone do cinema e da TV nacionais chegou aos 90 anos sem perder o posto

A rainha do cinema nacional dispensa apresentações. Chegou aos 90 anos à todo vapor, assumindo os cabelos brancos e as marcas expressões que o tempo colocou no seu rosto. Dona de uma elegância e uma lucidez de dar inveja em muitos jovens, segue sendo a principal inspiração para muitos artistas brasileiros. No fim de 2019, eternizou sua história de vida em uma biografia escrita em parceria com a jornalista Marta Góes.

Sônia Braga

sônia braga
Divulgação

Eterna Gabriela cravo e canela, Sônia Braga vive uma velhice extremamente ativa e esbanjando elegância

Mesmo com carreira internacional, a atriz é a eterna Gabriela de Jorge Amado — desde que viveu a personagem para uma novela da TV Globo em 1970. Hoje, com 70 anos, Sônia não diminuiu nem um pouco o ritmo e segue fazendo parte de grandes produções cinematográficas no Brasil e nos Estados Unidos.

Gal Costa

gal costa
Instagram/Reprodução

A artista que nunca deixou os holofotes, brilhou recentemente em uma live comemorativa dos seus 75 anos

Ao completar 75 anos de vida e 55 anos de carreira, a cantora ganhou uma live em sua homenagem, desenvolvida pelo Canal TNT e transmitida também pelo Youtube. O evento comprovou que a artista segue sendo um dos nomes mais importantes para a música brasileira.

Conceição Evaristo

conceição evaristo
Divulgação

A escritora mostra que não existe idade para se posicionar sobre assuntos importantes

Uma das escritoras brasileiras mais importantes dos anos 2000, é reconhecida também em outros países e foi escolhida como autora homenageada na quinta edição do Festival de Poesia de Lisboa. Autora dos livros “Poncia Vivencio” e “Olhos d’Água”, com 73 anos continua escrevendo e participando de palestras e debates e ainda é uma das principais vozes do movimento negro e antirracista na literatura.

Laerte

laerte
Divulgação

O principal nome do cartunismo brasileiro e um grande exemplo para a comunidade LGBTQI

A figura que faz parte do imaginário de toda a população brasileira, aclamada pelas tirinhas que ilustraram e ainda ilustram os mais diversos jornais e revistas com sátiras e críticas sobre todo tipo de assunto, Laerte ganhou ainda mais potência ao se assumir trans e abraçar o movimento LGBTQI+. Aos 69 anos, a artista é a prova viva de que nunca é tarde para entendermos quem nós realmente somos e assumirmos isso com orgulho.

Laura Cardoso

laura cardoso
Divulgação

A atriz mais velha da TV brasileira atualmente deixa claro que não tem planos para se aposentar

Com mais de 70 anos de carreira, a atriz chegou aos 93 anos deixando claro que acha aposentadoria um horror. Frase que resume bem a sua energia e os seus planos que segue firme e forte fazendo personagens icônicas em novelas da TV Globo. Laura é um grande exemplo que quando se faz o que ama, a idade se torna um mero detalhe.

Alcione

alcione
Instagram/Reprodução

Uma mulher eternamente jovem, Alcione vive seus 70 poucos anos de forma intensa e alegre

Também conhecida como Marrom, ela é a vovó antenada que todo mundo quer. Super presente nas redes sociais e de olho nos novos talentos que aparecem por aí, Alcione comprova, do alto dos seus 72 anos, que definitivamente juventude é questão de espírito e não de número.

Vera Holtz

vera holtz
Instagram/Reprodução

Há alguns anos longe da TV, Vera marca presença nas redes sociais


Atriz e diretora que participou de diversas obras icônicas, tanto na TV quanto nos palcos, Vera encontrou nas redes sociais uma nova possibilidade de fazer arte. Com fotos simples, mas cheias de conceito, a artista de 67 ano achou o próprio jeito de se posicionar e expressar na era digital mostrando que nunca é tarde demais para experimentar coisas novas.

Fonte: IG Mulher

Comentários do Facebook
Continue lendo
São Mateus11 minutos atrás

Projeto Tamar seleciona 20 voluntários para atuar em Guriri

O Centro Nacional de Pesquisa e Conservação em Tartarugas Marinhas e Biodiversidade Marinha do Leste – CENTRO TAMAR ICMBio –...

Entretenimento12 minutos atrás

Veja mais fotos do casamento de Gretchen com Esdras de Souza

Gretchen se casou novamente na última quarta-feira (30). O escolhido da vez foi o saxofonista Esdras de Souza, que ela...

Policial12 minutos atrás

PM apreende droga, munição e 12 armas em Pancas e Alto Rio Novo

Policiais militares do 8º Batalhão deflagraram uma operação de repressão ao crime, nesta quinta-feira (01), na qual foram cumpridos diversos...

Nacional12 minutos atrás

Pastor compara gays a câncer e Aids é condenado a pagar R$ 100mil

Divulgação A declaração foi feita quando Ezequiel estava à frente da Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos...

Economia12 minutos atrás

Bolsonaro sanciona projeto de lei que proíbe barragens como a de Brumadinho (MG)

Foto: Isac Nóbrega/PR Bolsonaro sanciona lei que proíbe construção de barragens como a de Brumadinho (MG) Nesta quarta-feira (30), o ...

Esportes12 minutos atrás

Thiago Monteiro vence e se garante na terceira rodada de Roland Garros

Sem ceder sets pelo segundo jogo seguido, o cearense Thiago Monteiro fez mais uma vítima em Roland Garros, em Paris...

Esportes12 minutos atrás

Botafogo demite técnico Paulo Autuori

O Botafogo terá o Cuiabá-MT pela frente nas oitavas de final da Copa do Brasil. Em outro campeonato, o Brasileirão,...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!