conecte-se conosco



Regional

Menina de 11 anos, grávida após estupro, tem acesso a aborto dificultado

Publicado

em

Vítima de estupros supostamente praticados pelo namorado de sua avó, a criança teve a gestação de oito semanas identificada na última quinta

No município de Mucurici, interior do Espírito Santo, uma menina de 11 anos aguarda há quatro dias a realização de um aborto legal. Vítima de estupros supostamente praticados pelo namorado de sua avó, a criança teve a gestação de oito semanas identificada na última quinta-feira (27), durante atendimento médico.

Nesse meio tempo, ela já transitou entre ao menos duas cidades sem ter acesso ao procedimento. As informações são da Folha de S.Paulo.

Segundo o promotor responsável pelo caso, Edilson Tigre Pereira, ela também apresenta descolamento de placenta. O suspeito de praticar o crime foi preso preventivamente.

A legislação brasileira assegura o direito ao aborto legal em casos de gravidez após estupro, de feto anencéfalo e quando há risco de morte materna.

De acordo com relatos, na última sexta-feira (28/8) a criança foi encaminhada em um carro comum – e não em uma ambulância – à cidade de São Mateus, localizada a 133 km de distância de sua cidade natal.

Resguardar a vítima

O promotor Edilson Tigre Pereira justifica a transferência com a necessidade de resguardar a vítima. “Eu sugeri a retirada da menina de Mucurici para evitar pressão”, diz. Mas na noite de sábado. a criança já se encontrava em Mucurici novamente.

Inicialmente, a cidade de São Mateus não pôde recebê-la porque a menina capixaba não levava consigo um protocolo médico e nem uma decisão judicial.

Uma determinação pela realização do procedimento em caráter de urgência foi expedida pelo Judiciário apenas nesse sábado, mas a criança não estava acompanhada de nenhum responsável legal. A desorganização impossibilitou sua internação.

Comentários do Facebook

Regional

Influencer relata a vida de um trisal em pequena cidade do ES

Publicado

em

Narah, Mariana e Elen vivem juntas e felizes, no município de Pinheiros. (Foto: Arquivo Pessoal)

Narah Lima, moradora de Pinheiros que conta com quase 65 mil seguidores, deu detalhes sobre o trisal que está vivendo e sobre o sucesso nas redes

“Meu nome é Narah Lima, tenho 21 anos e sou digital influencer. Moro em Pinheiros, interior do Espírito Santo. Quando tinha 15 anos, aconteceu meu primeiro relacionamento com uma menina. As pessoas passaram a comentar que me viram com ela na rua e minha mãe a me perguntar se eu gostava de meninas. Não tive a oportunidade de me assumir. Tudo começou a desabar na minha vida quando ela pegou uma cartinha que eu estava escrevendo, bem adolescente me declarando. Minha mãe não me expulsou de casa, mas nunca me aceitou.

Entendo que não deve ser fácil uma mãe aceitar que a filha goste de mulher, ainda mais escolher viver com duas mulheres. Só que ela precisa aprender a respeitar minha vida.

NARAH Lima entre Elen e Mariana (Foto: Arquivo Pessoal)

Eu já tinha namorado com a Mariana por quase um ano e estava com a Elen há três. Percebi que gostava das duas e queria as duas perto de mim. Sugeri a ela o relacionamento a três, que queria que Mariana participasse. Na época, morávamos em Salvador [Bahia]. Ela tem a mente muito aberta, não foi difícil de aceitar. Conversei com a Mariana, que sempre gostou muito de mim. Fizemos um grupo, e conversa vai, conversa vem, até que viemos para o Espírito Santo e elas se conheceram. Estamos morando juntas, moramos na nossa casa, somos independentes…

Veja mais:
Acidente deixa feridos presos às ferragens em rodovia no interior do ES
Polícia detém homem com motosserra em área particular
Homem é morto a tiros dentro de oficina em Jaguaré


No começo, lidar com o ciúmes era mais complicado. Assim como Elen tinha de Mariana, Mariana tinha de Elen. Eu sempre fui mais tranquila em relação às duas juntas. Agora não existe mais, entre a gente.

O aprendizado é diário. Elen é calma, Mariana e eu somos agitadas. Nos respeitamos acima de tudo. Quando brigamos, a outra tenta acalmar. Elen e Mariana nunca brigaram. Não há conflitos e confusão.

Moro em uma cidade pequena, pequena mesmo. Não costumo dar ouvidos ao que as pessoas acham, sabe? Mas debocham, sim. Tento não focar nas coisas ruins. Nas redes sociais, pessoas próximas a mim quando veem me mandam. Nas minhas redes mesmo, quando vejo algo ofensivo, apago e bloqueio a pessoa. Não por mim, mas por aquela seguidora que pode não ter o psicológico preparado para ler aquilo. Cada apoio que recebo nas redes é muito importante, sou muito grata a eles. Falo que são meus amigos”.


(*Matéria originalmente publicada por Glamour Brasil)

Comentários do Facebook
Continue lendo
Saúde2 minutos atrás

Governo executa 77% dos recursos para ações de combate à covid-19

O governo federal executou até agora 77% dos recursos disponibilizados para as ações de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus....

Economia2 minutos atrás

Dólar tem primeira queda semanal em um mês, fechando em R$ 5,52

Thinkstock/Getty Images Apesar da queda, dólar tem alta de 37,73% neste ano Num dia de alívio no  mercado financeiro, o...

Internacional17 minutos atrás

Debate entre Trump e Biden previsto para 15 de outubro é cancelado

Reprodução/Youtube/Fox News Trump e Biden protagonizaram um debate cheio de interrupções e discussões O debate que estava previsto para o...

Nacional24 minutos atrás

Cuidadora é presa suspeita de roubar R$ 400 mil de idosa

De acordo com a Polícia Civil, mulher dopou vítima por meses para realizar transferências bancárias para outras contas, incluindo a...

Regional29 minutos atrás

Influencer relata a vida de um trisal em pequena cidade do ES

Narah Lima, moradora de Pinheiros que conta com quase 65 mil seguidores, deu detalhes sobre o trisal que está vivendo...

Entretenimento32 minutos atrás

“A Fazenda 12”: Cartolouco nega ser bissexual e chama Luiza de falsa

Reprodução/Record Cartolouco está na roça com Jojo e Biel Terceiro eliminado do reality ‘A Fazenda’, o influencer Cartolouco participou da...

Polícia Federal32 minutos atrás

Polícia Federal, Receita Federal e Polícia Civil/RJ fazem a maior apreensão de aparelhos de tv box do país

Rio de Janeiro/RJ – Uma operação conjunta entre a Polícia Federal, a DIREP (Divisão de Repressão ao Contrabando e Descaminho...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!