conecte-se conosco



Destaque

Medicamentos devem ter reajuste de até 4,76% neste ano

Publicado

em

Ao todo, 19 mil produtos estão sujeitos ao novo reajuste
SÃO PAULO (SP) – O índice de reajuste máximo do preço de medicamentos deve ficar entre 1,36% e 4,76% neste ano, de acordo com estimativas da Interfarma, que representa a indústria farmacêutica.
O cálculo, divulgado nesta sexta-feira (10), foi feito com base nos critérios que compõem a fórmula adotada pelo governo para fixar os índices de reajuste máximo do preço dos remédios, distribuídos conforme a categoria de medicamentos.
Os índices oficiais, porém, só devem ser divulgados pela Cmed (Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos) em 31 de março.
Fazem parte dos critérios para o cálculo o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), também divulgado nesta sexta, além de fatores como produtividade, custos dos insumos e concorrência do setor, todos já anunciados pelo governo.
Ao todo, 19 mil produtos estão sujeitos ao novo reajuste. O aumento, no entanto, não deve chegar imediatamente às farmácias. Segundo a indústria, a previsão é que as primeiras variações de preço ocorram daqui a alguns meses, com a reposição dos estoques.
Indústria e varejo também podem optar por praticar um reajuste menor do que o permitido, principalmente nos casos de produtos de maior concorrência no setor e mais procurados pelos pacientes.
FAIXAS DE REAJUSTE
Em geral, o reajuste é dividido em três faixas, com base na concentração do mercado. Assim, medicamentos mais simples e produzidos por mais empresas, que costumam baixar os preços para manter a concorrência, têm permissão de reajuste maior. É o caso dos genéricos, por exemplo.
Na outra ponta, remédios patenteados ou fabricados por menos empresas, para os quais as indústrias teriam facilidade para aumentar os preços, têm menor índice de reajuste permitido -caso de alguns medicamentos oncológicos, por exemplo.
Assim, para esse ano, as faixas devem ser de 1,36%, 3,06% (para medicamentos no intervalo dessas duas faixas) e 4,76%. O valor máximo é semelhante à inflação dos últimos 12 meses.
No ano passado, a alta na inflação fez com que o índice máximo de reajuste permitido atingisse 12,5%. A variação do câmbio e a alta na energia elétrica também colaboraram para esta conta. Já em 2015, os índices variaram de 5% a 7,7%.
*Com informações da Folhapress.

Comentários do Facebook

Destaque

Menina revela ter sido estuprada pelo pai após se queixar de ‘dor na barriga’

Publicado

em

De acordo com a mãe da vítima, criança relatou que o pai a violentou dentro do banheiro da residência. Caso é investigado pela Delegacia da Mulher de Guarujá.

A Polícia Civil investiga um caso de estupro de uma menina de 10 anos em Guarujá, no litoral de São Paulo. Segundo depoimento da mãe aos policiais, a violência sexual contra a filha foi cometida em casa pelo pai da criança, de 30 anos, enquanto ela acompanhava um familiar hospitalizado. O suspeito ainda não foi localizado.

O crime ocorreu na residência em que a vítima vive com os pais e irmãos, localizada no bairro Aldeia, no Distrito de Vicente de Carvalho. Conforme relatado pela mãe da criança no boletim de ocorrência registrado pelos policiais, ela mantinha uma união estável com o homem, com quem tem quatro filhos.

A mãe relatou que, no início da tarde, saiu de casa para ficar como acompanhante de um familiar no hospital, deixando os filhos com o marido. De acordo com ela, por volta das 19h30 retornou à sua residência.

Ao chegar em casa, ela foi alertada pelo filho de 4 anos que o pai teria violentado a irmã. Ao conversar com a filha, a menina relatou que, durante a tarde, o pai, no banheiro da casa, havia tirado as suas roupas e a estuprado. A criança também se queixou de estar com dores na barriga devido a violência sexual.

A mãe afirmou aos policiais que levou a filha às pressas ao Pronto Socorro de Vicente de Carvalho e depois da criança ser atendida foi direto a delegacia, acompanhada de uma conselheira tutelar. Após relatar o caso, a vítima foi encaminhada para exame de corpo de delito.

O boletim de ocorrência foi registrado como estupro de vulnerável na Delegacia Sede de Guarujá. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), o caso está sob segredo de Justiça e agora é investigado por meio de inquérito policial pela Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) da cidade.


(*G1)

Comentários do Facebook
Continue lendo
Esportes5 horas atrás

Covid 19: CT Paralímpico de São Paulo reabre com atletas da natação

. Depois de 111 dias fechado, o Centro de Treinamento Paralímpico de São Paulo voltou a receber atividades na tarde...

Nacional5 horas atrás

Jornalistas que entrevistaram Bolsonaro serão afastados por emissoras

Reprodução/TV Brasil Jair Bolsonaro em entrevista no Palácio do Planalto As emissoras Empresa Brasil de Comunicação (EBC), CNN Brasil e...

Nacional5 horas atrás

Caixa deve prorrogar suspensão de prestações da casa própria por mais 2 meses

Medida vale para financiamentos com recursos do FGTS e da poupança; Famílias mais pobres do Minha Casa Minha Vida são...

Nacional5 horas atrás

Dias Toffoli critica “ódio e intolerância” e deseja melhoras a Bolsonaro

Plenário da Câmara / FLICKR / Reprodução Toffoli enviou mensagem de apoio a Bolsonaro, que está com a Covid-19 Na...

Nacional5 horas atrás

Sete traficantes são presos após mãe de usuário fazer denúncia

    Polícia Civill/Divulgação Foram apreendidos maconha, crack e cocaína, além de R$ 3,5 mil em dinheiro, celulares e um...

Nacional5 horas atrás

Estado de saúde de avó de Michelle Bolsonaro é gravíssimo

Marcos Corrêa/PR Avó da primeira-dama foi encontrada desmaiada em rua da periferia do Sol Nascente, em Brasília A avó da...

Nacional5 horas atrás

Colunista que torce por morte de Bolsonaro será investigado pela PF

Marcos Corrêa/PR Bolsonaro confirmou hoje (7) que está com a Covid-19 O atual ministro da Justiça e Segurança Pública, André...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!