conecte-se conosco



Agricultura

Mapa define padrões de qualidade e identidade da Kombucha

Publicado

em

Foi publicada nesta quarta-feira a Instrução Normativa 41, que cria os padrões de identidade e qualidade da kombucha, incluindo os parâmetros analíticos que devem ser observados pelos produtores e importadores do produto. Os produtos já existentes no mercado terão prazo de 365 dias para adequarem os rótulos e a composição do produto às novas normas. Novas solicitações de fabricação do produto devem observar os padrões de identidade e qualidade estabelecidos na IN.

A bebida kombucha pode ser classificada como bebida fermentada não-alcoólica e bebida fermentada alcoólica. Os produtos alcoólicos são aqueles que apresentam mais de 0,5% de graduação alcoólica em sua composição e devem informar de maneira clara no rótulo essa informação, juntamente com demais advertências sobre a bebida. A kombucha pode ser adicionada de frutas, mel, açúcares e outros ingredientes previstos na instrução normativa.

Na kombucha, a presença de microrganismos viáveis pode ocorrer ou não, em quantidades variáveis, assim como acontece com outros produtos como leite fermentado ou iogurte. Mesmo com essa presença, o produto não pode explorar supostas alegação de propriedades funcionais ou de saúde em sua rotulagem ou publicidade de nenhuma forma, que ele possa ter devido a sua composição.

A pasteurização (elevação e redução de temperatura do produto para eliminação de microrganismos) do produto após a fermentação visa estabilizar o crescimento de microrganismos naturalmente presentes, sendo que o produto não pasteurizado deve ter a mesma segurança ao consumidor que o produto pasteurizado, com a diferença de que a pasteurização elimina os microrganismos no produto final.

Nenhuma alegação funcional ou de saúde está permitida para a Kombucha e sua utilização sem aprovação pelo órgão competente (Ministério da Agricultura) acarretará autuação e medidas administrativas e legais previstas na legislação.

Cabe ao Ministério registrar e fiscalizar os estabelecimentos e produtos para garantir que os mesmos estejam de acordo com a legislação e as regras vigentes.

Perguntas e respostas sobre a kombucha

1 – Os produtos presentes no mercado e que estão sendo comercializados terão prazo para se adequar à nova legislação?

Sim, todos os estabelecimentos e produtos já podem ser registrados no sistema SIPEAGRO do MAPA. Para os produtos já presentes no comercio, seu rótulo e composição terão o prazo máximo de 365 dias para serem registrados e adequados à IN 41, de 2019.

2 – O rótulo do produto deve atender as novas regras da IN 41?

Sim, até a data limite de adequação de 365 dias todos os rótulos devem estar de acordo com a nova legislação, sendo admitido produtos comercializados até a sua data de validade. Além destas disposições, devem ser observadas demais normas de rotulagem de bebidas e alimentos, RDC/ANVISA 259 de 2002 e o Decreto 6.871 de 2009.

3 – Como a kombucha deve ser registrada?

A kombucha deve ser registrada segundo os procedimentos estabelecidos pela IN nº72, de 2018, pelo Sistema do Mapa, acessado por meio do sistema Sipeagro. Confira o passo a passo para registro de estabelecimentos produtores de bebidas.

4 – As análises laboratoriais dos parâmetros analíticos estabelecidos no item 4 da IN 41, de 2019, serão as análises estabelecidas oficialmente pelo Mapa?

Sim, as determinações dos parâmetros: pH, Pressão, Teor alcoólico, acidez, serão analisados de acordo com os métodos oficiais do Mapa, que podem ser consultados no site do Mapa.   

5 – É possível colocar frases sobre melhoras da saúde, benefícios a saúde ou cura de doenças na propaganda ou rotulagem do produto?

Não, qualquer informação do tipo não pode ser feita, nem na rotulagem nem na publicidade do produto, conforme estabelecido na legislação atual. Caso alguma empresa possua provas de funcionalidades no organismo ou benefícios a saúde, a mesma deve apresentar estas provas a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), isso deve ser feito de acordo com procedimentos, trâmites e etapas para que ela avalie a autorize alguma alegação funcional ou de saúde, consultando o site da Anvisa

Mais informações à imprensa:
Coordenação-geral de Comunicação Social
[email protected]

Comentários do Facebook

Agricultura

Ufes registra primeira cultivar de café conilon ‘Monte Pascoal’ para o estado da Bahia

Publicado

em

 

A Diretoria de Inovação Tecnológica (DIT) da Ufes conseguiu o registro de uma cultivar de Coffea canephora adaptada para o sul da Bahia, em altitude inferior a 500 metros. Batizada de Monte Pascoal, essa é a primeira cultivar de café conilon para o estado baiano. O Registro Nacional de Cultivares (RNC) é realizado no Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

As cultivares são espécies de plantas que foram melhoradas devido à alteração ou à introdução, pelo homem, de uma característica que antes não possuíam. Elas se distinguem das outras variedades da mesma espécie de planta por sua homogeneidade, estabilidade e novidade.

A cultivar de Coffea canephora Pierre ex A. Froehner (conilon ou robusta) é composta por seis genótipos/clones (AD1, AP, Imbigudinho, LB1, P2, Peneirão), que alcançaram a melhor produtividade dentre os 42 genótipos utilizados no experimento.

Segundo o professor do Departamento de Ciências Agrárias e Biológicas do Centro Universitário Norte do Espírito Santo (Ceunes) Fábio Luiz Partelli, que coordenou a pesquisa, os trabalhos começaram em abril de 2014, numa parceria entre pesquisadores e produtores rurais. Foram plantados 42 genótipos de café conilon descobertos em lavouras capixabas em uma área no município de Itabela, na Bahia, num “ensaio de competição”, propagados por estacas, a aproximadamente 140 metros de altitude.

Produtividade

Os pesquisadores acompanharam a produção em quatro colheitas, nos anos de 2016, 2017, 2018 e 2019. A média das quatro colheitas dos seis genótipos foi de 129,97 sacas por hectare ao ano, enquanto a média dos demais genótipos foi inferior a cem sacas.

Dentre as características avaliadas na pesquisa, além da produtividade, para constituir a nova cultivar estiveram o sistema radicular, a maturação, o vigor e a resistência a pragas e a doenças.

Participaram do registro os engenheiros agrônomos Fábio Luiz Partelli (coordenador), André Covre, Gleison Oliosi e o produtor rural Daniel Covre.

“Nenhuma outra instituição havia, até então, feito estudo e registro de cultivar de conilon para o estado da Bahia. O registro é uma forma de atestar que esses seis materiais são os recomendados para a região pelas condições de adaptação ao local. A Bahia é o terceiro maior produtor de conilon do país, somente atrás do Espírito Santo e de Rondônia, daí a importância dessa pesquisa”, afirmou Partelli.

O professor informou que o mesmo experimento, com os 42 genótipos testados na Bahia, está sendo feito numa lavoura no município capixaba de Nova Venécia. Lá, porém, serão seis colheitas antes do pedido de registro da cultivar.

 

Comentários do Facebook
Continue lendo
Entretenimento5 minutos atrás

Após se separar de Whindersson, Luisa Sonza é flagrada com Vitão

A cantora Luísa Sonza foi flagrada ao lado do cantor Vitão , na última sexta-feira (5), em Alphaville, São Paulo. Pela...

Estadual13 minutos atrás

ES chega a 806 mortes e 18.950 casos confirmados de Covid-19

  Na comparação com os dados divulgados nesta sexta-feira (5), o aumento é de 16 mortes e 542 novos casos...

Economia20 minutos atrás

Auxílio emergencial: 200 mil foram pagos neste sábado, apenas 14% dos pedidos

Reprodução YouTube Tatiana Thomé, vice-presidente de Governo da Caixa explica depósitos deste sábado (6) De 1,4 milhão de pedidos de...

Saúde50 minutos atrás

São Paulo abre hospital na zona sul para pacientes com coronavírus

. A prefeitura de São Paulo entregou neste sábado (6) o Hospital Municipal Guarapiranga, que funcionará como um equipamento de...

Nacional1 hora atrás

Homem confessa ter estuprado afilhada de 9 anos e tem quarto destruído por vizinhos

Um homem de 55 anos foi preso por estuprar sua afilhada, de 9 anos, no bairro Londrina, em Santa Luzia,...

Nacional1 hora atrás

Marido encontra homem saindo de casa, após tentar estuprar sua esposa

  Caso foi registrado na cidade de Rosário Oeste, na zona rural da cidade Um homem de 54 anos registrou...

Educação1 hora atrás

Enem pode ser suspenso no ano que vem por falta de recursos, alerta MEC

Para evitar esse desfecho, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, pediu complementação de R$ 6,9 bilhões ao limite previsto para...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!