conecte-se conosco


Direto de Brasília

Maduro assume novo mandato hoje sob contestação dentro e fora da Venezuela

Publicado

em


Nicolás Maduro assume segundo mandato a frente da Presidência da Venezuela nesta quinta-feira (10)
Twitter/ @NicolasMaduro

Nicolás Maduro assume segundo mandato a frente da Presidência da Venezuela nesta quinta-feira (10)

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, assume nesta quinta-feira (10) seu segundo mandato no comando do paíos depos de passados oito meses desde as eleição presidencial realizadas em 20 de maior de 2018 na qual foi eleito com quase 70% dos votos. O pleito, no entanto, foi convocado após uma “manobra” de Maduro e acabou boicotada pela oposição e não é reconhecida por diversos países que relataram diversas irregularidades na votação.

O novo mandato de Maduro não terá o reconhecimento da Assembleia Nacional venezuelana e de diversos outros países, entre eles os Estados Unidos, o Canadá, o bloco da União Europeia e o Grupo de Lima, do qual o Brasil faz parte. Já o Peru, outro membro do grupo sulamericano, chegou a proibir a entrada de Maduro, seus familiares e da cúpula do governo venezuelano no país.

Internamente, porém, o poder legislativo é o único dominado pela oposição e, por isso mesmo, passou a ser ignorado por Maduro e pelo Supremo Tribunal venezuelano que consideram que o órgão está em “situação de desacato”. Diante disso, Maduro parou de responder ao Parlamento do país e convocou uma Assembleia Nacional Constituinte com várias lideranças ligadas a ele mesmo.

Foi esse órgão que convocou as eleições realizadas em 20 de maio de 2018 que renderam um novo mandato para Maduro com duração prevista até 2025.

Dessa forma, o Supremo Tribunal irá conduzir sua posse em uma cerimônia que começa a partir das 12h (horário de Brasília), e a “lealdade absoluta” da Força Armada Nacional Bolivariana, declarada pelo ministro da Defesa, Vladimir Padrino. Com o impasse, Maduro não fará o tradicional (e constitucional) juramento do presidente perante a Assembleia.

Leia mais:  Michel Temer volta atrás e avalia conceder indulto de Natal a presidiários

Comentários do Facebook
publicidade

Direto de Brasília

Moro fez “copia e cola em projeto e é funcionário de Bolsonaro”, dispara Maia

Publicado

em


Rodrigo Maia e Sérgio Moro estão se desentendendo quanto às questões relativas ao pacote anticrime no Congresso
Divulgação/Ministério da Justiça

Rodrigo Maia e Sérgio Moro estão se desentendendo quanto às questões relativas ao pacote anticrime no Congresso

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), acusou o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, nesta quarta-feira (20), de desrespeitar um acordo feito com o presidente da República, Jair Bolsonaro, que previa priorizar a tramitação da reforma da Previdência sobre qualquer outra, assim como sobre o pacote anticrime. 

“Moro está desrespeitando acordo meu com o governo. Nosso acordo é priorizar a reforma da Previdência. Espero que ele entenda que hoje ele é ministro de Estado. Ele está abaixo do presidente. Eu já disse a ele que esse projeto vai ser posterior à Previdência”, reagiu Maia, que disse ainda que Sérgio Moro é “um funcionário de Bolsonaro”, e não um homem eleito pelo povo.

Em sua declaração, o presidente da Câmara ainda disse que não falou pessoalmente com Moro a respeito do assunto e acusou o ministro de fazer “copia e cola” de outro projeto que já tramita na Casa. Para Rodrigo Maia , não há nada de novo no texto apresentado pelo ministro da Justiça, que vem cobrando publicamente por uma tramitação da matéria no Congresso.

“Funcionário do presidente Bolsonaro ?”, reagiu Maia ao ser questionado se havia conversado com Moro. “Converso com o presidente Bolsonaro e se o presidente Bolsonaro quiser, conversa comigo. Eu fiz aquilo que acho correto”, disse.

“O projeto é importante. Aliás, ele está copiando projeto do ministro Alexandre de Morais, copia e cola. Então têm poucas novidades no projeto dele”, completou Maia.

Por fim, questionado se estava irritado com a pressão de Sérgio Moro sobre a matéria, Maia afirmou que não e ponderou que o ministro conhece “pouco a política”. “Não estou irritado, mas acho que ele conhece pouco a política”, afirmou. “Ele está confundido as bolas. Ele não é presidente da República. Não foi eleito para isso. Tá ficando uma situação ruim para ele”, finalizou Maia. 

Leia mais:  PT recorre ao TSE para pedir investigação de ‘caixa dois de Bolsonaro”; entenda

Fonte: IG Política
Comentários do Facebook
Continue lendo
Regional18 minutos atrás

Dono de bar é condenado por comercializar por criminalizar dvd´s piratas no Norte do ES

Após denúncia, policiais encontraram no estabelecimento 2.100 mídias falsificadas (cd’s e dvd’s), além de cigarros de origem desconhecida. O proprietário...

São Mateus46 minutos atrás

Estação de Tratamento de Esgoto do balneário de Guriri continua sem funcionar

SÃO MATEUS (ES) – Construída há 19 anos, a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Mariricu, que atenderia toda a...

Sem categoria2 horas atrás

Petrocity: Faculdade vai capacitar mão de obra para o porto

SÃO MATEUS (ES) – A Petrocity e a Faculdade Vale do Cricaré celebraram convênio para que a instituição de ensino...

Mulher2 horas atrás

Pizza sem glúten é opção que cabe na dieta; veja como preparar

Pizza combina com final de semana, encontro entre amigos ou aquele momento bate uma vontade de comer algo diferente e...

Mulher2 horas atrás

Sonha em ter cabelo volumoso? Veja 5 truques básicos que são infalíveis

Ter um cabelo volumoso e hidratado todos os dias é um sonho de consumo para a maior parte das pessoas,...

Mulher2 horas atrás

Foto de parto cesárea mostra bebê com “pose de super-herói”

Muitas crianças sonham em ser um super-herói quando crescer, mas um garotinho parece ter conseguido atingir esse sonho logo que...

Mulher2 horas atrás

Mulheres inspiradoras: corredora muda vida de mulheres da comunidade há 20 anos

“O que você está fazendo para mudar o mundo?”. Assim, de cara, a pergunta soa dura e pede uma reflexão....

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana