conecte-se conosco


Direto de Brasília

Lewandowski cita dinheiro recuperado para justificar reajuste de salários no STF

Publicado

em


Ricardo Lewandowski defendeu a proposta de reajuste de 16,38% para os salários dos ministros da Corte
Carlos Moura/SCO/STF – 7.6.2017

Ricardo Lewandowski defendeu a proposta de reajuste de 16,38% para os salários dos ministros da Corte

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski rebateu nesta quinta-feira (9) a repercussão negativa da  proposta de reajuste de 16,38% para os salários dos ministros da Corte.

Ao ser questionado sobre o impacto fiscal do aumento dos salários dos ministros , aprovado na noite de quarta-feira (8), ele respondeu que as execuções fiscais determinadas por juízes recuperam milhões aos cofres públicos.

Com o reajuste, cuja inclusão na previsão orçamentária do Poder Judiciário foi aprovada em sessão administrativa do Supremo, o salário dos ministros da Corte pode passar de R$ 33,7 mil para mais de R$ 39 mil. O aumento ainda precisa ser confirmado em votação no Congresso , para onde a proposta será encaminhada.

Devido ao chamado efeito cascata, uma vez que o salário de ministros do Supremo serve de teto para todo o funcionalismo público, isso pode gerar um impacto de até R$ 4 bilhões aos cofres públicos. Somente no Poder Judiciário, a estimativa de impacto é de R$ 717 milhões.

Confrontado com os números, Lewandowski lembrou o anúncio feito na quarta-feira(8) pelo Ministério Público de que recuperou R$ 1 bilhão para a Petrobras por meio de acordos de delação premiada no âmbito da Operação Lava Jato.

“Portanto, só essa devolução já representou uma quantia muito maior do que aquela que será remanejada no orçamento do Poder Judiciário, isso sem falar nos milhões e milhões que os juízes federais e estaduais recuperam aos cofres públicos em execuções fiscais”, disse o ministro.

Lewandowski foi um dos que votaram a favor do reajuste, juntamente aos ministros Dias Toffoli, próximo presidente do STF; Luiz Fux; Luiz Roberto Barroso; Gilmar Mendes; Marco Aurélio Mello e Alexandre de Moraes.

Leia mais:  Canil da PM tem fama pela sua eficiência e desarticula o crime organizado em SP

Congresso deve votar reajuste dos salários dos ministros


Salários dos ministros do Supremo Tribunal Federal servem de teto para todo o funcionalismo público
Carlos Moura/SCO/STF – 18.4.18

Salários dos ministros do Supremo Tribunal Federal servem de teto para todo o funcionalismo público

Nesta quinta-feira, Moraes também justificou seu voto. “Agora o Congresso analisa, vai cruzar os dados. O que a gente não podia era, mais um ano, subtrair do Congresso essa apreciação”, disse o ministro.

Mais cedo, a atual presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, disse estar convencida de que o aumento dos salários dos ministros não é o melhor para o País e que não desejaria estar ao lado dos vencedores na votação que aprovou o reajuste. Também votaram contra a proposta os ministros Edson Fachin, Rosa Weber e Celso de Mello.

Comentários do Facebook
publicidade

Direto de Brasília

Crocodilo gigante já matou 300 pessoas e é conhecido como “demônio” na África

Publicado

em


Crocodilo Gustave é tão temido pelo povo do Burundi que a mitologia local o aponta como um
Reprodução

Crocodilo Gustave é tão temido pelo povo do Burundi que a mitologia local o aponta como um “demônio”

Um crocodilo do Nilo gigante assusta, há décadas, a população que vive às margens do rio Ruzizi, no Burundi, região central da África. O animal é conhecido pelos moradores locais por matar humanos por “maldade”, ser à prova de balas e caçar animais de grande porte como hipopótamos. Algumas pessoas ainda acreditam que o réptil seja um “demônio”.

Leia também: Câmeras flagram 10 ladrões atrapalhados que provam que o crime não compensa

Entre a realidade e a mitologia, o crocodilo Gustave ganhou fama ao redor do mundo e foi tema de um documentário, além de inspiração para um filme de terror. Segundo as autoridades locais, o animal ataca na região há mais de 30 anos.

Pesquisadores acreditavam que o réptil já teria mais 100 anos, mas, como ele tem a dentição perfeita, estima-se que ele é bem mais jovem, provavelmente com menos de 60 anos. Existe a chance de mais de um crocodilo ter sido chamado de “Gustave”. No entanto, o tamanho da animal, que é maior da espécie já avistado no continente, afasta essa possibilidade. Segundo pesquisadores, Gustave teria cerca 7 metros de comprimento e pesaria quase uma tonelada. No entanto, não é possível saber as medidas exatas do animal.

Conheça mais sobre a lenda urbana real que assusta os aldeões do pequeno Burundi :

Assassino de humanos e “demônio”


Não se sabe ao certo o tamanho do crocodilo Gustave, mas estima que ele tenha quase 7 metros de comprimento
Divulgação

Não se sabe ao certo o tamanho do crocodilo Gustave, mas estima que ele tenha quase 7 metros de comprimento

De acordo com os moradores locais, Gustave já matou mais de 300 humanos durante as últimas décadas. O que chama atenção, no entanto, é que o animal não come suas vítimas, apenas as arrasta para o rio, as afoga e despedaça os corpos. Essa parte lenda é corroborada pelas autoridades, que já encontraram vários cadáveres mutilados no rio Ruzizi e no lago Tanganyika, onde o animal também já foi avistado.

Leia mais:  Coletes amarelos dizem que movimento só vai acabar após arenúncia de Macron

Pesquisadores não conseguem achar motivos para o comportamento do crocodilo. De acordo com cientistas, esse tipo de predador raramente ataca fora da água, a não ser quando ameaçado. No entanto, a maioria das testemunhas dos ataques diz que o réptil pegou as pessoas desprevinidas na beira da água sem qualquer provocação.

Leia também: Vizinho ouve gritos e desencadeia ação policial para homem assustado com aranha

Para o povo local, no entanto, o animal caça por “maldade”. A lenda de Gustave cresceu ao longos das décadas e parte da mitologia do Burundi prega que o animal é uma aparição demoníaca. 

Devorador de hipopótamos e à prova de balas


De acordo com locais, o
Divulgação

De acordo com locais, o “Crocodilo Demônio” mata humanos por diversão e devora hipopótamos

Outro fato curioso, e também comprovado, sobre os hábitos de caça de Gustave é que ele costuma comer animais como hipopótamos e gnus, que raramente são presas de crocodilos por conta do tamanho. Pesquisadores acreditam que, por ser muito grande e, portanto, mais lento, Gustave precisa caçar animais maiores para se alimentar. O hipopótamo é conhecido por ser o mais perigoso animal da savana africana. No entanto, Gustave já matou dezenas de animais da espécie.

Em um vídeo do documentário Capturing the Killer Croc , é possível ver Gustave se aproximando de hipopótamos. Normalmente agressivos, eles não atacam o crocodilo, e começam a se aglomerar. O réptil fica ao lado das possíveis presas, mas também não ataca. Assista:

O réptil não é caçado apenas por pesquisadores, mas também pelo exército local. De acordo com oficiais, pelotões já abriram fogo contra o crocodilo, que não esboçou qualquer reação. Segundo cientistas, o animal é tão grande que as balas provavelmente não penetram em sua pele. Nas últimas vezes que foi visto, pesquisadores viram várias cicatrizes de bala no crocodilo, que já sobreviveu à rajadas de AK-47.

Leia mais:  Canil da PM tem fama pela sua eficiência e desarticula o crime organizado em SP

Soldados ainda relatam que já jogaram granadas na direção do animal e que já atiraram nele com um lançador de foguetes, o que foi finalmente suficiente para assustá-lo. De acordo com especialistas, no entanto, os oficiais provavelmente erraram a mira.

Fama inspirou filmes


Lenda de Gustave ganhou tanta fama que inspirou documentário e filme de terror
Divulgação

Lenda de Gustave ganhou tanta fama que inspirou documentário e filme de terror

A fama de Gustave deixou a África e já inspirou produções cinematrográficas. Em 2004, o documentário  Capturing the Killer Croc , o herptólogo Patrice Fey liderou uma equipe que tentava capturar o animal. Eles não tiveram sucesso, mas conseguiram algumas das únicas imagens em vídeo do réotil gigante.

Já em 2007, o filme de terror Primitivo se inspirou na lenda de Gustave e em  Capturing the Killer Croc para contar a história de uma equipe de televisão norte-americana que vai até o Burundi para reportar sobre um crocodilo gigante devorador de humanos, que leva o mesmo nome da lenda local.

Fonte: IG Política
Comentários do Facebook
Continue lendo

Votação

O eleitor mateense tem até 07 de março de 2019, a chance de indicar espontaneamente, o que pode ser no futuro o PREFEITO do Município. Escolha entre esses candidatos apresentados:

Direto de Brasília7 minutos atrás

Crocodilo gigante já matou 300 pessoas e é conhecido como “demônio” na África

Reprodução Crocodilo Gustave é tão temido pelo povo do Burundi que a mitologia local o aponta como um “demônio” Um...

Esportes2 horas atrás

Bra-Pel: a centenária rivalidade entre Pelotas e Brasil de Pelotas

O clássico Bra-Pel, entre o Brasil e o EC Pelotas, tem mais de cem anos de história e foi considerado...

Mulher2 horas atrás

Quando devo lavar a toalha de banho? E como cuidar para a peça não ressecar?

Em um fórum de discussão no site Mumsnet , uma mulher, que não foi identificada, declarou que gosta de lavar...

Mulher2 horas atrás

Blocos de carnaval para crianças: veja a programação de São Paulo para 2019

Os blocos de carnaval de São Paulo são um sucesso e estão atraindo cada vez mais turistas para a capital...

Mulher2 horas atrás

5 produtos para bebês que você também pode usar na sua rotina de beleza

Que adulto nunca usou produtos para bebês, não é mesmo? Por terem a pele mais sensível, os especialistas não indicam...

Entretenimento3 horas atrás

Princesa do pop, plebeia latina e Glenn Close na briga por Atriz no Oscar 2019

A categoria de Atriz principal é a que reúne as melhores atuações entre todas aquelas destacadas no Oscar 2019. Com...

Entretenimento3 horas atrás

Disputa por Ator no Oscar tem favorito contestado e expectativa por Cooper

Contra todos os prognósticos e com uma considerável torcida contra, o americano Rami Malek chega ao Oscar, que será realizado...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana