conecte-se conosco


Entretenimento

Lady Gaga e Childish Gambino dominam Grammy de tributos e ineditismos

Publicado

em

Quando a cerimônia do Grammy começou às 23h, no horário de Brasília, mais de 40 prêmios já tinham sido anunciados em uma cerimônia preliminar exibida apenas pela internet. Em quase quatro horas de transmissão na TV, apenas dez prêmios foram entregues, entre eles os de canção, artista revelação, álbum e gravação do ano, os mais importantes da premiação. 

Leia também: A eterna esnobada do pop! Katy Perry segue sem vencer o Grammy


Lady Gaga ganhou três Grammys
Reprodução/CBS
Lady Gaga ganhou três Grammys

Depois de enfrentar diversas críticas oriundas de grupos de artistas negros e mulheres, que se sentiam subrepresentados na premiação, o Grammy
deu o braço a torcer. As indicações já sinalizavam mudança de rumos e as escolhas dos vitoriosos da 61ª edição do prêmio corroboraram as expectativas. 

Leia também: Confira todos os vencedores e performances do Grammy 2019

Childish Gambino
se tornou o primeiro rapper a ganhar Canção do Ano com This is America
. O artista e a música venceram ainda em Performance de Rap, Clipe do Ano e Gravação do ano. Cardi B. ganhou na categoria de Álbum de Rap por “Invasion of Privacy”. Foi o primeiro Grammy dela e logo por seu álbum de estreia. Sua vitória é expressiva porque a categoria historicamente é dominada por homens.


Dua Lipa é a artista revelação do Grammy 2019
Reprodução/Instagram
Dua Lipa é a artista revelação do Grammy 2019

A noite foi de desforra para o rap mesmo. Drake ganhou o prêmio de Melhor Música de Rap por God´s Plan e disse que essa “era a primeira vez que ele sentia que estava onde deveria estar” na premiação. 

Dua Lipa, que juntamente a St. Vincent fez uma das melhores performances da noite, ganhou como artista revelação em uma categoria dominada por mulheres e alfineou o presidente da academia que no ano passado havia dito que “mulheres precisam se impor para aparecer nas principais categorias”. “Acho que neste ano nós nos esforçamos”, disse ao aceitar seu prêmio.

Leia mais:  Sereia! Tainá Müller posa de biquíni pequeno e ganha chuva de likes

H.E.R, artista de R&B de 21 anos, que fez outra das memoráveis performances da noite, perdeu para Lipa na categoria, mas venceu por Disco de R&B. Honesta e humilde, disse que “era apenas um EP” e chamou sua equipe para o palco com ela.


Jada Pinkett Smith, Michelle Obama, Alicia Keys, Jennifer Lopez e Lady Gaga fizeram um desagravo à importância da música na abertura do Grammy
Reprodução/Instagram
Jada Pinkett Smith, Michelle Obama, Alicia Keys, Jennifer Lopez e Lady Gaga fizeram um desagravo à importância da música na abertura do Grammy

Depois de algumas escolhas inusitadas e bem-vindas, o úlimo prêmio da noite teve gosto amargo. Com álbuns como ‘Invasion of Privacy” (Cardi B.), H.E.R (H.E.R) e Dirty Computer (Janelle Manáe), a Academia escolheu o country basicão de Kacey Musgraves, que pareceu genuinamente constrangida no palco. “Não é porque eu ganhei este prêmio que significa que o meu disco é melhor. Eu fico muito lisonjeada de figurar em uma categoria como essa”. 

Além de Kacey, apenas Brandi Carille, outra cantora country, era branca na categoria. Os outros seis indicados eram negros. Vale lembrar que alguns artistas vem boicotando o Grammy justamente por entender que há preconceito em muitas escolhas da Academia. Childish Gambino, um dos maiores premiados da noite, não compareceu ao evento. 

Outra artista bastante premiada na noite foi Lady Gaga
– foram três Grammys (dois por Shallow e um por Joanne). Ela compareceu e balançou as estruturas com um apresentação anabolizada de Shallow.
Antes, dividira o palco com a ex-primeira dama Michelle Obama, Jada Pinkett Smith, Alicia Keys e Jennifer Lopez para homenagear a música e o efeito que ela surte nas pessoas em diferentes circunstâncias. 

Apresentações e mais destaques


Janelle Monáe durante performance no Grammy
Reprodução/Instagram
Janelle Monáe durante performance no Grammy

Ariana Grande, outra que não foi à cerimônia, ganhou seu primeiro Grammy por Álbum Pop Vocal. Chris Cornell ganhou postumamente por perfomance de rock pela canção When Bad Does Good

Leia mais:  Netinho de Paula desvia de polêmicas para superar “abstinência dos anos 90”

Leia também:  Defasado e com estrelas de fora, Grammy tenta se manter culturalmente relevante

Além dos prêmios, o Grammy sempre chama atenção pelas apresentações musicais. Além das já citadas, Cardi B., Janelle Monáe e Jennifer Lopez causaram sensação. Post Malone, Red Hot Chili Peppers e J. Balvin foram dos poucos homens a se apresentar no palco. De cabo a rabo, o Grammy
2019 foi mesmo das mulheres e, talvez por isso, fica difícil de contestar qualquer coisa. 

Fonte: IG Gente
Comentários do Facebook
publicidade

Entretenimento

Inocentado em primeira instância, funkeiro passa aniversário na cadeia

Publicado

em

Em abril deste ano o carioca DJ Rennan da Penha, um dos maiores personagens do funk atual, foi preso de acordo com a decisão do desembargador Antônio Carlos Nascimento Amado. O mandado de prisão foi emitido em março e o funkeiro negociou com seus advogados sua apresentação na justiça que ocorreu um mês depois.

Leia também: “Sou trabalhador com mandado de prisão”, diz DJ Rennan da Penha antes de prisão

DJ Rennan da Penha arrow-options
Divulgação
DJ Rennan da Penha

O funkeiro  teve sua detenção decretada pela primeira vez em 2015, porém foi absolvido em primeira instância por falta de provas. Já em 2019, foi emitido um mandado de prisão em segunda instância. Segundo um dos seus advogados Fabrício Gaspar, a segunda instância é absurda. “A decisão em 2ª instância se aproveita de provas imprestáveis para condenar Rennan, e além de condenar, ainda prevê uma pena acima do mínimo legal, que no caso dele, que é réu primário, seria a menor possível”.

Leia também: Rennan da Penha se entrega em delegacia do Rio de Janeiro

Um pedido de habeas corpus foi realizado no começo de abril, porém, negado. O Supremo Tribunal Federal alegou que a detenção do DJ era constitucional. Para a defesa, a acusação está carregada de preconceito. “Batemos nessa tecla do preconceito por causa da origem dele e ao tipo de arte que ele dissemina na sociedade: a arte musical da favela, o grito dos pobres e da periferia”, explicou o advogado.

Porém, meses se passaram e o DJ ainda continua na cadeia. Hoje, dia 15 de Julho, o artista completa 25 anos de idade. Seu produtor nos disse que o DJ está muito triste que gostaria de ganhar sua liberdade. “O maior presente de aniversário seria minha ganhar minha liberdade”, disse Rennan ao seu produtor Leleco.

Leia mais:  “The Walking Dead” reencontra propósito narrativo no 9º ano, mas sente estafa

Ainda segundo seu produtor, a defesa vai continuar insistindo no habeas corpus para a soltura do artista. Eles afirmam que a detenção do mesmo se dá pelo preconceito dele ser negro, funkeiro e morador do Complexo do Alemão. Para eles, a detenção foi errada e eles não possuem provas para manter Rennan encarcerado. A defesa do DJ continua tentando conseguir uma alteração de pena para a soltura de seu cliente, sem sucesso.

O caso e a criminalização do funk

A juíza da primeira instância inocentou Rennan bom base na falta de provas, porém, o promotor insatisfeito com o resultado recorreu em segundo instância. Nela, os desembargadores não escutaram nenhuma testemunha e não levaram em conta a falta de provas que o inocentou a primeira vez.

Leia também: Do baile às baladas, o funk atravessa gerações e conquistas novos seguidores

A OAB do Rio de Janeiro, emitiu em abril uma nota de repúdio ao caso do funkeiro , alegando que projetos de criminalização contra manifestações artísticas no Estado ocorrem por conta da cor da pele e da classe social de seus autores.

Fonte: IG Gente
Comentários do Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie
Entretenimento25 minutos atrás

Inocentado em primeira instância, funkeiro passa aniversário na cadeia

Em abril deste ano o carioca DJ Rennan da Penha, um dos maiores personagens do funk atual, foi preso de...

Nacional35 minutos atrás

Motorista filma homem agredindo mulher dentro de carro de aplicativo

A vítima estava casada com o agressor há 14 anos e têm uma filha de 12 anos. Ele foi liberado...

Estadual37 minutos atrás

Nova frente fria pode trazer chuva ao ES

Temperaturas mínimas devem chegar a 14ºC Uma nova frente fria que passa pelo Espírito Santo durante a tarde de terça-feira...

Regional42 minutos atrás

Homem é esfaqueado pela companheira enquanto dormia em Linhares

Motivação para o golpe no ombro não foi esclarecido; homem foi socorrido para um hospital Uma mulher de 46 anos...

São Mateus45 minutos atrás

Em 5 horas, São Mateus registra três crimes da Lei Maria da Penha

Em todos os casos, já havia queixas registradas junto à polícia contra os agressores Empurrada na piscina praticamente vazia, golpeada...

Tecnologia1 hora atrás

Olouco meu! Como usar o filtro do Faustão no Instagram

Novos filtros  e adesivos não param de pipocar no Instagram; é uma novidade atrás da outra. A ideia é  deixar...

Nacional1 hora atrás

Congressistas democratas condenam tuítes de Trump e pedem impeachment

arrow-options Flickr/The White House Donald Trump pode sofrer processo de impeachment As quatro congressistas democratas atacadas pelo presidente americano Donald...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana