conecte-se conosco


Esportes

Justiça ordena penhora e Corinthians pode, sim, perder taça do Mundial; entenda

Publicado

em


Taça do Mundial de Clubes exposta no Memorial do Corinthians
Arquivo iG

Taça do Mundial de Clubes exposta no Memorial do Corinthians

Recentemente, o Juiz  de Direito Luís Fernando Nardelli, da 3ª Vara Cível da Comarca de Tatuapé em São Paulo, determinou a expedição de um mandado de penhora e avaliação da Taça do Mundial de Clubes de 2012 , que pertence ao Corinthians .

O Mundial de Clubes de 2012 é um dos títulos mais importantes conquistado pelo Corinthians em toda a sua história. O pedido foi realizado pelo Instituto Santanense de Ensino Superior, que cobra do clube na Justiça uma dívida no valor de R$ 2,48 milhões.

Antes disso, a instituição tentou penhorar parte do prêmio de aproximadamente R$ 8 milhões que o Corinthians recebeu pelo vice-campeonato alcançado na Copa do Brasil 2018, porém, o clube acabou recebendo o prêmio antecipadamente e, assim, esvaziando as expectativas do credor.

A notícia da penhora da Taça do Mundial, como era de se esperar, causou grande repercussão na imprensa e nas redes sociais, onde pululam gracejos, bromas e pantominas de todo o gênero, ao lado de algumas especulações sinceras dos torcedores de todos os clubes, alguns preocupados, outros excitados com a possível expropriação da Taça.

Assim, dado o caso concreto, tentaremos explicar, numa linguagem didática, em poucas linhas, como funciona o procedimento judicial de expropriação patrimonial para a satisfação de dívidas no Brasil.

Sim, o Poder Judiciário pode expropriar, ou seja, retirar um bem pertencente a uma pessoa física ou jurídica para pagamento de dívidas no bojo de uma execução. As execuções possuem diversas naturezas, podem ser fiscais, trabalhistas ou mesmo por dívidas civis decorrentes, por exemplo, de uma quebra de contrato ou de uma sentença judicial.

Leia mais:  Fifa 19 decide remover Emiliano Sala do jogo em respeito à sua morte e legado

Goleiro Cassio com a taça do Mundial de Clubes de 2012
CORINTHIANS / DIVULGAÇÃO

Goleiro Cassio com a taça do Mundial de Clubes de 2012

Uma vez proposta a execução, o devedor é intimado para realizar o pagamento da dívida. Em alguns casos, ele ainda pode discutir alguns aspectos relativos à cobrança, mas isso muitas vezes exige que seja apresentada uma garantia ao Juízo. Ou seja, que seja apresentado um bem, ou realizado um depósito judicial que garanta que ao final da discussão, caso perca, o devedor possa pagar efetivamente o débito.

Na falta de pagamento ou apresentação espontânea, é função do credor localizar bens de propriedade do devedor e solicitar ao juiz da causa que realize a penhora. Foi exatamente o que aconteceu no caso do Corinthians. Normalmente as penhoras recaem, de preferência, sobre bens de maior liquidez. Ou seja, os credores preferem dinheiro ou bens que podem ser transformados mais facilmente em dinheiro.

Leia também: “Jair Ventura em 2019? Nem pensar!”, diz o colunista Guilherme Pallesi

A taça do Mundial do Corinthians é uma réplica que foi oferecida pela FIFA, como acontece com todos os vencedores. Portanto, é um bem material que não tem um valor intrínseco muito alto. O valor dela é simbólico e institucional. Não é como a famosa Taça Jules Rimet que foi roubada exatamente porque era feita de ouro maciço. Contudo, por motivos óbvios, a penhora sobre a Taça do Mundial, acaba irradiando por toda a cultura do clube e de seus torcedores, de forma que, ao meu sentir, o clube fará tudo para evitar uma venda da Taça em um leilão público.

Mas claro, essa possibilidade existe. Isso porque como em toda execução, caso o devedor não apresente ou não tenha sucesso em sua defesa, ao final de todas as possibilidades recursais, o credor pode, além de adjudicar (ou seja, ficar com o bem para si), requerer a designação de praça pública para a venda do bem. Significa dizer que pode de fato acontecer um leitão para a venda da Taça do Mundial do Corinthians, considerando a determinação da penhora realizada.

Leia mais:  Com Hat-trick de Neymar, PSG goleia Estrela Vermelha na Liga dos Campeões

Corinthians comemora o Mundial de Clubes de 2012, conquistado após bater o Chelsea na final, no Japão
Lintao Zhang/Getty Images

Corinthians comemora o Mundial de Clubes de 2012, conquistado após bater o Chelsea na final, no Japão

Na primeira hasta, a lei determina que o bem só poderá ser vendido, por no mínimo, o valor da avaliação. Caso não haja interessados, é designada uma segunda hasta em que o bem poderá ser arrematado até por 50% do valor da avaliação, o que muitas vezes significa um bom investimento por parte dos arrematantes.

Os arrematantes, por sua vez, são terceiros que não possuem qualquer relação com a dívida. Qualquer pessoa pode participar, até mesmo um rival do Corinthians. Já imaginaram?

É bom lembrar que a qualquer tempo (até o dia do efetivo leilão), o devedor pode pedir a liberação do bem penhorado, depositando o total corrigido da dívida. Há ainda a possibilidade do pedido de substituição da penhora, mas esse só acontece quando o credor concorda expressamente.

Leia também: Agente indica saída de Pedrinho do Corinthians: “Para mim, o ciclo acabou”

Ou seja, como se diz no jargão futebolístico, o jogo é jogado e o lambari é pescado, de maneira que muita coisa ainda pode acontecer nesse inusitado processo. Em nossa visão, a maior probabilidade é que o Corinthians encontre e ofereça outros meios para garantir e eventualmente saldar a dívida, sem colocar em risco um dos mais expressivos itens de seu gigantesco patrimônio imaterial.

Dou-lhe uma, dou-lhe duas, dou-lhe três! 

*Carter Batista, que analisou a penhora da taça do Mundial de Clubes do Corinthians, é sócio do escritório Osorio Batista Advogados.

Comentários do Facebook
publicidade

Esportes

Jogadores ingleses repudiam racismo em vitória sobre Montenegro: “Vergonha”

Publicado

em

A Inglaterra venceu Montenegro, por 5 a 1, nesta segunda-feira, pelas eliminatórias da Eurocopa, mas a goleada ficou marcada por atos de racismo cometido por torcedores montenegrinos contra diversos jogadores ingleses, como Callum Hudson-Odoi, Raheem Sterling e Danny Rose.

Leia também: Escalação irregular de brasileiro pode custar pontos a Ucrânia nas Eliminatórias


Sterling foi uma das vítimas de racismo durante vitória da Inglaterra sobre Montenegro por 5 a 1
Reprodução/Twitter

Sterling foi uma das vítimas de racismo durante vitória da Inglaterra sobre Montenegro por 5 a 1

Após a partida, jogadores e também o técnico inglês, Gareth Southgate, manifestaram seus repúdios contra os atos de racismo . Sterling, que fez gol na vitória, respondeu aos racistas na comemoração e também em suas redes sociais.

“Melhor caminho para silenciar os ‘haters’ (e sim, eu falo dos racistas)”, escreceu o camisa 7 inglês em seu Twitter. “Eu claramente ouvi ofensas a Danny Rose quando ele recebeu um cartão no final. Não é aceitável. Não há dúvida na minha cabeça do que acontece, e vamos levar o caso à Uefa”, disse o treinador.

Leia também: Danilo comemora 10 anos de carreira e coloca Copa do Mundo como obsessão

Odoi, o mais jovem a estrear pela seleção inglesa principal desde Rooney, em 2003, demonstrou sua indignação em entrevista ao canal BeIN Sports . “Eu não acho que a discriminação caiba em qualquer lugar, somos iguais”, afirmou.

“Quando você está ouvindo coisas como essas dos fãs, não é certo, nem aceitável. Tomara que a Uefa lide com isso adequadamente. Quando eu e Rosey fomos até lá, estavam imitando macacos. Tivemos que manter a cabeça no lugar”, acrescentou o jovem de 18 anos.

Além da postagem, Sterling também reclamou das ofensas em entrevista: “Estamos em 2019, é uma vergonha que isso aconteça. É hora de as pessoas no poder tomarem uma medida. Você pode multá-los, mas e aí? Você precisa fazer algo que vá fazê-los pensar duas vezes”, ponderou.

Leia mais:  Com Hat-trick de Neymar, PSG goleia Estrela Vermelha na Liga dos Campeões

“Na Inglaterra , temos um país diverso, com diferentes faces. As pessoas no comando têm que tomar as medidas cabíveis”, completou o jogador do Manchester City.

Leia também: Neymar Jr. aparece duas vezes em lista das contratações mais caras do futebol

Em campo, além do racismo , a Inglaterra goleou após sair atrás de Montenegro. Os gols foram marcados por Keane, Barkley duas vezes e Sterling também duas vezes. Vesovic abriu o placar para os montenegrinos.

Fonte: IG Esportes
Comentários do Facebook
Continue lendo
Esportes48 minutos atrás

Jogadores ingleses repudiam racismo em vitória sobre Montenegro: “Vergonha”

A Inglaterra venceu Montenegro, por 5 a 1, nesta segunda-feira, pelas eliminatórias da Eurocopa, mas a goleada ficou marcada por...

Esportes48 minutos atrás

Especialista explica imbróglio entre Nantes e Cardiff City no caso Emiliano Sala

Divulgação Emiliano Sala morreu em acidente aéreo no Canal da Mancha No mês passado, o Nantes, da França, entrou com...

Esportes48 minutos atrás

Escalação irregular de brasileiro pode custar pontos a Ucrânia nas Eliminatórias

Reprodução/@shakhtar_brasil Escalação irregular do atacante brasileiro pode custar pontos a Ucrânia nas Eliminatórias da Euro 2020 Uma grave denúncia pode...

Nacional49 minutos atrás

Em novo recuo, MEC revoga portaria que suspendia avaliação da alfabetização

Luis Fortes/MEC – 2.1.19 Essa não é a primeira vez que o ministro da Educação Ricardo Vélez Rodríguez volta atrás...

Nacional49 minutos atrás

Treze dias após ataques, alunos voltam a ser recebidos em escola de Suzano

Ueslei Marcelino/ABr Volta às aulas oficial na escola Raul Brasil, em Suzano, não tem data marcada; hoje, a unidade funciona...

Nacional49 minutos atrás

Após quatro dias preso na PF do Rio, Temer volta para casa, na capital paulista

Beto Barata/Divulgação Ex-presidente Temer desembarcou na capital paulista por volta das 21h15 desta segunda-feira O ex-presidente da República, Michel Temer,...

Policial1 hora atrás

Dono de loja assaltado e agredido a coronhada no centro de São Mateus

SÃO MATEUS (ES) – Em plena manhã desta segunda-feira (25) um bandido armado de revólver assaltou a loja de eletroeletrônicos...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana