Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
conecte-se conosco


Esportes

Justiça ordena penhora e Corinthians pode, sim, perder taça do Mundial; entenda

Publicado

em


Taça do Mundial de Clubes exposta no Memorial do Corinthians
Arquivo iG

Taça do Mundial de Clubes exposta no Memorial do Corinthians

Recentemente, o Juiz  de Direito Luís Fernando Nardelli, da 3ª Vara Cível da Comarca de Tatuapé em São Paulo, determinou a expedição de um mandado de penhora e avaliação da Taça do Mundial de Clubes de 2012 , que pertence ao Corinthians .

O Mundial de Clubes de 2012 é um dos títulos mais importantes conquistado pelo Corinthians em toda a sua história. O pedido foi realizado pelo Instituto Santanense de Ensino Superior, que cobra do clube na Justiça uma dívida no valor de R$ 2,48 milhões.

Antes disso, a instituição tentou penhorar parte do prêmio de aproximadamente R$ 8 milhões que o Corinthians recebeu pelo vice-campeonato alcançado na Copa do Brasil 2018, porém, o clube acabou recebendo o prêmio antecipadamente e, assim, esvaziando as expectativas do credor.

A notícia da penhora da Taça do Mundial, como era de se esperar, causou grande repercussão na imprensa e nas redes sociais, onde pululam gracejos, bromas e pantominas de todo o gênero, ao lado de algumas especulações sinceras dos torcedores de todos os clubes, alguns preocupados, outros excitados com a possível expropriação da Taça.

Assim, dado o caso concreto, tentaremos explicar, numa linguagem didática, em poucas linhas, como funciona o procedimento judicial de expropriação patrimonial para a satisfação de dívidas no Brasil.

Sim, o Poder Judiciário pode expropriar, ou seja, retirar um bem pertencente a uma pessoa física ou jurídica para pagamento de dívidas no bojo de uma execução. As execuções possuem diversas naturezas, podem ser fiscais, trabalhistas ou mesmo por dívidas civis decorrentes, por exemplo, de uma quebra de contrato ou de uma sentença judicial.

Leia mais:  Flamengo e Palmeiras entram em lista de empresas com maior faturamento do Brasil

Goleiro Cassio com a taça do Mundial de Clubes de 2012
CORINTHIANS / DIVULGAÇÃO

Goleiro Cassio com a taça do Mundial de Clubes de 2012

Uma vez proposta a execução, o devedor é intimado para realizar o pagamento da dívida. Em alguns casos, ele ainda pode discutir alguns aspectos relativos à cobrança, mas isso muitas vezes exige que seja apresentada uma garantia ao Juízo. Ou seja, que seja apresentado um bem, ou realizado um depósito judicial que garanta que ao final da discussão, caso perca, o devedor possa pagar efetivamente o débito.

Na falta de pagamento ou apresentação espontânea, é função do credor localizar bens de propriedade do devedor e solicitar ao juiz da causa que realize a penhora. Foi exatamente o que aconteceu no caso do Corinthians. Normalmente as penhoras recaem, de preferência, sobre bens de maior liquidez. Ou seja, os credores preferem dinheiro ou bens que podem ser transformados mais facilmente em dinheiro.

Leia também: “Jair Ventura em 2019? Nem pensar!”, diz o colunista Guilherme Pallesi

A taça do Mundial do Corinthians é uma réplica que foi oferecida pela FIFA, como acontece com todos os vencedores. Portanto, é um bem material que não tem um valor intrínseco muito alto. O valor dela é simbólico e institucional. Não é como a famosa Taça Jules Rimet que foi roubada exatamente porque era feita de ouro maciço. Contudo, por motivos óbvios, a penhora sobre a Taça do Mundial, acaba irradiando por toda a cultura do clube e de seus torcedores, de forma que, ao meu sentir, o clube fará tudo para evitar uma venda da Taça em um leilão público.

Mas claro, essa possibilidade existe. Isso porque como em toda execução, caso o devedor não apresente ou não tenha sucesso em sua defesa, ao final de todas as possibilidades recursais, o credor pode, além de adjudicar (ou seja, ficar com o bem para si), requerer a designação de praça pública para a venda do bem. Significa dizer que pode de fato acontecer um leitão para a venda da Taça do Mundial do Corinthians, considerando a determinação da penhora realizada.

Leia mais:  Neymar recebe nota 3 da imprensa francesa após derrota do PSG na Champions

Corinthians comemora o Mundial de Clubes de 2012, conquistado após bater o Chelsea na final, no Japão
Lintao Zhang/Getty Images

Corinthians comemora o Mundial de Clubes de 2012, conquistado após bater o Chelsea na final, no Japão

Na primeira hasta, a lei determina que o bem só poderá ser vendido, por no mínimo, o valor da avaliação. Caso não haja interessados, é designada uma segunda hasta em que o bem poderá ser arrematado até por 50% do valor da avaliação, o que muitas vezes significa um bom investimento por parte dos arrematantes.

Os arrematantes, por sua vez, são terceiros que não possuem qualquer relação com a dívida. Qualquer pessoa pode participar, até mesmo um rival do Corinthians. Já imaginaram?

É bom lembrar que a qualquer tempo (até o dia do efetivo leilão), o devedor pode pedir a liberação do bem penhorado, depositando o total corrigido da dívida. Há ainda a possibilidade do pedido de substituição da penhora, mas esse só acontece quando o credor concorda expressamente.

Leia também: Agente indica saída de Pedrinho do Corinthians: “Para mim, o ciclo acabou”

Ou seja, como se diz no jargão futebolístico, o jogo é jogado e o lambari é pescado, de maneira que muita coisa ainda pode acontecer nesse inusitado processo. Em nossa visão, a maior probabilidade é que o Corinthians encontre e ofereça outros meios para garantir e eventualmente saldar a dívida, sem colocar em risco um dos mais expressivos itens de seu gigantesco patrimônio imaterial.

Dou-lhe uma, dou-lhe duas, dou-lhe três! 

*Carter Batista, que analisou a penhora da taça do Mundial de Clubes do Corinthians, é sócio do escritório Osorio Batista Advogados.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esportes

Lebron dá show pelo Lakers e se torna o 5° maior pontuador da história da NBA

Publicado

em


Lebron James se tornou o 5º maior pontuador da história da NBA
Reprodução / Lakers

Lebron James se tornou o 5º maior pontuador da história da NBA

Lebron James teve uma noite fantástica e conduziu a vitória do Los Angeles Lakers  em cima do Portland Trail Blazers por 126 a 117, nesta quarta-feira (14), e se tornou o quinto maior pontuador da história da NBA .

Leia também: Derrick Rose marca 50 pontos, vai às lagrimas, e emociona ícones da NBA

Com os 44 pontos marcados na partida, Lebron chegou a 31.425 em sua carreira na NBA e ultrapassou Wilt Chamberlain, um dos maiores jogadores da história, e que marcou um total de 31.419 pontos. 

O King ainda pegou 10 rebotes e deu nove assistências no jogo, ficando a uma de conseguir um triplo-duplo. Pelo lado do Portland, Damian Lillar foi o destaque, com 31 pontos e 11 assistências.

Leia também: Klay Thompson bate recorde de bolas de três em vitória dos Warriors na NBA

Eleito quatro vezes o MVP da temporada, em 2008/09, 2009/10, 2011/12 e 2012/13, James tem ainda quatro jogadores à sua frente no ranking dos maiores pontuadores da NBA. A lista é liderada por Kareem Abdul-Jabbar, com 38.387 pontos, o maior da história.

O mais próximo do King é simplesmente Michael Jordan, que se encontra no quarto lugar, com 32.292 pontos, atrás de Kobe Bryant, com 33.643, e Karl Malone, o segundo maior pontuador, com 36.928.

Leia mais:  Lewis Hamilton brilha na chuva e tira pole de Vettel no GP da Bélgica de F1

Leia também: Destaque do Nuggets é multado em R$ 94 mil pela NBA após comentário homofóbico

Lebron  começou a temporada como o sétimo maior pontuador da história da NBA, e já ultrapassou Dirk Nowitzki e Wilt Chamberlain, e, se mantiver a média de 27 pontos por jogo, ultrapassará Michael Jordan no início de janeiro de 2019.

Continue lendo
Esportes3 minutos atrás

Lebron dá show pelo Lakers e se torna o 5° maior pontuador da história da NBA

Reprodução / Lakers Lebron James se tornou o 5º maior pontuador da história da NBA Lebron James teve uma noite...

Economia26 minutos atrás

Roberto Campos Neto é indicado por Bolsonaro para chefiar o Banco Central

Arquivo/Agência Brasil Caberá a Roberto Campos Neto, futuro chefe do Banco Central, zelar pela política cambial, fixar a taxa de...

Política26 minutos atrás

Chega a 59 o número de mortes em incêndio na Califórnia, que já dura uma semana

Divulgação/Departamento de Saúde Pública da Califórnia Incêndios na Califórnia já obrigaram mais de 52 mil a deixarem suas casas Subiu...

Entretenimento50 minutos atrás

Deborah Secco e famosas curtem dia ensolarado no início do feriado!

Após o fim de “Segundo Sol”, Deborah Secco e o marido, Hugo Moura, estão curtindo dias de férias nas Ilhas...

Nacional1 hora atrás

Premiê britânica defende Brexit no Parlamento e vê onda de renúncias em gabinete

Reprodução/UK Prime Minister Thereza May durante leitura do novo texto do Brexit no Parlamento do Reino Unido A primeira-ministra britânica,...

Direto de Brasília2 horas atrás

Premiê britânica defende Brexit no Parlamento e vê onda de renúncias em gabinete

Reprodução/UK Prime Minister Thereza May durante leitura do novo texto do Brexit no Parlamento do Reino Unido  No dia em...

Entretenimento2 horas atrás

Cris Vianna relembra foto de biquíni em dia de #TBT: “Adoro sol”

A atriz Cris Vianna relembrou com seus milhares de seguidores no Instagram um clique pra lá de sensual usando um...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana