conecte-se conosco


Nacional

Justiça do RJ bloqueia R$ 195 milhões de Cabral, Eike e de outros empresários

Publicado

em


Cabral e Eike
undefined
Justiça bloqueou R$ 195 milhões de Sergio Cabral, Eike Batista e outros empresários

A Justiça Estadual do Rio de Janeiro determinou o bloqueio de mais de R$ 195 milhões em bens do ex-governador Sérgio Cabral, da ex-primeira-dama Adriana Ancelmo, do empresário Eike Batista e de outros diretores ligados ao Grupo EBX, comandado por Eike. A informação foi divulgada pela coluna de Ancelmo Gois desta quarta-feira .

Leia também: Explosão na CSN deixa ao menos 30 funcionários feridos

A decisão, em caráter liminar, foi tomada pela juíza da 4ª Vara de Fazenda Pública Estadual,  Aline Maria Gomes Massoni da Costa, após pedido da Procuradoria Geral do Estado do Rio de Janeiro (PGE-RJ), no âmbito de uma ação de improbidade administrativa. A medida tem como alvo o esquema de corrupção envolvendo o Grupo EBX, do empresário Eike Baptista, e o alto escalão da antiga administração estadual, liderada pelo ex-governador Sérgio Cabral
.

O valor bloqueado corresponde ao triplo do valor que teria sido pago em cada esquema de corrupção, conforme apurado nas investigações do Ministério Público Federal ( MPF
).

Foram bloqueados, ao todo, R$ 192.640.318,20 das contas, relacionados ao pagamento de U$ 16.5 milhões no exterior (conta no Uruguai), por contrato fictício de intermediação na aquisição de uma mina entre uma empresa do Grupo X (Centennial) e uma Offshore de fachada de Sergio Cabral (Arcadia).

Outros R$ 3 milhões estão relacionados a um contrato fictício celebrado entre o conglomerado de Eike
e o escritório de advocacia de Adriana Ancelmo, no valor de R$ 1 milhão.

Leia também: Bolsonaro receberá prêmio e terá reunião com ex-presidente no Texas; veja agenda

Em nota, o advogado Fernando Martins informou que a ação de improbidade é mais uma “aberração jurídica” sofrida por Eike Batista, “especialmente porque tem origem em fatos que comprovadamente não existiram e com certeza serão sepultados no julgamento de segunda instância”. Procurados, os advogados de Cabral
e de Adriana Ancelmo não haviam se manifestado em relação ao bloquei até a publicação da reportagem.

Leia mais:  Incêndio em subestação deixa 17 mil imóveis sem energia em Brasília

Fonte: IG Nacional
Comentários do Facebook
publicidade

Nacional

Homem é condenado à prisão por compartilhar vídeo do atentado na Nova Zelândia

Publicado

em

ateentado
Reprodução/Twitter
Atentado na Nova Zelândia foi filmado por atirador e transmitido ao vivo pelo Facebook

Philip Neville Arps, de 44 anos, foi condenado nesta terça-feira a 21 meses de prisão por compartilhar o vídeo do atentado a mesquitas naNova Zelândia , que ocorreu no dia 15 de março . No total, 51 pessoas foram mortas e mais de 40 ficaram feridas feridas após o ataque.

Segundo Tribunal do Distrito de Christchurch, Arps enviou para cerca de 30 pessoas alguns trechos do vídeo do massacre na Nova Zelândia . A transmissão ao vivo foi feita pelo próprio atirador, Brenton Harrison Tarrant , de 28 anos, no Facebook.

O Departamento de Cinema e Literatura da Nova Zelândia, porém, já havia classificado o vídeo como censurável, determinando que seria ofensivo armazenar, compartilhar ou hospedar as gravações em algum site.

Durante o julgamento do caso, o juiz Stephen O’Driscoll disse ainda que quando Arps foi questionado sobre o vídeo, ele descreveu as imagens como “impressionantes”, relatou a New Zeland Radio .

“Sua ofensa glorifica e encoraja o assassinato em massa realizado sob o pretexto de ódio religioso e racial”, argumentou O’Driscoll, segundo reportado pela New Zeland Radio .

O número de mortos nos atentados a tiros de março superou o total de homicídios por armas de fogo nos últimos cinco anos na Nova Zelândia. De 2013 a 2017, último ano disponível nas bases de dados locais, 45 pessoas foram mortas por armas de fogo na nação da Oceania, em oposição às 49 mortes já confirmadas nos ataques .

As autoridades locais anunciaram uma revisão de suas regras para porte e posse de armas , incluindo a proibição da venda de armas semiautomáticas, logo após o atentado na Nova Zelândia .

Leia mais:  TRF-4 nega recurso e Dirceu pode voltar a ser preso pela Lava Jato

Fonte: IG Mundo
Comentários do Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie
Economia51 minutos atrás

União pagou em maio R$ 401 milhões em dívidas atrasadas de estados

Rodrigues Pozzebom/AgÊncia Brasil Mansueto Almeida, Secretário do Tesouro Nacional, órgão responsável por cobrir os calotes O Tesouro Nacional pagou, em...

Economia51 minutos atrás

Preço médio do aluguel de imóveis no país supera inflação em maio e sobe 0,56%

Reprodução Belo Horizonte foi a única capital brasileira que teve queda no preço do aluguel no período O preço do...

Direto de Brasília52 minutos atrás

Dono de software revela que foi contratado para disparar mensagens pró-Bolsonaro

Isac Nóbrega/PR Mensagens a favor da eleição de Jair Bolsonaro teriam sido enviadas após contrato assinado por empresas brasileiras Uma...

Direto de Brasília52 minutos atrás

MP pede investigação sobre aumento de gastos com diárias de senadores

Agência Senado Desde que Davi Alcolumbre assumiu o comando da casa, os gastos dos senadores aumentaram 154% O Ministério Público...

Esportes52 minutos atrás

Cadê o vídeo? Justiça emite mandado de busca e apreensão do celular de Najila

TV Record/Reprodução Najila Trindade em entrevista à TV Record A Justiça emitiu um mandado de busca e apreensão do celular...

Esportes52 minutos atrás

Ex-presidente da Uefa, Michel Platini é preso por suspeita de corrupção

REPRODUÇÃO/UEFA Francês é investigado por possível manipulação na escolha da sede do mundial de 2022 O ex-presidente da Uefa (2007-2015)...

Entretenimento53 minutos atrás

Juliana Paes quer cena “épica” entre Maria da Paz e Jô em “A Dona do Pedaço”

Quem acompanha Juliana Paes no Twitter sabe que a atriz sempre comenta sobre ” A Dona do Pedaço ” em...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana