conecte-se conosco


Direto de Brasília

João de Deus e a esposa são indiciados por porte ilegal de armas de fogo

Publicado

em


Preso desde o dia 16 de dezembro, João de Deus foi indiciado por porte armas e violação sexual mediante fraude
Reprodução

Preso desde o dia 16 de dezembro, João de Deus foi indiciado por porte armas e violação sexual mediante fraude

A Polícia Civil de Goiás indiciou, nesta quinta-feira(10), o médium João Teixeira de Faria, o João de Deus, e a esposa dele Ana Keyla Teixeira, por porte ilegal de armas. Além disso, também foi encaminhada ao poder judiciário uma denúncia de violação sexual mediante fraude contra o líder espiritual. 

Leia também: João de Deus se torna réu por violação sexual e estupro de vulneráveis

As informações são da delegada Karla Fernandes, que concedeu entrevista coletiva em Goiânia. Ainda de acordo com a responsável pela investigação, outras três denúncias contra João de Deus tiveram o arquivamento sugerido, pois têm extinção de punibilidade.

“Hoje nós podemos considerar que a força-tarefa da Polícia Civil encerrou seus procedimentos, pois foram indiciados duas vezes tanto João Teixeira de Faria quanto a esposa dele Ana Keyla por porte ilegal de armas, uma vez que ambos residem nas mesmas residências, tanto em Anápolis quanto em Abadiânia”, disse Karla Fernandes. 

De acordo com a delegada, o médium afirmou que as armas que foram encontradas em suas residências eram de pessoas que iriam cometer suicídio ou atentar contra a vida de outros. João de Deus ainda afirmou algumas eram garantias de empréstimos que concedeu. Ainda segundo a responsável pela investigação, uma outra denúncia contra o médium por violação sexual mediante fraude também foi encaminhada.

Leia também: João de Deus guardava mais de R$ 400 mil em casa, além de armas e munições

“Em relação aos abusos nós também estamos encaminhando hoje um inquérito por fato ocorrido em 2016 em que a vítima representou na data correta e reside em São Paulo. Esse inquérito já tinha sido instaurado em agosto do ano passado e está sendo também enviado com indiciamento”, disse a delegada.

Leia mais:  Mourão diz que fala de Bolsonaro sobre eleições deve ser “relevada”

Sobre os processos que serão arquivados, ela explicou que, por conta da extinção de punibilidade, o líder espiritual não poderia responder por esses crimes, que aconteceram entre 1987 e 2003. “No entanto, essas oitivas foram necessárias e importantes para mostrar o padrão e modo de execução dele”, explicou.

Outros dois inquéritos de lavagem de dinheiro e estelionato ainda não foram concluídos. De acordo com Karla Fernandes, eles foram juntados em um só processo e demoram mais por conta das perícias e do estudo do patrimônio do médium.

Nesta quarta-feira (9), o médium  se tornou réu e deverá responder na Justiça por violação sexual mediante fraude e estupro de vulneráveis. A denúncia,  oferecida no fim de dezembro pelo Ministério Público de Goiás (MP-GO), foi recebida pela juíza Rosângela Rodrigues dos Santos. No mesmo dia, ele foi interrogado pela delegada Karla Fernandes.

Leia também: João de Deus cita doações e renda de R$ 60 mil para explicar R$ 1,2 milhão


João de Deus  está preso preventivamente no Núcleo de Custódia de Aparecida de Goiânia desde o dia 16 de dezembro, quando se entregou às autoridades após ter a prisão decretada. O líder espiritual, que prestava atendimentos há mais de quatro décadas na Casa Dom Inácio de Loyola, tornou-se alvo de uma série de acusações após as primeiras denúncias serem reveladas no programa Conversa com Bial, da TV Globo .

Comentários do Facebook
publicidade

Direto de Brasília

Moro fez “copia e cola em projeto e é funcionário de Bolsonaro”, dispara Maia

Publicado

em


Rodrigo Maia e Sérgio Moro estão se desentendendo quanto às questões relativas ao pacote anticrime no Congresso
Divulgação/Ministério da Justiça

Rodrigo Maia e Sérgio Moro estão se desentendendo quanto às questões relativas ao pacote anticrime no Congresso

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), acusou o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, nesta quarta-feira (20), de desrespeitar um acordo feito com o presidente da República, Jair Bolsonaro, que previa priorizar a tramitação da reforma da Previdência sobre qualquer outra, assim como sobre o pacote anticrime. 

“Moro está desrespeitando acordo meu com o governo. Nosso acordo é priorizar a reforma da Previdência. Espero que ele entenda que hoje ele é ministro de Estado. Ele está abaixo do presidente. Eu já disse a ele que esse projeto vai ser posterior à Previdência”, reagiu Maia, que disse ainda que Sérgio Moro é “um funcionário de Bolsonaro”, e não um homem eleito pelo povo.

Em sua declaração, o presidente da Câmara ainda disse que não falou pessoalmente com Moro a respeito do assunto e acusou o ministro de fazer “copia e cola” de outro projeto que já tramita na Casa. Para Rodrigo Maia , não há nada de novo no texto apresentado pelo ministro da Justiça, que vem cobrando publicamente por uma tramitação da matéria no Congresso.

“Funcionário do presidente Bolsonaro ?”, reagiu Maia ao ser questionado se havia conversado com Moro. “Converso com o presidente Bolsonaro e se o presidente Bolsonaro quiser, conversa comigo. Eu fiz aquilo que acho correto”, disse.

“O projeto é importante. Aliás, ele está copiando projeto do ministro Alexandre de Morais, copia e cola. Então têm poucas novidades no projeto dele”, completou Maia.

Por fim, questionado se estava irritado com a pressão de Sérgio Moro sobre a matéria, Maia afirmou que não e ponderou que o ministro conhece “pouco a política”. “Não estou irritado, mas acho que ele conhece pouco a política”, afirmou. “Ele está confundido as bolas. Ele não é presidente da República. Não foi eleito para isso. Tá ficando uma situação ruim para ele”, finalizou Maia. 

Leia mais:  “Quem tem que explicar é meu ex-assessor”, diz Flávio Bolsonaro sobre Coaf

Fonte: IG Política
Comentários do Facebook
Continue lendo
São Mateus1 minuto atrás

Estação de Tratamento de Esgoto do balneário de Guriri continua sem funcionar

SÃO MATEUS (ES) – Construída há 19 anos, a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Mariricu, que atenderia toda a...

Sem categoria1 hora atrás

Petrocity: Faculdade vai capacitar mão de obra para o porto

SÃO MATEUS (ES) – A Petrocity e a Faculdade Vale do Cricaré celebraram convênio para que a instituição de ensino...

Mulher1 hora atrás

Pizza sem glúten é opção que cabe na dieta; veja como preparar

Pizza combina com final de semana, encontro entre amigos ou aquele momento bate uma vontade de comer algo diferente e...

Mulher1 hora atrás

Sonha em ter cabelo volumoso? Veja 5 truques básicos que são infalíveis

Ter um cabelo volumoso e hidratado todos os dias é um sonho de consumo para a maior parte das pessoas,...

Mulher1 hora atrás

Foto de parto cesárea mostra bebê com “pose de super-herói”

Muitas crianças sonham em ser um super-herói quando crescer, mas um garotinho parece ter conseguido atingir esse sonho logo que...

Mulher1 hora atrás

Mulheres inspiradoras: corredora muda vida de mulheres da comunidade há 20 anos

“O que você está fazendo para mudar o mundo?”. Assim, de cara, a pergunta soa dura e pede uma reflexão....

Entretenimento4 horas atrás

Paolla Oliveira posa de biquíni e conscientiza seguidores: “Água é vida”

Paolla Oliveira, de 36 anos, compartilhou um registro fotográfico em sua conta do Instagram na tarde desta sexta-feira (22). De...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana