conecte-se conosco


Direto de Brasília

João de Deus e a esposa são indiciados por porte ilegal de armas de fogo

Publicado

em


Preso desde o dia 16 de dezembro, João de Deus foi indiciado por porte armas e violação sexual mediante fraude
Reprodução

Preso desde o dia 16 de dezembro, João de Deus foi indiciado por porte armas e violação sexual mediante fraude

A Polícia Civil de Goiás indiciou, nesta quinta-feira(10), o médium João Teixeira de Faria, o João de Deus, e a esposa dele Ana Keyla Teixeira, por porte ilegal de armas. Além disso, também foi encaminhada ao poder judiciário uma denúncia de violação sexual mediante fraude contra o líder espiritual. 

Leia também: João de Deus se torna réu por violação sexual e estupro de vulneráveis

As informações são da delegada Karla Fernandes, que concedeu entrevista coletiva em Goiânia. Ainda de acordo com a responsável pela investigação, outras três denúncias contra João de Deus tiveram o arquivamento sugerido, pois têm extinção de punibilidade.

“Hoje nós podemos considerar que a força-tarefa da Polícia Civil encerrou seus procedimentos, pois foram indiciados duas vezes tanto João Teixeira de Faria quanto a esposa dele Ana Keyla por porte ilegal de armas, uma vez que ambos residem nas mesmas residências, tanto em Anápolis quanto em Abadiânia”, disse Karla Fernandes. 

De acordo com a delegada, o médium afirmou que as armas que foram encontradas em suas residências eram de pessoas que iriam cometer suicídio ou atentar contra a vida de outros. João de Deus ainda afirmou algumas eram garantias de empréstimos que concedeu. Ainda segundo a responsável pela investigação, uma outra denúncia contra o médium por violação sexual mediante fraude também foi encaminhada.

Leia também: João de Deus guardava mais de R$ 400 mil em casa, além de armas e munições

“Em relação aos abusos nós também estamos encaminhando hoje um inquérito por fato ocorrido em 2016 em que a vítima representou na data correta e reside em São Paulo. Esse inquérito já tinha sido instaurado em agosto do ano passado e está sendo também enviado com indiciamento”, disse a delegada.

Leia mais:  Australiano filma duas cobras brigando entre si em vídeo impressionante; assista

Sobre os processos que serão arquivados, ela explicou que, por conta da extinção de punibilidade, o líder espiritual não poderia responder por esses crimes, que aconteceram entre 1987 e 2003. “No entanto, essas oitivas foram necessárias e importantes para mostrar o padrão e modo de execução dele”, explicou.

Outros dois inquéritos de lavagem de dinheiro e estelionato ainda não foram concluídos. De acordo com Karla Fernandes, eles foram juntados em um só processo e demoram mais por conta das perícias e do estudo do patrimônio do médium.

Nesta quarta-feira (9), o médium  se tornou réu e deverá responder na Justiça por violação sexual mediante fraude e estupro de vulneráveis. A denúncia,  oferecida no fim de dezembro pelo Ministério Público de Goiás (MP-GO), foi recebida pela juíza Rosângela Rodrigues dos Santos. No mesmo dia, ele foi interrogado pela delegada Karla Fernandes.

Leia também: João de Deus cita doações e renda de R$ 60 mil para explicar R$ 1,2 milhão


João de Deus  está preso preventivamente no Núcleo de Custódia de Aparecida de Goiânia desde o dia 16 de dezembro, quando se entregou às autoridades após ter a prisão decretada. O líder espiritual, que prestava atendimentos há mais de quatro décadas na Casa Dom Inácio de Loyola, tornou-se alvo de uma série de acusações após as primeiras denúncias serem reveladas no programa Conversa com Bial, da TV Globo .

Comentários do Facebook
publicidade

Direto de Brasília

Já apostou? Prêmio da Mega-Sena pode chegar a R$ 33 milhões neste sábado

Publicado

em


Para concorrer ao prêmio da Mega-Sena, é preciso escolher pelo menos seis números entre os 60 disponíveis
Divulgação/ Wilson Dias/ Agência Brasil

Para concorrer ao prêmio da Mega-Sena, é preciso escolher pelo menos seis números entre os 60 disponíveis

Um sortudo pode ganhar até R$ 33 milhões no próximo concurso da Mega-Sena, que será realizado neste sábado (19). O prêmio acumulou depois que ninguém acertou as seis dezenas do  sorteio da última quinta-feira (17).

No entanto, a Mega-Sena deixou muita gente sorrindo a toa. A quina teve 91 apostas ganhadoras, sendo que cada apostador ficou com R$ 24.748,67. A quadra teve 5.468 apostas ganhadoras, ficando cada uma com R$ 588,39.

Para participar, é necessário realizar uma aposta mínima de R$ 3,50 em qualquer uma das 13 mil lotéricas espalhadas pelo País.  Apostadores também podem entrar no sorteio pela internet, o valor mínimo para fazer uma compra pelo sistema online é de R$ 30 em apostas. O serviço do site funciona 24 horas por dia.

Esse é um concurso realizado pela Caixa Econômica Federal que pode pagar milhões ao apostador que acertar seis números, que são sorteados ao menos duas vezes por semana – normalmente, de quarta-feira e sábado. Ainda é possível ganhar prêmios menores ao acertar quatro (Quadra) ou cinco dezenas (Quina).

Leia também: Eles foram premiados, mas perderam tudo

O próprio jogador pode escolher os números da aposta ou tentar a sorte com a “Surpresinha”, em que o sistema das lotéricas escolhe os números. É possível também concorrer com as mesmas dezenas por dois, quatro ou oito concursos consecutivos na chamada “Teimosinha”.

Como jogar na Mega-Sena


Aposta mínima da Mega-Sena (seis números) custa R$ 3,50 e pode ser feita em qualquer casa lotérica do País
swsdwsd

Aposta mínima da Mega-Sena (seis números) custa R$ 3,50 e pode ser feita em qualquer casa lotérica do País

Os prêmios iniciais costumam ser em torno de R$ 2,5 milhões para quem acerta seis dezenas. O valor vai acumulando a cada concurso sem vencedor. Também é possível ganhar prêmios ao acertar 4 ou 5 números dentre os 60 disponíveis no volante de apostas. Para isso, é preciso marcar de 6 a 15 números do volante.

Leia mais:  Australiano filma duas cobras brigando entre si em vídeo impressionante; assista

Leia também: Relembre os crimes relacionados à Mega

O prêmio bruto da Mega-Sena corresponde a 46% da arrecadação. Dessa porcentagem, 35% são distribuídos entre os acertadores dos 6 números sorteados, 19% entre os acertadores de 5 números (Quina), 19% entre os acertadores de 4 números ( Quadra ), 22% ficam acumulados e distribuídos aos acertadores dos 6 números nos concursos de final 0 ou 5 e 5% ficam acumulado para a primeira faixa (Sena) do último concurso do ano de final zero ou 5.

Comentários do Facebook
Continue lendo

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana