conecte-se conosco



Nacional

“Já tivemos Garotinho. Não queremos um garotão”, diz Crivella sobre Witzel

Publicado

em

 Crivella e Witzel arrow-options
Marcos de Paula / Prefeitura do Rio

“Já tivemos um Garotinho. Não queremos ter um garotão”, diz Crivella sobre Witzel

O prefeito do Rio Marcelo Crivella (PRB) partiu para o ataque na tarde desta sexta-feira (20) após ser criticado pelo governador Wilson Witzel (PSC), que afirmou que o alcaide
fez uma “lambança” ao censurar um livro com beijo gay entre dois personagens na Bienal do Livro. Em evento, Crivella mencionou o rompimento entre Witzel e o senador Flávio
Bolsonaro (PSL-RJ) —  que determinou que o PSL deixe o governo — para alfinetar o chefe do Palácio Guanabara, que, segundo Crivella, estaria “querendo aparecer” por ter a
intenção de se candidatar à Presidência da República.

“Não houve censura. Apenas mandei recolher o material para que fosse disponibilizado em lacres como determina o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente)”, disse Crivella que,
em seguida, continou: “Witzel decidiu antecipar a campanha (presidencial), e isso pode prejudicar o Rio no Regime de Recuperação Fiscal com a União. Já tivemos um Garotinho.
Tudo o que não queremos agora é um garotão”, acrescentou Crivella, citando o ex-governador Anthony Garotinho e fazendo alusão a um período em que não havia diálogo entre os
governos federal e estadual.

Leia também: Para Witzel, criminosos que atiram contra a população do Rio não merecem viver

A declaração confirma um afastamento entre Witzel e Crivella, que chegaram a se aproximar nos últimos meses. O governador Wilson Witzel chegou até a cogitar apoiar a reeleição
de Marcelo Crivella à prefeitura do Rio, mas depois também se aproximou do ex-prefeito Eduardo Paes (DEM) por intermédio do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia
(DEM).

Nesta quinta-feira, Wilson Witzel falou para uma plateia repleta de executivos e políticos na abertura do Fórum Nacional, no BNDES, no Centro do Rio. Na ocasião, Witzel disse que o prefeito do Rio fez uma “lambança” na feira do livro realizada recentemente.

“Uma obra literária, se pudesse causar uma tragédia à sociedade, teria que ser muito diferente daquilo. Hoje, acho que o país está tendo uma consciência de que momento de disputar eleição é um e o momento de governar é outro. O que tiver de ser antagonizado que seja com respeito, sem estimular a intolerância. Meu filho, por conta da opção dele, certa vez, foi agredido quando saía do trabalho de madrugada, foi agredido pela intolerância”, afirmou Witzel, que ficou emocionado e arrancou aplausos da plateia.

Leia também: Witzel defende fim da visita íntima a presos: ‘Tem que perder liberdade sexual’

Também durante o evento, Witzel afirmou que a decisão do senador Flávio Bolsonaro de retirar os deputados do PSL dos cargos em secretarias e órgãos para fazer oposição à sua
gestão não o deixou com “amplo direito de defesa”. O governador disse ainda que os deputados do PSL são “bem-vindos” ao seu partido, o PSC .

“A decisão dele não me deu amplo direito de defesa e do contraditório. Eu fiquei surpreso. Estava em uma viagem de família e recebendo essas notícias. Em nenhum momento eu
recebi o telefone do senador Flávio, ele não falou comigo. Mas, como na Justiça, depois vem a contestação, a defesa. Vamos conversar”, declarou o governador. “Eu não posso impedir ninguém de se desfiliar e também não posso impedir filiação ao PSC, até porque todos os deputados do PSL são excelentes, são deputados comprometidos com uma pauta que eu
defendo e eu tenho certeza que eles serão bem-vindos”, completou.

Leia também: PSL vai expulsar os deputados que não se afastarem de Wilson Witzel

Procurado pelo Globo , o gabinete de Witzel afirmou que o governador não irá se pronunciar sobre as declarações de Crivella .

Comentários do Facebook

Nacional

Boulos recebe ameaça: “Vamos atirar em todo bairro até acertar ele”

Publicado

em


source
Guilherme Boulos
Divulgação

Guilherme Boulos foi candidato à presidência em 2018

Líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos (PSOL-SP) conta que recebeu uma ameaça nesta quinta-feira (4), segundo a coluna de Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo .  

Leia também

“Guilherme Boulos mora numa casa no bairro do Campo Limpo, no sul de São Paulo. Domingo vamos atirar em todo o bairro até acertar ele”, afirma texto enviado a ele que foi compartilhado por grupos nas redes sociais de bolsonaristas. 

Boulos afirma que a mensagem foi publicada originalmente em um grupo chamado “Armas S/A Sudeste”. Ele afirma que irá à polícia realizar um boletim de ocorrência da ameaça.

A ação ocorreu após Boulos ter divulgado uma manifestação antifascista e antirracista e em defesa da democracia marcada para este domingo (7) na capital paulista. O ato é organizado pela Frente Povo Sem Medo, do qual ele faz parte. 

Comentários do Facebook
Continue lendo
Entretenimento5 minutos atrás

Máscara com as iniciais de Carrie Underwood vira piada no Brasil

Um novo produto acaba de chegar à loja da cantora norte-americana Carrie Underwood ! Uma máscara de proteção respiratória lançada pela...

Economia25 minutos atrás

Dólar sobe e fecha em R$ 5,13 depois de dois dias de queda

Pixabay/Reprodução Dólar subiu depois de queda brusca Em um dia de movimentos contraditórios no mercado financeiro, a bolsa de valores...

Entretenimento30 minutos atrás

As pessoas estão se perguntando o que está acontecendo com o “Triturando”

As emissoras estão tendo que se reinventar neste período de quarentena com os poucos recursos que sobraram. Mesmo assim, o  SBT...

Nacional35 minutos atrás

Boulos recebe ameaça: “Vamos atirar em todo bairro até acertar ele”

Divulgação Guilherme Boulos foi candidato à presidência em 2018 Líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos (PSOL-SP)...

Estadual35 minutos atrás

IJSN e Setur divulgam resultados da Economia do Turismo capixaba para o primeiro trimestre de 2020

. O Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN) e a Secretaria de Turismo (Setur) apresentaram, na tarde desta quinta-feira (04),...

Política40 minutos atrás

Luis Roberto Barroso defende combate às fake news como defesa da democracia

reprodução Luis Roberto Barroso criticou as manifestações bolsonaristas que pediam o fechamento do STF e do Congresso Nacional O presidente...

Esportes55 minutos atrás

Benfica empata com Tondela e não alcança a liderança do Português

. A águia Vitória sobrevoou o Estádio da Luz. A torcida, mesmo distante, tentou ajudar colocando mais de 21 mil...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!