conecte-se conosco



Política

Irmão de Bolsonaro atua como mediador na liberação de verbas para prefeituras

Publicado

em

source
Renato Bolsonaro faz o intermédio entre governo federal e prefeituras para liberação de verbas arrow-options
Reprodução/Redes Socias

Renato Bolsonaro faz o intermédio entre governo federal e prefeituras para liberação de verbas


Renato Bolsonaro , comerciante e irmão do presidente Jair Bolsonaro , não exerce nenhum cargo público, mas tem feito a intermediação informal entre o  governo fede ral e prefeitos do Estado de São Paulo que demandam verbas para realizar obras e investimentos. Segundo reportagem da Folha de São Paulo, ele exerceu essa função de mediador em ao menos quatro cidades paulistas.

O irmão do presidente intermediou R$ 110 milhões em repasse de verba nas cidades de São Vicente, Itaoca, Pariquera-Açu e Eldorado , onde mora sua família. O dinheiro foi utilizado para a construção de pontes, recapeamento de asfalto e melhorias em centros de cultura e esporte.

Até mesmo as solenidades das obras contaram com a participação de Renato Bolsonaro , que assina contratos como testemunha e recebe agradecimentos públicos dos prefeitos. Ele diz não receber nenhuma remuneração pelo trabalho com as prefeituras.

“Estou doando meu tempo, porque naturalmente sou muito procurador pela questão de relacionamento familiar. Não tenho poder de decisão. A única coisa que faço é fazer chegar mais rápido ao presidente aquilo que acho viável. Mas ele que tem pode de análise e decisão. Eu faço a ajuda, encurto a distância”, afirmou em entrevista ao jornal A Tribuna, de Santos.

Leia também: Justiça suspende investigação sobre sócio de Flávio Bolsonaro

Segundo especialistas, não há irregularidade nas ações de Renato Bolsonaro se ele não estiver sendo remunerado. A única questão é que esse tipo de mediação costuma ser feito por parlamentares.

Atuação

Renato foi importante para resolver alguns impasses. Em São Vicente , foi o responsável por colocar fim em uma discussão entre prefeitura e governo do Estado a respeito de qual dos poderes deveria bancar o processo de recuperação da Ponte dos Barreiros. Por fim, a gestão federal assumiu a conta, e Renato anunciou, no dia 30 de dezembro, R$ 58 milhões em verba federal para a obra, inclusive assinando o contrato como testemunha.

Na mesma época, o irmão de Jair Bolsonaro anunciou um pacote de benfeitoria para a cidade de Pariquera-Açu, com 14 milhões liberados para a construção de uma ponte, R$ 1 milhão para obras de pavimentação, R$ 764 mil para a canalização de um centro de eventos e R$ 550 mil para um centro de artes marciais.  

Leia também: Se as eleições de 2022 fossem hoje, Bolsonaro e Lula iriam para 2º turno

Dez dias antes disso, em Eldorado , sua cidade natal, ele participou da entrega de 21 casas do Minha Casa, Minha Vida. Ainda em Eldorado, foi o responsável por anunciar a liberação de R$ 11,4 milhões para a construção de uma ponte e R$ 292 mil para asfaltar ruas. Mais R$ 24 milhões em verbas federais foram intermediados por Renato em Itaoca, também para a obra de uma ponte, com direito a agradecimento no site oficial da cidade.

Política

Filiado ao PSL, Renato Bolsonaro se candidatou a prefeito do munícipio de Miracatu em duas oportunidades, a última em 2016. Nas eleições municipais deste ano, no entanto, ele não poderá participar, já que a lei proíbe parentes do presidente da República de concorrer, a não ser que eles já estejam cumprindo algum mandato e busquem a reeleição.

Comentários do Facebook

Política

Justiça mantém obrigação para Flordelis usar tornozeleira eletrônica

Publicado

em


source

Agência Brasil

A
Fernando Frazão/Agência Brasil

A deputada é acusada e ter participado da morte de seu marido, pastor Anderson do Carmo


A Justiça do Rio de Janeiro manteve a obrigação da deputada federal Flordelis em usar tornozeleira eletrônica . A decisão, publicada na quinta-feira (24), pelo desembargador Celso Ferreira Filho, foi divulgada nesta sexta-feira (25).


A defesa de Flordelis pleiteava, através de habeas corpus, que ela não fosse obrigada a usar tornozeleira, alegando que a deputada estaria submetida a constrangimento ilegal , sendo ré primária e que, além disso, já havia sido decretado o seu recolhimento noturno. Também argumentaram que Flordelis já havia entregue o seu passaporte.

Os advogados pleitearam ainda, no mérito, que ela fosse liberada de todas as medidas cautelares impostas e que a questão fosse levada à apreciação da Câmara dos Deputados, que decidiria sobre a possibilidade de aplicação de medidas cautelares diversas da prisão. A deputada tem imunidade parlamentar e não pode ser presa, a não ser em flagrante delito.

O desembargador, contudo, não acolheu as razões da defesa , e resolveu manter a obrigação da parlamentar utilizar tornozeleira eletrônica.

“Como discorrido neste aresto, o Poder Judiciário estadual é competente para decretar medidas cautelares diversas da prisão, tanto em substituição à prisão em flagrante delito quanto em graves e excepcionais circunstâncias, desde que não impossibilitem o pleno e regular exercício do mandato parlamentar, como no caso dos autos, não havendo sido expedido mandado de prisão em desfavor da ré . Portanto, ausentes os requisitos autorizadores da concessão do pleito liminar, tenho por indeferi-lo”, decidiu Ferreira Filho.

A deputada é  acusada de ter participado da morte de seu marido, pastor Anderson do Carmo, com a colaboração de outros filhos. O crime aconteceu no dia 16 de junho de 2019, quando ela e Anderson recém haviam chegado em casa, em Niterói.

Comentários do Facebook
Continue lendo
Nacional30 minutos atrás

Conselho suspende médico denunciado por abuso sexual em São Paulo

Reprodução Abib Maldaun Neto é acusado de cometer abuso sexual dentro do próprio consultório, no bairro dos Jardins, na capital...

Nacional60 minutos atrás

Renovação da CNH segue suspensa por tempo indeterminado

Doutor Multas Renovação da CNH segue suspensa por prazo indeterminado O diretor-geral do Conselho Nacional de Trânsito, Frederico de Moura...

Economia1 hora atrás

Dólar fecha R$ 5,55, em alta pela terceira semana seguida

Thinkstock/Getty Images Novas medidas de confinamento em alguns países europeus, depois do surgimento de uma segunda onda de casos de...

Política1 hora atrás

Justiça mantém obrigação para Flordelis usar tornozeleira eletrônica

Fernando Frazão/Agência Brasil A deputada é acusada e ter participado da morte de seu marido, pastor Anderson do Carmo A...

Política1 hora atrás

“Não foi por invalidez”, diz Celso de Mello sobre aposentadoria

Carlos Moura/SCO/STF Ministro Celso de Mello durante sessão do STF O ministro Celso de Mello , do Supremo Tribunal Federal...

Nacional1 hora atrás

Estado de São Paulo tem aumento nos casos de homicídios e latrocínios

A Gazeta As ocorrências de latrocínio – roubo seguido de morte – também aumentaram, passando de 10 para 14 O...

Política1 hora atrás

Entenda as consequências da aposentadoria antecipada do ministro Celso de Mello

Agência Brasil Ministro Celso de Mello iria se aposentar em 1º de novembro Poucos horas após retornar de uma licença médica...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!