conecte-se conosco



Nacional

Índio Guajajara está em estado grave após atentando que matou dois no Maranhão

Publicado

em

source
Fachada do hospital arrow-options
Karlos Geromy / Secretaria de Saúde do Maranhão

Unidade hospitalar onde indígena em estado grave está internado

Um dos índios da etnia Guajajara está em estado grave após ser vítima de um atentado a tiros  neste sábado (7), informou o governo do estado do Maranhão. O atentado, que ocorreu na BR-226, deixou mais um ferido, mas este deve receber alta ainda neste domingo. Outros dois índios morreram no ataque .

“O indígena Nico Alfredo Guarajara encontra-se recebendo toda assistência médica no Hospital Macrorregional de Presidente Dutra. Ele deu entrada na unidade na noite de sábado (7), onde foi submetido a uma laparotomia exploratória e às correções de lesões na bexiga e intestino. O paciente encontra-se estável, porém ainda em estado considerado grave. Ele será submetido a novo procedimento cirúrgico na terça (10)”, diz a nota do governo.

O estado também informa que a outra liderança ferida foi encaminhada à UPA de Barra do Corda, e corresponde bem ao tratamento, com “previsão de alta hospitalar ainda hoje”.

Leia também: Índios sofriam ameaças após assaltos na região, diz membro da Funai no Maranhão

O atentado ocorreu neste sábado, entre as aldeias Boa Vista e El Betel, no município de Jenipapo dos Vieiras, localizado a 506 km de São Luís, capital do Maranhão.

No Twitter, o governador do Maranhão, Flávio Dino, disse que os secretários de Segurança Pública e de Direitos Humanos do estado “estão pessoalmente presentes nos locais dos assassinatos” para “colaborar com as autoridades do governo federal e dialogar com as lideranças indígenas”.

Em nota, a Fundação Nacional Nacional do Índio (Funai) lamentou o ocorrido.

“Indígenas foram atingidos por tiros originados de um veículo Celta, de cor branca, e vidros espelhados. A equipe da FUNAI está na região, com os indígenas, providenciando o registro da ocorrência. A Secretaria de Estado de Segurança Pública foi acionada e já acompanha o caso, bem como a Secretaria de Estado de Direitos Humanos. Foi cientificada a Polícia Federal que já investiga o caso”, diz o comunicado.

Leia mais:  Incêndio de grandes proporções atinge hospital Badim na Tijuca

Leia também: Após ataque a indígenas, Moro diz que pode enviar Força Nacional ao Maranhão

A Funai acrescenta que, como forma de protesto, os indígenas interditaram a rodovia BR-226 nos dois sentidos e a passagem de veículos encontra-se bloqueada naquela região.

Nas redes sociais, políticos se posicionaram sobre o atentado. Para a ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva o “banho de sangue” na Amazônia exige “uma resposta firme e urgente das autoridades brasileiras”.

“O assassinato de 2 indígenas Guajajara não pode ficar impune. É preciso conter a barbárie e chegar aos responsáveis por esses atos criminosos. Minha solidariedade ao povo Guajajara”, escreveu Marina.

Comentários do Facebook
publicidade

Nacional

Brasileiro confia mais em grupos de WhatsApp e igrejas do que no STF e partidos

Publicado

em

source
zapzap arrow-options
Allan White/ Fotos Públicas

WhatsApp é visto como ‘mais confiável’ do que algumas instituições do Brasil

Um estudo divulgado na última segunda-feira (27), chamado ‘A Cara da Democracia’, apontou que a população brasileira tem maior confiança em grupos de família no WhatsApp e nas igrejas do que em instituições como o STF, o Congresso Nacional e os partidos políticos.

Leia também: Desvio de dinheiro e discriminação: Igreja Universal pode ser banida da Angola

O levantamento, divulgado pelo Valor Econômico, mostrou que as igrejas foram colocadas no grupo ‘confia muito’ por 32%  das pessoas ouvidas, ficando atrás apenas da Polícia Federal, que somou 33%, como a instituição mais confiável junto à população.

No Top 5 da pesquisa, ainda aparecem as Forças Armadas (29% de ‘confia muito’), a Polícia Militar (20%) e os grupos de família no WhatsApp (15%). Na outra ponta, o Facebook e os partidos políticos foram os principais apontados no quesito ‘não confia’, com 54% e 71%, respectivamente.

Logo após a PF, aparecem no ranking de confiança dos brasileiros, as igrejas, as Forças Armadas e a Polícia Militar. Na sequência, por mais exótico que isso possa parecer, os grupos de família no WhatsApp. Fechando a fila estão o Congresso Nacional, o Facebook e os partidos políticos.

“Os dados demonstram a percepção da população de que o combate à corrupção é essencial para o crescimento do País”, avalia o presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), Luís Antônio Boudens. O trabalho correto de investigação que levou à prisão diversos “figurões” da República, independentemente de coloração partidária, segundo ele, colaborou para essa percepção.

“A PF se mostra uma instituição confiável porque não há fatos graves que desabonem a corporação. Ela se mostra eficiente, ainda que possa ser muito mais se investirmos na modernização de sua estrutura”, avalia.

Leia mais:  Presidente do PSL questiona isenção da Organização dos Estados Americanos

Democracia e Golpe Militar

Ainda segundo o levantamento, o sentimento de apoio à Democracia cresceu de 2018 para 2019. O número de pessoas que disse ver o sistema como o ‘preferível’ a qualquer outra forma de governo subiu de 56% para 64%.

Outro ponto que apresentou melhora foi a percepção dos brasileiros sobre a Ditadura Militar. O número de pessoas que respondeu que um golpe não se justificaria ante casos de corrupção ou em cenário de muitos crimes subiu: de 41% para 55% e 46% para 56%, respectivamente.

Leia também: Policial deixa filho de castigo em garagem e criança morre de hipotermia

O estudo “A Cara da Democracia” é realizado pelo Instituto da Democracia e da Democratização da Comunicação e integra o Programa de Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia.  O Instituto é formado por grupos de pesquisas de quatro instituições principais: UFMG, IESP/UERJ, Unicamp e UnB. Participam ainda pesquisadores de outras cinco instituições nacionais (USP, UFPR, UFPE, Unama e IPEA) e duas estrangeiras (CES/UC e da UBA). No levantamento recente foram ouvidas 2.009 pessoas em 151 municípios entre 8 e 16 de novembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais.

*Com informações da assessoria da Fenafep

Comentários do Facebook
Continue lendo
Entretenimento21 minutos atrás

Filha de Silvio Santos, Rebeca Abravanel, estaria grávida de Alexandre Pato

A família Abravabel pode aumentar. De acordo com o colunista, Ricardo Feltrin, Rebeca Abravanel pode estar grávida de seu primeiro...

Agricultura55 minutos atrás

LEITE/CEPEA: Em janeiro, preço real é o maior da série para o mês

Clique aqui e baixe o release completo em word.   Cepea, 29/01/2020 – O preço do leite pago ao produtor...

Estadual55 minutos atrás

Fundos de investimentos da Banestes DTVM se destacam entre os melhores do mercado

Dois fundos de investimentos geridos pela Banestes Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários (DTVM), da categoria DI e Curto Prazo,...

Estadual55 minutos atrás

Ampliado prazo do Simples Nacional para empresários de cidades atingidas pelas chuvas

A Secretaria Executiva do Conselho Gestor do Simples Nacional vai prorrogar as datas de vencimentos dos tributos do programa aos contribuintes com...

Estadual55 minutos atrás

Secult divulga resultado de Seleção das Comissões Julgadoras dos Editais da Cultura

A Secretaria da Cultura (Secult) publicou no Diário Oficial do Estado, desta quarta-feira (29), o resultado do Edital de Seleção de profissionais para composição...

Estadual55 minutos atrás

Mais de mil autos lavrados pelo Procon-ES durante ações fiscalizatórias em 2019

O Instituto Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-ES) lavrou 1.020 autos no ano de 2019, decorrentes de 576 ações...

Estadual55 minutos atrás

Resultado final do Processo Seletivo para coordenação das escolas de Tempo Integral

A Secretaria da Educação (Sedu) divulgou, nesta quarta-feira (29), o resultado final do Processo Seletivo para as funções de “Coordenador...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana