conecte-se conosco



Estadual

Implementação da Casa da Mulher Brasileira no Estado é tema de reunião na COMVIDES

Publicado

em


A proposta é construir um espaço para reunir os diversos serviços de atendimento especializado à mulher em situação de violência.

Nesta segunda-feira (25), a Coordenadora de Enfrentamento à Violência Doméstica e Familiar do TJES, juíza Hermínia Azoury, se reuniu com a deputada federal Soraya Manato e com a vice-prefeita de Vitória, Estéfane Ferreira, para discutir a possibilidade de implementação de uma unidade da Casa da Mulher Brasileira na capital do Estado.

A Casa da Mulher Brasileira faz parte do programa Mulher Segura e Protegida, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH). São espaços públicos que concentram os principais serviços especializados e multidisciplinares da rede de atendimento às mulheres em situação de violência.

Entre eles: Juizado ou Vara Especializada em Violência Doméstica; Núcleo Especializado da Promotoria; Núcleo Especializado da Defensoria Pública; Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher; Abrigo; Brinquedoteca; Patrulha Maria da Penha; Apoio psicossocial e de Saúde.

Os recursos são repassados aos estados e municípios pela Secretaria Nacional de Políticas Públicas para Mulheres (MMFDH). Na reunião, a deputada Soraya Manato destacou que Vitória preenche todos os requisitos necessários para a construção do Tipo 1 de Casa da Mulher.

“Essa é a modalidade para municípios com mais de 1 milhão de habitantes e que custa em torno de 11 milhões de reais. Agora a proposta dependerá da bancada capixaba. Teremos uma reunião onde acertaremos todos os detalhes para tentar a aprovação da verba”.

De acordo com a Vice-prefeita de Vitória, a iniciativa vai ao encontro dos objetivos da administração: “Nós já tínhamos a intenção de fazer algo similar, em proporções menores. E quando soubemos desse projeto, ficamos muito esperançosos. Assim conseguiremos unir os diversos serviços que já existem em um único local, multiplicando as forças para acolher e cuidar dessas mulheres”.

Para a juíza Hermínia Azoury, a construção da Casa da Mulher Brasileira na capital representa uma resposta aos anseios da Justiça: “A Casa vai dar acesso às mulheres de Cariacica, Serra, Vila Velha, Guarapari e de todos os municípios. E o objetivo é exatamente tentar combater essa mazela terrível que é a violência doméstica e familiar no estado”.

A reunião desta segunda-fera ainda contou com a presença da secretária de Saúde do Municipio, Thais Campolina Cohen, e da servidora da Coordenadoria de Violência Doméstica e Familiar, Renata Guizan Corrêa.

No próximo dia 10 de fevereiro, a juíza Hermínia e a deputada Soraya irão visitar a Casa da Mulher Brasileira em Brasília e na ocasião, farão uma reunião com a Ministra do MMFDH, Damares Alves.

Vitória, 25 de janeiro de 2021

Informações à Imprensa

Assessoria de Imprensa e Comunicação Social do TJES
Texto: Tais Valle | [email protected]

Maira Ferreira
Assessora de Comunicação do TJES

[email protected]
www.tjes.jus.br

Fonte: TJES

Comente Abaixo
Política1 minuto atrás

Governo negou 3 ofertas da Pfizer por vacina em 2020, perdendo milhões de doses

Patrick T. Fallon/Divulgação Pfizer teve três propostas de vacinas recusadas pelo governo de Jair Bolsonaro O governo de Jair Bolsonaro rejeitou no...

Esportes29 minutos atrás

Laranjeira se diz preparado para agarrar oportunidades no Vasco

  O início do Campeonato Carioca tem sido aproveitado pelo Vasco da Gama para observar alguns destaques da equipe sub-20...

Política29 minutos atrás

PF sugere falta de firmeza da PGR em investigação que mira aliados de Bolsonaro

Pedro França/Agência Senado Procurador-geral da República, Augusto Aras A Procuradoria-Geral da República (PGR) e a Polícia Federal entraram em atrito...

Nacional1 hora atrás

SP: para evitar aglomerações, prefeito decide apagar postes de iluminação

Reprodução Prefeito de Guarani d’Oeste, São Paulo Em São Paulo , o prefeito Nilson Timporin Caffer (PTB), de Guarani d’Oeste, declarou que os...

Nacional1 hora atrás

“Rachadinhas”: Bolsonaro fez transações com Queiroz semelhantes às de Flávio

Carolina Antunes/PR Jair e Flávio Bolsonaro, seu filho mais velho, investigado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro O presidente...

Mulher1 hora atrás

29 banhos de proteção para se livrar das energias pesadas

Redação João Bidu 29 banhos de proteção para se livrar das energias pesadas Nada melhor que um banho relaxante para...

Economia1 hora atrás

Da total autonomia ao isolamento: especialistas avaliam situação de Paulo Guedes

Isac Nóbrega Relação entre presidente e ministro esfriou após interferência na Petrobras Resumo Especialistas acreditam que Paulo Guedes não deve...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!