conecte-se conosco



Política

“Impeachment não pode ser a bandeira de um candidato”, diz Baleia Rossi

Publicado

em


source
Deputado federal Baleia Rossi (MDB-SP)
Reprodução/Youtube

Deputado federal Baleia Rossi (MDB-SP)

O deputado federal Baleia Rossi (MDB-SP), candidato à presidência da Câmara , disse nesta segunda-feira (25) que sua bandeira de campanha ao comando da Casa não é o impeachment do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e que o mais importante agora é “ter estabilidade e fazer a reforma econômica”.

O que está em jogo é o futuro do Brasil. É isso que está em jogo. É quem vai comandar a Câmara. Eu vou honrar a Constituição. É atribuição do presidente da Câmara analisar os pedidos de afastamento, mas não quero fazer do impeachment a bandeira da minha campanha”, afirmou Baleia em entrevista ao programa Roda Viva .

Em pouco mais de dois anos de governo, foram protocolados 62 pedidos de impeachment contra Bolsonaro na Câmara, o que dá uma média de dois por mês. De acordo com um levantamento da Secretaria-Geral da Mesa, cinco foram arquivados e os demais estão todos “em análise”. Esse status, no entanto, é apenas protocolar e o avanço dos pedidos depende do aval do presidente da Câmara.

Você viu?

“Eu vou analisar [o impeachment], mas confesso conheço que não conheço todos os pedidos. Não tive acesso a eles, mas meu compromisso é analisar cada um deles. Esse é meu comprometimento com os partidos que formam a frente ampla”, disse o candidato à presidência da Câmara.

Neste final de semana começaram a surgir manifestações de rua pedindo o impeachment de Bolsonaro. A principal motivação é a forma que o governo federal tem lidado com o combate à Covid-19, dificultando a aquisição de vacinas e insumos para a produção a produção de doses e a falta de atuação, por parte do Ministério da Saúde, para evitar o colapso do sistema de saúde em Manaus.

No sábado (23), a organização foi dos movimentos de esquerda Frente Brasil Popular e da Frente Povo Sem Medo. Já no domingo (24) foi a vez da mobilização de grupos de direita, o Movimento Brasil Livre (MBL) e o Vem Pra Rua. Nos dois casos os protestos foram feitos por meio de carreatas para evitar contaminações pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2).

Comente Abaixo
Política6 minutos atrás

Governo negou 3 ofertas da Pfizer por vacina em 2020, perdendo milhões de doses

Patrick T. Fallon/Divulgação Pfizer teve três propostas de vacinas recusadas pelo governo de Jair Bolsonaro O governo de Jair Bolsonaro rejeitou no...

Esportes34 minutos atrás

Laranjeira se diz preparado para agarrar oportunidades no Vasco

  O início do Campeonato Carioca tem sido aproveitado pelo Vasco da Gama para observar alguns destaques da equipe sub-20...

Política34 minutos atrás

PF sugere falta de firmeza da PGR em investigação que mira aliados de Bolsonaro

Pedro França/Agência Senado Procurador-geral da República, Augusto Aras A Procuradoria-Geral da República (PGR) e a Polícia Federal entraram em atrito...

Nacional1 hora atrás

SP: para evitar aglomerações, prefeito decide apagar postes de iluminação

Reprodução Prefeito de Guarani d’Oeste, São Paulo Em São Paulo , o prefeito Nilson Timporin Caffer (PTB), de Guarani d’Oeste, declarou que os...

Nacional1 hora atrás

“Rachadinhas”: Bolsonaro fez transações com Queiroz semelhantes às de Flávio

Carolina Antunes/PR Jair e Flávio Bolsonaro, seu filho mais velho, investigado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro O presidente...

Mulher2 horas atrás

29 banhos de proteção para se livrar das energias pesadas

Redação João Bidu 29 banhos de proteção para se livrar das energias pesadas Nada melhor que um banho relaxante para...

Economia2 horas atrás

Da total autonomia ao isolamento: especialistas avaliam situação de Paulo Guedes

Isac Nóbrega Relação entre presidente e ministro esfriou após interferência na Petrobras Resumo Especialistas acreditam que Paulo Guedes não deve...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!