conecte-se conosco


Estadual

Imóvel de dois andares abandonado desaba no Centro de Vitória

Publicado

em

Um imóvel com dois andares que estava abandonado desabou por volta das 5h20 desta quarta-feira (15), na Rua Sete de Setembro, no Centro de Vitória. Ninguém se feriu. Os bombeiros e a Defesa Civil foram ao local para avaliar os danos e verificaram que não há riscos para os imóveis vizinhos.

Vizinhos contaram que o imóvel está há cerca de 10 anos fechado e estava à venda. Os donos tinham um restaurante no local, mas fecharam o empreendimento e se mudaram para outro Estado.

Um morador do prédio que fica ao lado do imóvel contou que já estava acordado na hora do desabamento, e que ficou sem entender o que havia acontecido por causa do barulho muito alto.

“Eu já estava acordado na hora, foi um barulho de uma vez só, a parte mais pesada caiu umas 5h20. Depois caiu uma outra parte umas 5h45 e 6h terminou de cair. Fiquei com medo sem saber o que tava acontecendo, se era terremoto, se era um avião caindo. Olhei na janela e a Rua Sete tava toda branca de poeira, não dava pra entender”, contou seu Martinho.

Bombeiros contaram que chegaram ao local acreditando que poderia haver vítimas, como moradores em situação de rua que talvez estivessem ocupando o local. Isso foi descartado após uma análise nos escombros e também conversa com vizinhos, que disseram que o imóvel ficava realmente vazio e estava lacrado.

Defesa Civil disse que não há risco para imóveis vizinhos — Foto: Reprodução/TV GazetaDefesa Civil disse que não há risco para imóveis vizinhos — Foto: Reprodução/TV Gazeta

Leia mais:  Tiroteio dentro de hospital em Salvador deixa um ferido

A Rua Sete de Setembro está parcialmente interditada na região onde o imóvel desabou. Segundo a Defesa Civil, não há risco para os prédios vizinhos.

Abandono

Segundo a Defesa Civil, o imóvel tinha cerca de 80 anos de construção e estava abandonado há muito tempo, sem manutenção. Essa é a provável causa do desabamento.

Confira o antes e o depois do imóvel:

Antes e depois de imóvel que desabou no Centro de Vitória — Foto: Reprodução/TV GazetaAntes e depois de imóvel que desabou no Centro de Vitória — Foto: Reprodução/TV Gazeta

“Preliminarmente, a gente pode dizer que o estado de abandono do imóvel contribuiu pra isso. Segundo os vizinhos, ele estava há muitos anos sem nenhum tipo de manutenção e também pelo fato de ser um prédio muito antigo. Não tem laje, não tem concreto armado, as paredes são de tijolinho maciço e a divisão entre um andar e outro é um assoalho de madeira que apodreceu com o tempo”, explicou a engenheira da Defesa Civil de Vitória, Sidnéia Santos.

Ela também contou que a equipe da Defesa Civil entrou nos dois prédios vizinhos para fazer vistorias e avaliou que não há riscos.

“Os prédios vizinhos estão fora de risco, mas sobre esse imóvel que já desabou, a gente alerta que mais partes dele podem cair”, explicou a engenheira.

A Defesa Civil informou que já acionou a Secretaria de Desenvolvimento da Cidade de Vitória para encontrar o proprietário e acioná-lo, para que ele tome as providências necessárias.


(*G1)

Comentários do Facebook
publicidade

Estadual

Definidos os pontos de atendimento da força-tarefa para vítimas das chuvas no sul do ES

Publicado

em

Sete escritórios, sendo três fixos e quatro itinerantes, estarão disponíveis para atendimento ao público, a partir da próxima terça-feira (28), nos municípios atingidos pelas chuvas na região sul do Estado. Os atendimentos fazem parte da força-tarefa coordenada pela Secretaria de Desenvolvimento (Sedes), em parceria com demais entidades públicas e privadas.

No município de Iconha, o escritório fixo será na Escola Paulo Assis, localizada na Rua José de Paula Beiriz, 267, Morro do Paraíso. Em Alfredo Chaves, o atendimento será na Paróquia Nossa Senhora da Conceição (Igreja Matriz), Avenida Getúlio Vargas, 545, Centro. Em Vargem Alta, o público será atendido na Câmara de Vereadores, na Rua Nelson Lírio, 77, no Centro.

Em Rio Novo do Sul, o atendimento será realizado, exclusivamente, pelo escritório itinerante, com apoio das vans da Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes), que também circularão pelas regiões centrais e interior dos outros três municípios afetados.

Em todas as cidades, os atendimentos serão realizados a partir das 09 horas. Nos escritórios serão oferecidas consultorias contábil e financeira, além de apoio para captação das anunciadas linhas de financiamento emergencial.

O secretário de Estado de Desenvolvimento, Marcos Kneip, destacou a importância social e econômica da ação. “Queremos ofertar o maior número de serviços possíveis aos moradores dessas cidades, para que tenham condições de retomar suas rotinas de forma mais rápida. Essa é uma força-tarefa que possui grande caráter social e que, ao mesmo tempo, vai contribuir para o retorno do dinamismo econômico dessas regiões”, afirma.

Reuniões com empresários

Nessa quinta-feira (23), o diretor técnico da Aderes, Hugo Tofoli, se reuniu com a Associação de Comerciantes e representantes dos escritórios de contabilidade de Iconha. Na ocasião, ele destacou as ações que serão realizadas a partir desta terça-feira (28).

Leia mais:  Suspeita é flagrada com drogas nas partes íntimas

“Os comerciantes, assim como os demais moradores de Iconha, estão sofrendo muito com os impactos das chuvas. Fizemos essa reunião para apresentar esse pacote de medidas que será ofertado para a retomada econômica, além de mostrarmos que estamos à disposição para ajudar no que for necessário”, destacou o secretário Marcos Kneip.

Já o diretor presidente da Aderes, Alberto Gavini, destacou a importância da força-tarefa para apoio aos micros e pequenos empreendedores. “A perda de documentação é uma das principais demandas dos pequenos empresários e muitos não sabem por onde recomeçar. Nós vamos participar deste mutirão levando justamente as orientações necessárias para que essas pessoas consigam reabrir seus negócios, inclusive com oferecimento de microcrédito, que, nessas horas, é fundamental para dar um fôlego aos pequenos empreendedores”, acrescentou Kneip.

Também são parceiros da força-tarefa o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), o Banco do Espírito Santo (Banestes), Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes), a Secretaria de Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social (Setades), o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Polícia Civil (PCES), Secretaria da Fazenda (Sefaz), Defensoria Pública e Corpo de Bombeiros Militar do Espírito Santo.

Consultorias gratuitas

Para esta força-tarefa, o Sebrae/ES vai atuar integrado com as ações planejadas pelo Governo do Espírito Santo. Serão oferecidos R$ 500 mil em consultorias gratuitas, atendimentos em caravanas itinerantes, visitas porta-a-porta e mutirões nas sedes das cidades de Iconha, Vargem Alta e Alfredo Chaves. Na próxima segunda-feira (27), equipes do Sebrae/ES vão percorrer os municípios atingidos, fazendo um diagnóstico territorial, oferecendo ajuda e cadastrando comerciantes, profissionais liberais, produtores rurais e empresários interessados em linhas de crédito facilitadas.

Leia mais:  Cultura debate proposta para Ponte da Passagem

Será oferecido um plano de negócios para reestruturar empreendimentos que foram afetados pelas chuvas. “Precisamos ser solidários. O Sebrae/ES não vai medir esforços para contribuir com a retomada das atividades comerciais e fazer a roda da economia girar novamente nessas localidades”, adianta Pedro Rigo, superintendente da instituição.

Serviço
Força-tarefa para atendimento às vítimas das chuvas
Quando: a partir do dia 28 de janeiro (terça-feira)
Horário: a partir das 09 horas

Locais:

Alfredo Chaves – Paróquia Nossa Senhora da Conceição (Igreja Matriz), Avenida Getúlio Vargas, 545, Centro.

Iconha – Escola Paulo Assis, Rua José de Paula Beiriz, 267, Morro do Paraíso
Vargem Alta, Câmara de Vereadores, na Rua Nelson Lírio, 77, Centro.

Rio Novo do Sul – Escritório itinerante com atendimento exclusivo com vans da Aderes

*Além dos escritórios fixos, vans circularão nas regiões centrais e interior dos quatro municípios atingidos.

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação da Sedes/Aderes/Ipem
Andreia Foeger / Roberto Riccio
(27) 3636-9707 – 99942-9537 / 3636-9708
[email protected]  / [email protected] 

Fonte: Governo ES

Comentários do Facebook
Continue lendo
Entretenimento36 minutos atrás

Cotada para a Cultura, Regina Duarte recebe quase R$ 7 mil de pensão militar

A atriz Regina Duarte, convidada para assumir a Secretaria Especial de Cultura, pelo presidente Jair Bolsonaro, recebe R$ 6.843,34 mensais...

Agricultura36 minutos atrás

Brasil e Índia firmam cooperação técnica em produção animal

Os governos do Brasil e da Índia firmaram neste sábado (25) declaração conjunta para cooperação na área de produção animal. O...

Economia36 minutos atrás

Operadoras fixam valores competitivos para planos de celular no litoral paulista

Consumidores do litoral paulista podem até ter menos opções do que aqueles que moram na região metropolitana ou mesmo no...

Internacional49 minutos atrás

Número de infectados por novo coronavírus chega a quase 1.300 na China

Autoridades do setor de saúde da China afirmam que o número de mortos por um novo tipo de coronavírus aumentou...

Nacional1 hora atrás

Vale considerava 7 barragens mais críticas que a de Brumadinho

arrow-options Divulgação/Prefeitura de Brumadinho Rompimento da barragem deixou centenas de mortos e desaparecidos em Brumadinho A barragem I da Mina...

São Mateus1 hora atrás

Casagrande: “Porto da PetroCity é estratégico para o Estado

Ao participar de uma solenidade em Jaguaré, no Norte do Estado, quando assinou, nesta sexta-feira (24), a ordem de serviço...

Nacional2 horas atrás

Mortes em decorrência das chuvas em Belo Horizonte e região chegam a 14

arrow-options Telmo Ferreira/Agência O Globo Maior parte das mortes ocorreram por deslizamentos de terra O Corpo de Bombeiros e a...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana