conecte-se conosco



Esportes

Ídolos do Inter doam 10 toneladas de alimentos em Porto Alegre

Publicado

em

.

Quando três ídolos e craques se reúnem, o torcedor sempre espera pelo golaço. D’Alessandro, Tinga e Dunga não decepcionaram a torcida e marcaram um de placa. Os ídolos do Internacional juntaram forças para doar 10 toneladas de alimentos para o Sacolão da Chácara, no bairro da Restinga, em Porto Alegre (RS). O montante foi distribuído para instituições a fim de ajudar famílias com dificuldades diante da pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Os alimentos foram arrecadados pelo trio em conjunto com o Ceasa de Porto Alegre. Dunga lançou com Tinga o “Desafio do Bem” para conseguir os donativos e D’Alessandro completou o time. Do trio, apenas o argentino ainda atua nos gramados brasileiros. Apesar de respeitar a quarentena, ele não deixa de trabalhar. Desde o início da pandemia,  o camisa 10 colorado vem divulgando em suas redes sociais vídeos e mensagens a favor do isolamento e apoiando seus seguidores na luta para frear a disseminação do coronavírus.

HEALTH-CORONAVIRUS/BRAZIL-ATHLETESHEALTH-CORONAVIRUS/BRAZIL-ATHLETES
D’Alessandro, Tinga e Dunga doaram os alimentos para o Sacolão da Chácara, no bairro da Restinga, em Porto Alegre (RS). – Reuters/Diego Varas/Direitos Reservados

 

Em um dos vídeos, D’Alessandro aparece junto a ícones do futebol sul-americano como Martin Palermo, Pablo Aimar, Fabián Ayala, Lucas Pratto e Diego Aguirre falando sobre a importância de todos ficarem em casa para evitar a propagação da doença. O próprio D’Alessandro também publicou outra gravação falando sobre o assunto.

“É um momento difícil, complicado para todos nós, Brasil e Argentina, meu país, e para o mundo todo por conta do coronavírus. A gente teve que parar de trabalhar, de fazer a nossa rotina, ter que ficar em casa e é o que a gente deve fazer. Nós temos a obrigação de fazer a coisa certa e a coisa certa são as indicações dos médicos, seguir as indicações dos profissionais que sabem o que está acontecendo, que sabem o que poderá vir daqui pra frente. Só nós podemos evitar que aumente, só nós podemos evitar que tenha menos gente doente, contagiada. Então fique em casa, volto a repetir, siga as indicações dos profissionais, liga a TV, vê como está acontecendo, como está aumentando em diferentes países. Nós somos encarregados de fazer a nossa parte”.

Ouça na Rádio Nacional

 

Ainda no embalo da quarentena, D’Alessandro lembrou que na última segunda-feira (06) foi o Dia Mundial da Atividade Física e destacoua, também em vídeo, a importância de não ficar parado mesmo em época de confinamento.

“Eu, como atleta, estou acostumado a desafios. Hoje queria desafiar todos vocês a fazer atividade física em casa. É importante nesse período de dificuldade mantermos a nossa rotina de exercícios e treinos em casa. É importante para a nossa saúde do corpo e da mente. Aceitam o desafio? Um abraço para todos. Fiquem bem e fiquem em casa”.

Em sua conta oficial no Instagram, D’Alessandro registrou a doação das 10 toneladas de alimentos e deu o recado: “Façam o bem, da forma que puderem, mas façam por quem precisa de ajuda”

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Comentários do Facebook

Esportes

Covid-19: sem vacina até dezembro, "não haverá Olimpíada", diz Conrado

Publicado

em


.

O presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), Mizael Conrado, entende que os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio (Japão), em 2021, estão comprometidos se a vacina contra o novo coronavírus (covid-19) não for aprovada até o fim deste ano. A pandemia sanitária já provocou o adiamento dos eventos, inicialmente previstos para 2020.

“Tenho observado (o cenário) com bastante preocupação e temos uma posição bem concreta. Basicamente, o que a gente entende é bastante simples e objetivo. Nosso entendimento é que se não houver uma vacina aprovada até dezembro deste ano, não haverá Jogos em 2021”, disse Conrado à Agência Brasil. “Digo isso não só com relação à Paralimpíada mas à Olimpíada também. Entendo que (a covid-19) é um problema de saúde pública e afeta toda a sociedade”, completou.

O adiamento dos Jogos foi anunciado pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) em 24 de março. Quatro dias antes, o dirigente do CPB havia declarado, ao site GloboEsporte.com, ser contrário à realização dos eventos em 2020, em meio à pandemia. A Olimpíada foi remarcada para ocorrer entre 23 de julho a 8 de agosto de 2021. Já a Paralimpíada será de 24 de agosto a 5 de setembro, também do ano que vem.

O presidente do COI, Thomas Bach admitiu, em entrevista à rede britânica BBC, que as disputas em Tóquio podem ser canceladas se a covid-19 não estiver controlada até lá. Discurso semelhante ao do mandatário do Comitê Organizador dos Jogos, Yoshiro Mori, que reconheceu, em declarações aos diários japoneses Nikkan Sports Kyodo News, a possibilidade de os eventos não ocorrerem.

Antes de a Olimpíada ter a data alterada, comitês olímpicos e paralímpicos pelo mundo chegaram a anunciar que não participaram dos eventos em razão do novo coronavírus – no dia 22 de março, o Canadá foi o primeiro a se manifestar nesse sentido. Perguntado pela Agência Brasil se o CPB pensa em adotar posição semelhante caso a Paralimpíada seja mantida para 2021 mesmo sem a vacina, Conrado afirmou que a entidade não discute essa possibilidade.

“Não pensamos nisso porque acreditamos muito na responsabilidade dos movimentos olímpico e paralímpico internacionais. Tenho absoluta certeza de que se houver qualquer risco à saúde dos atletas, as nossas organizações e representações internacionais adotarão as medidas necessárias para garantir a segurança”, acredita.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) rregistrou mais de 6,2 milhões de pessoas infectadas pelo novo coronavírus no mundo, e cerca de 376 mil mortes. Ainda não há uma vacina considerada eficaz contra a doença. Na última terça-feira (2), o Governo Federal anunciou a participação do Brasil numa iniciativa internacional para produção de vacina, medicamentos e diagnósticos, que reúne mais de 44 países, empresas e entidades internacionais, entre elas, a própria OMS.

 

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Comentários do Facebook
Continue lendo
Entretenimento1 minuto atrás

Lembra dela? Lady Lu fala de depressão e abstinência após relacionamento

Lady Lu, que foi uma das mulheres mais desejadas dos anos 1990, foi entrevistada pela jornalista Lisa Gomes em seu...

Nacional6 minutos atrás

SEST SENAT vai realizar testes rápidos da covid-19 em 30 mil trabalhadores do transporte

  No Espírito Santo os postos de vacinação vai acontecer em Cariacica e na Serra O SEST SENAT (Serviço Social...

Esportes10 minutos atrás

Covid-19: sem vacina até dezembro, "não haverá Olimpíada", diz Conrado

. O presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), Mizael Conrado, entende que os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio (Japão),...

Nacional11 minutos atrás

Protesto pela morte de garoto que caiu de prédio em Recife acontecerá amanhã (5)

Reprodução/Twitter Garoto foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos causados pela queda. Um protesto pela morte de Miguel Otávio Santana...

Entretenimento16 minutos atrás

Maitê Proença critica Bolsonaro e Ricardo Salles: “Só há plano para destruir”

Maitê Proença compartilhou as opiniões dela sobre o governo Bolsonaro . A atriz e ativista ambiental criticou em entrevista ao...

Nacional26 minutos atrás

Pandemia trará desordem social ao Brasil, prevê especialista em desigualdade

Pam Santos/@soupamsantos Manifestações contra ou a favor do governo já têm sido frequentes nas ruas de grandes cidades como São...

Política30 minutos atrás

Crimes Cibernéticos: CPI delibera agenda

. A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que apura crimes cibernéticos receberá, na próxima semana, o delegado responsável pela Delegacia...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!