conecte-se conosco


Ibama multa Vale por falta de estrutura no salvamento de animais em Brumadinho

Publicado

em


Cavalo é socorrido por bombeiros após tragédia com desabamento da barragem da Vale
Divulgação/ Corpo de Bombeiros de MG

Cavalo é socorrido por bombeiros após tragédia com desabamento da barragem da Vale


O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) aplicou novo auto de infração à mineradora Vale, responsável pela barragem da Mina Córrego do Feijão, que se rompeu no dia 25 de janeiro em Brumadinho, região metropolitana de Belo Horizonte. O órgão estabeleceu multa diária de R$ 100 mil até que seja executado de forma satisfatória o plano de salvamento de animais silvestres e domésticos.

Leia também: Minas e Energia abre processo para investigar tragédia de Brumadinho

O valor definido é o máximo previsto na legislação ambiental para o tipo de infração constatada. De acordo com o Ibama, a Vale havia sido notificada um dia após a tragédia para que iniciasse em até 24 horas a execução do plano de salvamento da fauna e passasse a entregar relatórios diários com informações sobre os animais resgatados. Para o Ibama, os documentos enviados pela empresa não atenderam integralmente as exigências estabelecidas.

Entre diversas medidas, o plano de salvamento prevê a instalação de hospital de campanha para reabilitação dos animais resgatados e de centro para triagem e abrigo.

Leia também: Inhotim reabre neste sábado e promete ajudar na recuperação de Brumadinho

“Em vistorias, agentes ambientais constataram atraso na realização das obras”, disse o Ibama em nota.

 Este é o sexto auto de infração aplicado pelo Ibama após o rompimento da barragem . Nos cinco primeiros, as multas somaram R$ 250 milhões, e  a mineradora foi punida por causar poluição que possa resultar em danos à saúde humana; tornar área urbana ou rural imprópria para a ocupação humana; causar poluição hídrica que torne necessária a interrupção do abastecimento de água; provocar o perecimento de espécimes da biodiversidade; e por lançar rejeitos de mineração em recursos hídricos.

 Outra multa, no valor de R$ 99 milhões, foi aplicada à empresa pela Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais (Semad).

 Em outro caso de rompimento de barragem, ocorrido em novembro de 2015 no município de Mariana, também em Minas Gerais, os órgãos ambientais têm tido dificuldades para fazer com que a mineradora responsável, Samarco, efetue os pagamentos . Nesse caso, a soma das multas impostas pelo Ibama e pela Semad chega a R$ 656,5 milhões. Passados mais de três anos, o montante quitado pela Samarco não supera 7% do total. O instituto trabalha para que o mesmo não aconteça nas punições à Vale .

*Com Agência Brasil

Comentários do Facebook
publicidade

Entretenimento

“Lembro mais dos Corvos” é filme-relato das dores e desejos de uma mulher trans

Publicado

em

Quem tem dúvidas do vigor do cinema independente brasileiro precisa assistir “Lembro Mais dos Corvos”, um filme testamento de uma atriz maiúscula que sabe se fazer vulnerável, mas também se impor diante do olhar da audiência. A atriz em questão é Julia Katharine, mulher trans que abre o filme de Gustavo Vinagre lembrando da relação abusiva que teve com um tio avô quando tinha menos de dez anos de idade. “Ele foi o primeiro a me ver como menina”, relembra com afeto inconvicto.

Leia também: “Bohemian Rhapsody” se fia na força do Queen para quebrar a banca no Oscar



Divulgação

“Lembro mais dos Corvos”

É um relato difícil, que Julia observa estar “com dificuldades para entrar na história” mais de uma vez e um posicionamento corajoso de um filme que pretende desmistificar a mulher trans, mas que não deixa de objetifica-la para fazê-lo. Julia é uma mulher–objeto, mas não necessariamente por ser uma mulher trans, algo que fica claro para a audiência pelas escolhas de Vinagre e pela própria abertura de “ Lembro Mais dos Corvos ”, que evita que esse relato em particular defina sua personagem.

Leia também: Comédia afetuosa, “As Ineses” reverencia grandes filmes italianos dos anos 60

A flor do meu segredo 

O filme se notabiliza por ser em 1ª pessoa, há intervenções pontuais da realização para recompor o raciocínio da personagem, e pelo espaço dado ao improviso. Essa linha afrouxada favorece uma dinâmica entre a ficção e o documental. A cinefilia de Julia é algo que chama a atenção. A própria admite que a descoberta do cinema a ajudou a lidar com a depressão.

“Quero ser diretora”, observa Julia em um dado momento, “e só vou fazer comédias românticas para compensar toda a minha carência afetiva”. Curiosamente, o curta “Tea for Two”, seu primeiro trabalho como diretora e que acompanha o filme em seu lançamento comercial, não é uma comédia romântica. Em outro momento, a atriz diz que até tentou, “mas que não conseguiria ser puta” pois se apaixona rápido demais”.

Julia Katharine  se expõe com coragem e desprendimento e sua capacidade de raciocínio e de se autoanalisar não só encantam o público como contribuem para que a experiência proposta pelo filme, e o debate intrínseco a ela, sejam mais avolumados e perenes.

Leia também: “Minha Fama de Mau” faz retrato bonzinho de Erasmo Carlos

“Lembro mais dos Corvos”  é um filme que recebe a tristeza e as frustrações com ternura, que olha para o sexo com genuíno esforço de compreensão e que encontra em uma mulher que “só quer fazer filmes para ganhar  prêmios ” uma figura apaixonante.      

Fonte: IG Gente
Comentários do Facebook
Continue lendo

Votação

O eleitor mateense tem até 07 de março de 2019, a chance de indicar espontaneamente, o que pode ser no futuro o PREFEITO do Município. Escolha entre esses candidatos apresentados:

Entretenimento1 hora atrás

“Lembro mais dos Corvos” é filme-relato das dores e desejos de uma mulher trans

Quem tem dúvidas do vigor do cinema independente brasileiro precisa assistir “Lembro Mais dos Corvos”, um filme testamento de uma...

Entretenimento1 hora atrás

Sob escrutínio racial, “Green Book” quer ser “A Forma da Água” do Oscar 2019

Pode não parecer, mas “Green Book: O Guia” é o filme que despertou mais polêmica nessa temporada de premiações. O...

Entretenimento1 hora atrás

“Todos Já Sabem” é melodrama poderoso com inspirada trinca de atores

O cinema de Asghar Farhadi (“A Separação”, “O Passado” ) é pautado pelo interesse quase que antropológico de observar o...

Esportes3 horas atrás

Ver o futebol brasileiro virou motivo para castigo e tortura

– Filho, você está de castigo . Quem mandou tacar fogo no lixo. Isso não se faz. E outra coisa:...

Entretenimento5 horas atrás

Realeza negra? Meghan Markle aparece como rainha em vídeo de Beyoncé

Aconteceu nesta quarta-feira (20) o prêmio Brit Awards, em Londres. Beyoncé e Jay-Z não puderam comparecer ao evento, porém, foram...

Esportes6 horas atrás

Corinthians vira sobre o Avenida-RS e se classifica na Copa do Brasil

Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians Timão sofreu, mas conseguiu virar nos últimos minutos, contra o Avenida-RS e vencer por...

Esportes6 horas atrás

Em jogo de viradas, City vence o Schalke; Atlético faz 2 a 0 na Juventus

Reprodução Sterling marcou o último gol contra o Schalke 04, sem auxílio do VAR Na rodada das oitavas de final...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana