conecte-se conosco



Saúde

Hospitais de campanha do Rio de Janeiro serão entregues, diz Witzel

Publicado

em


.

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, anunciou no fim da tarde de hoje (23), por meio de sua conta no Twitter, que todos os hospitais de campanha previstos para serem construídos no estado para combater a pandemia de covid-19 serão entregues.

“Todos os hospitais de campanha serão entregues. Junto com o comitê de especialistas e o secretário de Saúde, Fernando Ferry, ratificamos a preocupação com a segunda onda da doença. Estamos seguros sobre o atendimento às pessoas e garantiremos a retomada da atividade econômica”, disse o governador em sua rede social.

Witzel falou também sobre Campos dos Goytacazes, onde está prevista uma unidade de campanha.

Acabei de falar com o prefeito de Campos, Rafael Diniz, e o tranquilizei sobre a entrega do hospital de campanha da cidade. Há muitas dificuldades a serem enfrentadas para que, no menor prazo possível, tudo esteja pronto e operando. Vamos vencer. Seguimos firmes”.

Atrasos

Após atrasos na entrega de unidades contratados pelo governo com o Instituto de Atenção Básica e Atenção à Saúde (Iabas), o secretário Ferry deu entrevistas em que cogitou a possibilidade de cancelar a construção de parte deles, pois a curva de contágio estaria desacelerando no estado e, por isso, não teria mais necessidade dos hospitais emergenciais.

Na quinta-feira (21), a Secretaria de Estado de Saúde (SES) informou datas até o dia 18 de junho para o instituto entregar as sete unidades que faltam. As obras foram iniciadas no dia 30 de março e, a princípio, deveriam ser entregues ainda em abril.

As datas limites são:

27/05 – São Gonçalo

29/05 – Nova Iguaçu

01/06 – Duque de Caxias

07/06 – Nova Friburgo

12/06 – Campos dos Goytacazes

18/06 – Casimiro de Abreu

Iabas

Após as declarações do secretário, o Iabas enviou nota ontem (22). O instituto não respondeu se foi notificado de qualquer decisão por parte da SES, mas informou estar “feliz” com a decisão de suspender a construção caso as unidades não sejam mais necessárias por estar havendo um controle da pandemia.

“Considerando que o principal objetivo do Iabas, na operação dos hospitais de campanha, é salvar vidas, caso as curvas de incidência da covid-19 venham determinar  a possibilidade técnica da descontinuidade da implantação dessas unidades, afirmamos, muito sinceramente, que estaremos felizes em paralisar nossas operações, uma vez que tal circunstância se dará mediante o término do risco de colapso da rede pública hospitalar como consequência do encerramento da doença no estado, o que todos almejamos”.

O instituto disse também que está disponível “para encontrar uma solução que atenda os interesses do Iabas e também os interesses do Estado do Rio de Janeiro“.

Edição: Maria Claudia

Fonte: EBC Saúde

Comentários do Facebook

Saúde

Crivella defende volta à normalidade, após 70 dias de isolamento

Publicado

em


.

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, disse hoje (5) que, depois de quase 70 dias de afastamento social devido à pandemia de covid-19, “é um imperativo as atividades voltarem”. Ele falou com a imprensa após inaugurar um deck revitalizado na Lagoa Rodrigo de Freitas. Segundo Crivella, o número de óbitos na cidade diminuiu.

“O número de óbitos hoje [incluindo todas as causas], está em torno de 240 óbitos por dia. O histórico é 180, nós já tivemos 350, 370, 380 óbitos por dia, quando a nossa média é essa, 170, 180. Mas caiu, desceram muito. Esses 240 óbitos que tivemos esta semana, se você for olhar, coronavírus e suspeitos são menos do que outras comorbidades. Se você for ver, pessoas estão morrendo de enfarto, AVC, doenças infecciosas, câncer, porque se afastaram do tratamento, dos exames”.

Dados do Sistema Infogripe, da Fiocruz, mostram que as mortes por Síndrome respiratória aguda grave (Srag), um indicativo de covid-19, continuam muito acima da média para a doença no estado. Para a semana epidemiológica 22, que corresponde à semana passada, foram estimados 86 óbitos, com dados ainda em atualização que podem chegar a 182. Na semana anterior foram 229. Na semana epidemiológica 22 de 2019 foram 15 mortes por Srag.

Semana epidemiológica 19, de 3 a 9 de maio, o estado do Rio de Janeiro teve 428 óbitos por Srag. Na semana correspondente no ano passado foram 21. O estado do Rio de Janeiro aparece como tendo uma temporada muito elevada de síndrome respiratória grave este ano. Para o panorama de país, o Infogripe mostra que praticamente todos os testes que deram positivo em pacientes com Srag tiveram Sars-CoV-2.

Pelos registros de óbitos do Portal da Transparência dos cartórios, a cidade do Rio de Janeiro teve um pico de 161 mortes confirmadas ou suspeitas de covid-19 no dia 30 de abril e outro de 149 no dia 10 de maio. Na sexta-feira passada (29), foram 98 mortes pela doença. Os dados são atualizados em tempo real, de acordo com os registros de óbito feitos nos cartórios, portanto os últimos dias podem sofrer alterações.

Mesmo com os números ainda elevados, o prefeito defendeu o plano de reabertura da economia e das atividades na cidade.

“Eu peço a compreensão de todos, é assim que ocorreu em outros países. Todos os nossos parâmetros estão sendo medidos dia a dia. Se por acaso tivermos um efeito colateral não previsto ou alguma coisa que não esteja de acordo com o planejamento, nós voltamos atrás, sem problema nenhum, voltamos a fechar, voltamos a fazer o afastamento social nos níveis que eram antes. Essas seis fases são bem devagarzinho. Por exemplo, comércio, que foi a área mais afetada, nessa semana só abriram as agências de automóveis e as lojas de móveis, que são espaços enormes, onde entram pouca gente, que normalmente não têm aglomeração”.

Para a presidente da Fiocruz, Nísia Trindade, ainda não é o momento de relaxar as medidas restritivas na cidade, já que há locais muito vulneráveis, como as favelas, e a doença está avançando para o interior do país.

Edição: Valéria Aguiar

Fonte: EBC Saúde

Comentários do Facebook
Continue lendo
Nacional4 minutos atrás

No Piauí, mulher de 101 anos vence a Covid-19

Divulgação/Hospital Regional Justino Luz Francisca Carvalho Silva venceu a Covid-19 e emocionou funcionários A Covid-19 representa um desafio ainda maior...

Regional4 minutos atrás

Mais uma carga de cerveja é apreendida pela PRF em Linhares

  . A Polícia Rodoviária Federal apreendeu um caminhão que transportava engradados de cervejas e refrigerantes sem nota fiscal. O flagrante...

Policial9 minutos atrás

Militares da 14ª Companhia Independente apreendem entorpecentes na Serra

. Na manhã desta sexta-feira (05), militares da 14ª Companhia Independente realizaram a apreensão de entorpecentes na região de Jacaraipe,...

Economia9 minutos atrás

Nordeste vai ao STF pedir volta de recursos do Bolsa Família

Os estados do Nordeste recorreram ao Supremo Tribunal Federal ( STF ) para pedir que o governo federal suspenda o...

Política9 minutos atrás

“Nos acusa e nunca provou, agora há provas contra ela”, diz Eduardo sobre Joice

Geraldo Magela/ Agência Senado Carla Zambelli na CPMI das Fake News Após a deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) ter sido...

Nacional23 minutos atrás

Mãe se revolta e esfaqueia órgão genital de suspeito de estupro

  Mulher afirmou que foi até a casa do suspeito e o esfaqueou após descobrir que a filha havia sido...

Nacional29 minutos atrás

São Paulo dobrou número de leitos de UTI desde o início da pandemia, diz governo

Reprodução Twitter Respiradores são fundamentais para a habilitação de novos leitos de UTI O Governador João Doria confirmou nesta sexta-feira...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!