conecte-se conosco



Estadual

Homenageados na Ales motoristas de ambulância

Publicado

em

Condutores de ambulância que atuam no Espírito Santo foram homenageados pela Assembleia Legislativa na noite de terça-feira (8) em comemoração ao Dia do Motorista de Ambulância, celebrado no País e no Espírito Santo (Lei 10.237/2014) em 10 de outubro. 
Houve a entrega de placas e de certificados pelo parlamento estadual. Ao todo, 40 pessoas foram contempladas. 

Um dos homenageados foi José Carlos Agnano, hoje aposentado e ex-servidor do Ministério da Saúde, tendo trabalhado durante 35 anos nos hospitais São Lucas e Antônio Bezerra de Farias. 

Para Agnano, algumas condições de trabalho melhoraram, enquanto outras se tornaram mais difíceis para os condutores de ambulância ao longo das décadas. “Um aspecto positivo são os veículos atuais, bem equipados, bem diferentes das antigas Veraneios (Chevrolet), que não tinham quase nenhum conforto. Mas por outro lado temos o trânsito que piorou muito e que está cada vez mais tenso”, afirmou. 

Segundo o ex-servidor, outro fator negativo está relacionado à questão salarial: em sua opinião, os profissionais da categoria deveriam ser mais valorizados, dada a responsabilidade de conduzir pessoas doentes e com risco de morte. 

“Os condutores trabalham muito, e ganham pouco. Há uma luta por melhores salários em todo o país, mas já estou aposentado e isso ainda não aconteceu”, lamentou. 

Pedro Paulo Moreira, condutor de ambulância da Prefeitura de Divino de São Lourenço, na região do Caparaó, também veio à Assembleia Legislativa receber a homenagem. 

Ele relatou que o cotidiano de quem atua na profissão é tenso, já que correm contra o tempo para salvar vidas. “Muitas vezes saio cedo de casa e não tenho hora para voltar”, contou. 

Entre as situações inusitadas que já teve de enfrentar, ele citou um parto que teve de fazer, pois a gestante deu à luz antes de chegar ao hospital. 
“Fico feliz por ter conduzido muitas grávidas; nesses 10 anos em que trabalho como condutor (de ambulâncias) já conduzi mais de 400 grávidas em trabalho de parto”, afirmou. 

O presidente da Comissão de Saúde, deputado Doutor Hércules (MDB), também foi homenageado. Ele foi motorista de ambulância em Cachoeiro de Itapemirim antes de se formar em medicina e em advocacia e de entrar na política.

Dr. Hércules mostrou a carteira profissional assinada como condutor de ambulância e disse que se orgulha do passado, onde atuou também em serviços de limpeza em hospitais. 

“Antigamente éramos chamados de motoristas, mas hoje há uma denominação mais apropriada que é a de condutor de ambulância; motorista leva qualquer coisa, mas o de ambulância conduz vida, esse bem precioso”, disse o deputado. 

O proponente da sessão solene, deputado Renzo Vasconcelos (Progressistas), destacou o trabalho dos condutores de ambulância: “Esses profissionais acordam cedo, enfrentam muito estresse no trânsito e têm um expediente com muitos imprevistos; precisamos valorizar mais os condutores de ambulância”, disse. 

A solenidade foi prestigiada por um terço do Parlamento estadual e registrou as presenças dos seguintes deputados: Renzo Vasconcelos (Progressistas); Dr. Emílio Mameri (PSDB); Luciano Machado (PV); Raquel Lessa (Pros); Doutor Hércules (MDB); Delegado Danilo Bahiense, Capitão Assumção, Torino Marques e Coronel Alexandre Quintino, todos do PSL; e Rafael Favatto (Patri). 

Homenageados com placa

  • Alessandro Barros Gomes
  • Deputado Doutor Hércules 
  • Elias Fernando Mendes de Araújo
  • João Alberto Serafini
  • José Carlos Agnano
  • Leandro Gomes dos Santos                                   
  • Varly Queiroz 
  • Waldemar José de Barros

Homenageados com certificados

  • Aderbal de Souza Filho
  • Augustinho Alcantara do Nascimento
  • Benedito Jairo Siqueira Manga,
  • Carlos Henrique Mavega
  • Cristiano Alves
  • Daniel Amorim Nascimento
  • Edmar Bueno Vitório
  • Edson Anholeti Lovatti
  • Edson Conrado da Silva
  • Eliezer Soares Souza
  • Evandro Marcolan
  • Fabrício Carlos Nepomuceno
  • Ivan Alves dos Santos
  • Jaciglei Santos Costa
  • Jeferson Mariano Bono
  • Jorge Dias Rodrigues
  • Jorge Fernandes Trancoso
  • José Amarildo De Souza Cabral
  • José Fernando Gonçalves
  • Josimar Sérvio Sarmento
  • Juares Barbosa Firme
  • Marcos Paulo Stoff
  • Pedro Paulo Moreira
  • Pedro Teodoro Sobrinho
  • Renato Borges Machado
  • Robson Luiz de Oliveira
  • Rodrigo Terra
  • Samuel Batista de Souza
  • Sargento Alecsandro Coutinho de Sousa
  • Sérgio Gomes de Souza
  • Silvio Carlos Morais Lyra 
  • Tomas Alva Edson

Comentários do Facebook

Estadual

Concessionária de energia é condenada a indenizar consumidor que sofreu com apagão em casa

Publicado

em


.

Segundo os autos, a falha no serviço durou 48 horas e prejudicou o autor, que tem uma filha recém-nascida e um irmão com deficiência.

O juiz titular da Vara Única de Águia Branca julgou parcialmente procedentes os pedidos formulados por um homem que sofreu com um repentino apagão em sua residência pelo período de 48 horas.

A parte requerente narrou que não possui débitos com a concessionária de energia e acredita que houve a interrupção do fornecimento de energia elétrica em razão da queima de componentes devido à sobrecarga de fios entrelaçados e velhos.

O autor afirmou ter sido prejudicado pela falha da requerida, uma vez que tem uma filha recém-nascida em casa, além de um irmão com deficiência.

A ré, em defesa, contestou a ação, sustentando que após reclamação, restabeleceu a energia no mesmo dia, o que não condiz com o período alegado pelo autor. Da mesma maneira, aduziu que não há qualquer indício ou evidência de falha na prestação dos serviços, tampouco a ocorrência de ato ilegítimo.

Ao examinar o processo, o magistrado verificou que foram coletados depoimentos testemunhais de vizinhos que sofreram com o mesmo problema, pelo período de 48 horas, fato comum em tempos de chuva e ventania na região, segundo eles.

“[…] verifica-se do depoimento de duas testemunhas que residem próximo à residência do autor que sofreram com os mesmos problemas de falta fornecimento de energia elétrica, que este ocorre, provavelmente, em decorrência da chuva e da ventania e que é de praxe a demora da Requerida em religar a luz, lesando todos os residentes da região […]”.

A partir do conjunto probatório, o juiz entendeu que houve falha no fornecimento do serviço prestado pela concessionária, devendo esta ser condenada pelos prejuízos causados à parte autora. “Com efeito, resta evidenciada a falha na prestação de serviço e, consequentemente, a responsabilidade objetiva da ré, devendo responder pelos prejuízos causados ao autor, cabendo ainda mencionar que a requerida não logrou êxito em apresentar nenhum elemento que pudesse romper o nexo causal (caso fortuito ou força maior), não se desincumbindo de seu ônus probatório”, concluiu em sua decisão.

O magistrado da Vara Única de Águia Branca estabeleceu o valor de R$2 mil, a título de danos morais, ao consumidor.

Processo nº 5000274-73.2018.8.08.0057

Vitória, 01 de julho de 2020

 

Informações à Imprensa

Assessoria de Imprensa e Comunicação Social do TJES
Texto: Isabella de Paula | [email protected]

Maira Ferreira
Assessora de Comunicação do TJES

[email protected]
www.tjes.jus.br

Fonte: TJES

Comentários do Facebook
Continue lendo
Nacional60 minutos atrás

Temperaturas despencam e ficam abaixo dos 10ºC em São Paulo

Rovena Rosa/Agência Brasil Previsão do tempo para São Paulo é de dia frio Tempo limpo e sem preivsão de chuvas durante...

Esportes5 horas atrás

Flamengo e Botafogo avançam às semifinais da Taça Rio

. Flamengo e Botafogo garantiram a classificação para as semifinais da Taça Rio (2º turno do Campeonato Estadual do Rio...

Nacional6 horas atrás

“Caipirinha”: Família contesta leilão judicial de obra de Tarsila do Amaral

Romulo Fialdini/ Reprodução Enciclopédia Itaú Cultural O quadro Caipirinha (1923) de Tarsila do Amaral; Dono está envolvido na operação Lava...

Estadual7 horas atrás

Concessionária de energia é condenada a indenizar consumidor que sofreu com apagão em casa

. Segundo os autos, a falha no serviço durou 48 horas e prejudicou o autor, que tem uma filha recém-nascida...

Estadual7 horas atrás

Emes abre as inscrições para curso ao vivo sobre prescrição e decadência

. A capacitação visa à melhoria da prestação jurisdicional. ​O promotor de Justiça do Ministério Público do Estado da Bahia...

Estadual7 horas atrás

Comissão Gestora do Nugep se reuniu por videoconferência nesta terça-feira (30/6)

. A Comissão realizou a primeira reunião sob a atual gestão. ​Nesta terça-feira (30/6), a Comissão Gestora do Núcleo de...

Estadual7 horas atrás

Poder Judiciário retoma expansão da implantação do SEEU no Espírito Santo

. Ao todo 9.388 processos devem ser digitalizados, cadastrados e migrados para a plataforma. O Poder Judiciário Estadual retomou a...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!