conecte-se conosco



Estadual

Homem é preso suspeito de invadir casa e abusar de ex-companheira no interior do ES

Publicado

em

De acordo com a delegada responsável pelo caso, o suspeito agiu com violência; ele foi preso nesta quinta-feira em Domingos Martins

Um homem de 37 anos foi preso nesta quinta-feira (26) suspeito de invadir a casa da ex-companheira, uma mulher de 32 anos, e abusado sexualmente dela. 

Segundo a polícia, o caso aconteceu em Venda Nova do Imigrante, em janeiro, mas só agora o suspeito foi preso, na localidade de Aracê, em Domingos Martins.

De acordo com a delegada Lorena Robaldo, titular da Delegacia da Mulher, o homem agiu com violência. “Ele estava usando uma touca quando invadiu a casa dela durante a madrugada, a sufocou e a estuprou”, disse.

Segundo a vítima, o relacionamento havia terminado oito meses antes do fato. “Ele descobriu que ela estava saindo com outra pessoa. Eles moraram juntos por 11 anos e ele é o pai dos filhos dela”, revelou a delegada.

A ação contou com apoio da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da 11ª Regional de Venda Nova do Imigrante. Após os procedimentos, o detido foi encaminhado ao Centro de Triagem de Viana (CTV).


(*Folha Vitória)

Comentários do Facebook

Estadual

MPF chama dados de UTI do ES de enganosos e entra com ação na Justiça

Publicado

em

 

Ação refere-se à página coronavirus.es.gov.br, onde é divulgada a quantidade de leitos disponíveis. Segundo o órgão, dados levam em conta leitos infantis e sem condições de funcionamento, ‘mascarando’ a situação.

O Ministério Público Federal no Espírito Santo (MPF-ES) ajuizou ação civil pública para obrigar o Governo do Espírito Santo a promover a efetiva transparência sobre a quantidade de leitos de UTI disponíveis para pacientes com Covid-19. Para o órgão, os dados divulgados pelo Estado na internet “são enganosos”.
Na ação, o MPF-ES diz que o governo também deverá apresentar um plano de estratégia de remanejamento de pacientes para quando houver saturação de leitos de UTI.
Deverão ser estabelecidas regras claras, que determinem soluções rápidas, caso algum hospital não possa receber pacientes.
O MPF pede que as medidas sejam adotadas em até 24 horas, sob pena de multa diária de R$ 10 mil por item não atendido.
Procurada a Procuradoria-Geral do Estado disse que ainda não foi oficialmente notificada.
A ação refere-se à página coronavirus.es.gov.br, criada pelo governo do estado, em que constam dados sobre a ocupação de leitos no estado, com detalhamento por região de saúde e por hospital.
Página mostra ocupação de leitos no ES — Foto: Reprodução
De acordo com o MPF, essas informações estão incorretas e pautando estratégias de saúde pública igualmente equivocadas, já que a taxa de ocupação de leitos é um dos índices usados pelo governo na Matriz de Risco, que determina medidas a serem adotadas nos municípios contra o coronavírus.
Segundo a ação, já houve registro de recusa de pacientes em leitos de UTI específicos para Covid-19 de alguns hospitais quando a plataforma ainda indicava a existência de vagas.
Um exemplo, segundo o MPF, aconteceu no dia 21 de maio, quando o município de Guaçuí registrou duas mortes por Covid-19 de pacientes que deixaram ser atendidas na Santa Casa de Misericórdia de Cachoeiro de Itapemirim.
Questionada pelo MPF, a Santa Casa de Misericórdia de Cachoeiro de Itapemirim confirmou que naquele dia foram negadas vagas de UTI a oito pacientes de municípios do Sul do estado, entre eles, as duas pacientes que vieram a falecer.
No mesmo dia, os dados disponibilizados pelo governo mostravam que o índice de ocupação de leitos de UTI Covid-19 no Sul do estado era de apenas 59,32%.
O MPF ainda acusa o governo de contabilizar no portal leitos sem condições de funcionamento (por falta de EPI) ou leitos que não são destinados ao atendimento de pacientes adultos.
Para o MPF, o confronto dessas e de outras informações evidencia que, se não são falsos, os dados no portal são, ao menos, enganosos, criando a falsa percepção de que há leitos de UTI prontos para a internação de pacientes de Covid-19.
O órgão acredita que esse “mascaramento” da situação tem sido fator preponderante para a flexibilização das medidas de distanciamento social.
Mesmo nos municípios de maior risco, o comércio de rua funciona de forma alternada e os shoppings foram autorizados a reabrir.
A ação civil pública 5003268-13.2020.4.02.5002 é assinada pela procuradora da República em Cachoeiro de Itapemirim, Renata Maia Albani, e pelos procuradores da República Elisandra de Oliveira Olímpio, Alexandre Senra, Edmar Gomes Machado, Paulo Guaresqui, Malê de Aragão Frazão e Paulo Henrique Trazzi.

Comentários do Facebook
Continue lendo
Nacional11 minutos atrás

Anonymous divulga supostas doações a Malafaia sem repasse para igreja

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil – 25.6.2015 Pastor Silas Malafaia chamou grupo Anonymous de “canalhas” A conta do Twitter An0nCyber, que...

Esportes16 minutos atrás

Elite mundial do Tiro com Arco Recurvo disputa torneio virtual

. A Federação Internacional de Tiro com Arco decidiu inovar. E para movimentar os atletas, mesmo durante a pandemia da...

Policial36 minutos atrás

2º Batalhão divulga balanço das operações de fiscalização realizadas durante  a pandemia do Covid-19 em municípios de São Gabriel da Palha e Vila Valério 

.   A Polícia Militar, por meio da 3ª Cia/2º BPM, organização militar responsável pelo policiamento nas cidades de São...

Entretenimento46 minutos atrás

Tiago Abravanel posa com o marido durante isolamento: “Eu nunca escondi”

O cantor Tiago Abravanel está junto com o marido  Fernando Poli  há cinco anos, mas faz pouco tempo que ele passou...

Policial51 minutos atrás

9º Batalhão mantém resultados positivos no mês de maio  

. O 9º Batalhão divulga nesta sexta-feira (05), os resultados operacionais alcançados no mês de maio em toda área da...

Política56 minutos atrás

Atraso em boletins dos dados da Covid-19 foi ordem de Bolsonaro, afirma jornal

Marcos Corrêa/PR Ordem para atrasar divulgação partiu do presidente Desde a última quarta-feira (3), quem acompanha as divulgações do Ministério...

Política56 minutos atrás

Lei publicada fortalece agricultura familiar

. Começa a valer a partir desta sexta-feira (5) a Lei 11.137, que cria o Programa Estadual de Alimentação Social...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!