conecte-se conosco



Economia

Guedes indica redução do PIB para 1,5% e dispara: “Estamos no fundo do poço”

Publicado

em


ministro da Economia, Paulo Guedes
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL

Para Paulo Guedes, futuro da economia brasileira está nas mãos do Congresso Nacional


O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta terça-feira (14) que as projeções para o crescimento da economia brasileira neste ano serão reduzidas pelo governo. Em audiência na Comissão Mista de Orçamento do Congresso Nacional (CMO)
, ele disse que o País está “no fundo do poço”.

Segundo Guedes
, a estimativa de alta do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro será reduzida a 1,5%. No ano passado, quando o governo do ex-presidente Michel Temer (MDB)  enviou o Orçamento de 2019 ao Congresso Nacional, a projeção era de crescimento de 2,5%.

Em março, já sob o comando da gestão de Jair Bolsonaro
(PSL), a alta do PIB
de 2019 havia sido revisada para 2,2%, chegando a 1,5% neste mês. “Vocês vão ver que o crescimento, que era de 2% quando eles fizeram as primeiras simulações, já caiu para 1,5%. Quando cai para 1,5%, as receitas são menores ainda, e aí já começam os planejamentos de contingenciamentos de verbas. Já começam as trajetórias futuras de despesas a serem apertadas”, afirmou o ministro. 

Nesta segunda-feira (13), o Boletim Focus, divulgado semanalmente pelo Banco Central (BC) com dados de análises do mercado financeiro, estimou que o PIB brasileiro
seja de 1,45% no final deste ano
.

Para Guedes
, cabe ao Congresso brasileiro tirar o País dessa situação. “Independente de o mercado querer que as coisas aconteçam rapidamente, a nossa realidade é que nós estamos no fundo do poço”, afirmou.  “Então, não adianta achar que nós vamos crescer por fora, que vamos crescer 3%. Não é a nossa realidade. A nossa realidade é o seguinte: estamos lá no fundo. Agora, está nas mãos da Casa [Congresso Nacional] nos tirar do fundo do poço, com esse equacionamento fiscal”, reforçou o ministro. 

Comentários do Facebook

Economia

Receita prorroga suspensão de cobranças até 30 de junho

Publicado

em

 

 

 
receita
Agência Brasil/Reprodução

A suspensão das cobranças e da apresentação de documentos originais faz parte de um pacote de ações anunciado no fim de março

Os contribuintes que devem ao Fisco ganharam mais um mês para se defenderem. A Receita Federal prorrogou a suspensão das ações de cobrança até 30 de junho. O prazo foi estendido em um mês por causa do agravamento da pandemia do novo coronavírus.

Leia mais: Caixa deu R$ 6,3 bilhões em crédito para microempresas na pandemia

O Fisco também prorrogou , para o dia 30 deste mês, o prazo para que o contribuinte possa apresentar cópias físicas ou digitais de documentos. A exigência de apresentação dos papéis originais entraria em vigor hoje (1º), mas também foi adiada por causa da Covid-19.

A suspensão das cobranças e da apresentação de documentos originais faz parte de um pacote de ações anunciado no fim de março, assim que o governo tomou as primeiras medidas de enfrentamento à pandemia. A medida tem o objetivo de diminuir aglomerações nas unidades da Receita Federal, diminuindo o risco de contágio.

Procedimentos administrativos

Além das cobranças, tiveram a suspensão prorrogada até o dia 30 os seguintes procedimentos administrativos: emissão eletrônica automatizada de aviso de cobrança e intimação para pagamento de tributos, notificação de lançamento da malha fiscal da pessoa física, exclusão de contribuinte de parcelamento por inadimplência, registro de pendência de regularização no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) e no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) motivado por ausência de declaração.

O atendimento presencial nas unidades da Receita fica restrito até 30 de junho. O contribuinte deverá agendar previamente as visitas para os seguintes serviços: regularização de CPF; cópia de documentos relativos à Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (DIRPF) e à Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte (Dirf); parcelamentos e reparcelamentos não disponíveis na internet e emissão de procurações e de protocolos de retificações de pagamento, de CNPJ e de análise e liberação de certidões.

Diligências

Em relação aos documentos, uma instrução normativa estabelece que caberá aos servidores da Receita, durante o período de pandemia, verificar a autenticidade das cópias nos órgãos responsáveis pela emissão de cada documento. Caso seja necessário, o Fisco pode fazer diligências para confirmar a veracidade das informações prestadas.

O contribuinte pode consultar a página da Receita Federal na internet para verificar os canais de atendimento para cada tipo de serviço. Alguns serviços estão disponíveis para entrega de documentos em cópia simples, definidos pelas superintendências de cada jurisdição.


Fonte: IG ECONOMIA

Comentários do Facebook
Continue lendo
Policial2 minutos atrás

Drogas são localizadas em Guarapari com apoio do cão policial Mike

. Na tarde de segunda-feira (1º) policiais militares do 10º Batalhão apreenderam drogas, no bairro Ipiranga, em Guarapari. A ação...

Polícia Federal2 minutos atrás

Polícia Federal deflagra 2ª fase da Operação Ataque Furtivo

. São Paulo – A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (2/6) a segunda fase da Operação ATAQUE FURTIVO, que tem...

Internacional12 minutos atrás

Covid-19: França sai aos poucos do confinamento social

. A França dará hoje (2) mais um passo rumo ao desconfinamento social. Salas de espetáculos, ginásios e restaurantes passam...

Internacional12 minutos atrás

Trump gera revolta ao ameaçar usar o exército e 5 policiais são baleados

Reprodução Fox News Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fez pronunciamento segurando uma bíblia em frente à uma igreja O...

Mulher17 minutos atrás

Mãe dá à luz em casa e transmite parto ao vivo no Instagram

No domingo (31), a empresária Emma Isaacs deu à luz seu sexto filho em casa. O bebê nasceu em uma...

Policial17 minutos atrás

Polícia Militar prende armas e drogas em Viana

. Policiais militares da 11ª Companhia Independente, em duas operações realizadas na noite desta segunda-feira (1º), nos bairros Soteco e...

Entretenimento22 minutos atrás

Thiago Salvático, suposto namorado de Gugu, desiste de briga pela herança

Mais um capítulo da briga pela herança de Gugu Liberato se encerra. O chefe de cozinha e empresário Thiago Salvático...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!