conecte-se conosco


Saúde

Governo diz que 17% das vagas do Mais Médicos ainda não foram preenchidas

Publicado

em


Inscritos no Mais Médicos tinham a partir do dia 7 para comparecer nos municípios escolhidos
Divulgação/ Ministério da Saúde
Inscritos no Mais Médicos tinham a partir do dia 7 para comparecer nos municípios escolhidos

O último balanço do programa Mais Médicos , divulgado nesta sexta-feira (11)pelo Ministério da Saúde, aponta que das 8.517 vagas abertas após a saída dos médico cubanos  1.462 ainda não foram preenchidas, número representa 17,2% dos postos de trabalho.

Na quinta-feira (10), o prazo para que médicos brasileiros com registro profissional no país se apresentassem nos locais onde escolheram atuar terminou. Nesta fase dos novos editais do Mais Médicos, dos 1.707 que se inscreveram nesta etapa
de seleção, 1.087 compareceram aos municípios escolhidos.

As 620 vagas que não foram ocupadas foram somadas a outras 842 que também não tinham sido preenchidas após o fim da primeira etapa, encerrada em 18 de dezembro. Agora, as mais de 1,4 mil vagas serão oferecidas a médicos que têm diploma estrangeiro — mesmo sem a revalidação do documento.

Os brasileiros formados no exterior escolhem os locais de atuação nos dias 23 e 24 de janeiro. Em seguida, se sobrarem vagas, estrangeiros formados fora do país podem escolher municípios onde trabalhar, nos dias 30 e 31 de janeiro. De acordo com o Ministério da Saúde, 10.205 médicos brasileiros ou estrangeiros formados no exterior completaram a inscrição de participação no programa.

O que é o Mais Médicos?


Luiz Henrique Mandetta avalia soluções para o Mais Médicos com médicos militares
Rafael Carvalho/Governo de Transição
Luiz Henrique Mandetta avalia soluções para o Mais Médicos com médicos militares

O programa foi criado em 2013, durante o governo de Dilma Rousseff, com o objetivo de ampliar a assistência em regiões com carência de profissionais. Desde novembro, novos editais vêm sendo lançados com o objetivo de substituir os 8.517 cubanos que atuavam em 2.824 municípios e 34 distritos sanitários especiais indígenas (DSEI).

Leia mais:  Em um ano, casos de febre amarela resultaram em quase 500 mortes, aponta boletim

De início as vagas foram abertas somente aos médicos brasileiros com registro no país, porém, nos últimos dias 3 e 4, os médicos formados no exterior puderem selecionar as vagas que ainda não haviam sido preenchidas.

O médico Luiz Henrique Mandetta assumiu o Ministério da Saúde e alegou que pretende reformar o programa, devido à escassez de profissionais para preencher o total de vagas.

Segundo o novo ministro, O Brasil tem aproximadamente 320 faculdades de medicina e 26 mil médicos graduados em 2018, com previsão de aumento deste número em 10% ao ano até chegar a 35 mil profissionais formados.

“Quem forma essa quantidade toda de profissionais? Muitos deles endividados pelo Fies [Fundo de Financiamento Estudantil] e muitos formados em escola pública. Não temos uma proposta ou política de indução para que eles venham para o sistema público de saúde”, afirmou Mandetta sobre o programa Mais Médicos .

Comentários do Facebook
publicidade

Saúde

São Paulo tem 267,6 mil casos confirmados de dengue neste ano

Publicado

em

Mosquito dengue
Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas
Segundo dados do Centro de Vigilância Epidemiológica estadual, dez cidades concentram 47% das vítimas

O estado de São Paulo registrou de janeiro a 17 de junho deste ano 267.602 casos de dengue e 157 mortes. Segundo dados do Centro de Vigilância Epidemiológica estadual, dez cidades concentram 47% das vítimas da doença e somam 126.364 casos.

Leia também: Seis meses após saída de médicos cubanos, governo não sabe como suprir demanda

São elas: São José do Rio Preto (25.107); Bauru (24.515); Campinas (22.355); Araraquara (12.863); São Paulo (12.144); Ribeirão Preto (7.263); Birigui (6.836); São Joaquim da Barra (5.410); Barretos (5.059) e Guarulhos (4.812).

“Devido à circulação do sorotipo 2 de dengue , mesmo os pacientes que já tiveram dengue tipo 1, por exemplo, estão suscetíveis a infecções, o que contribui para o aumento de casos e até mesmo para a ocorrência de quadros clínicos mais graves”, diz a nota da Secretaria Estadual de Saúde.

Acrescenta que a dengue é sazonal e sua incidência tende a aumentar no verão, período que favorece a proliferação do mosquito  Aedes aegypti .

“Além disso, trata-se de uma doença cíclica, com oscilação de casos e aumento a cada três ou quatro anos, em média”, explica a secretaria.

Combate ao mosquito

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, o trabalho de campo para combate ao mosquito transmissor da dengue é de responsabilidade dos municípios, conforme a diretriz do Sistema Único de Saúde (SUS).

Leia também: Mais de 53,5 milhões de pessoas já se vacinaram contra a gripe

“O estado presta auxílio por meio de treinamentos técnicos, além de apoio, sempre que necessário, do efetivo da Sucen (Superintendência de Controle de Endemias) para ações de nebulização, entre outras. Há ainda a realização de exames de sorologia com finalidade epidemiológica por meio da rede de laboratórios do Instituto Adolfo Lutz”, finalizou a secretaria.

Leia mais:  Mais Médicos recebe mais de 6 mil inscrições, mas menos da metade é efetivada

Fonte: IG Saúde
Comentários do Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie
Regional17 minutos atrás

Grávida é estuprada na frente da filha no ES

Uma mulher de 32 anos, grávida, foi estuprada na frente da filha, em Aracruz, região Norte do Estado, na noite desta segunda-feira...

Tecnologia48 minutos atrás

Zenbook 14 tem desempenho rápido, mas tela fica devendo; confira nosso review

Após um tempo sem trazer os zenbooks para o Brasil, a ASUS volta a trazer a sua linha de ultrabooks...

Mulher48 minutos atrás

Avó posa com neta em ensaio fotográfico e se emociona: “Idosos precisam disso”

Ensaio sensual não tem idade, e se você tem alguma dúvida disso é porque você ainda não conheceu a Dona...

Carros e Motos49 minutos atrás

Veja 5 fatos que já sabemos sobre o novo Toyota Corolla

Há dez anos, o Toyota Corolla ultrapassava o Honda Civic no ranking de vendas dos sedãs médios, assumindo uma liderança...

Carros e Motos49 minutos atrás

Até onde vai a onda dos SUVs?

Divulgação Chevrolet Tracker vai chegar ao Brasil no ano que vem como um dos próximos lançamentos do segmento Até quem...

Carros e Motos49 minutos atrás

Nova Ranger chama Amarok para briga antes de compartilhar DNA

Sergio Quintanilha Nova Ford Ranger mudanças que caracterizam o segundo facelift da terceira geração A nova Ford Ranger chamou a...

Economia49 minutos atrás

MP que institui contribuição sindical por boleto caduca na sexta-feira

Roberto Parizotti/CUT Medida provisória (MP) que institui contribuição sindical por boleto caduca na próxima sexta-feira (28) A medida provisória (MP)...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana