conecte-se conosco



Estadual

Governadora em exercício recebe prefeito de Cariacica no Palácio Anchieta

Publicado

em

A governadora do Estado em exercício, Jaqueline Moraes, recebeu, nesta quarta-feira (6), o prefeito de Cariacica, Geraldo Luzia Júnior, o Juninho, Palácio Anchieta, em Vitória. Ela ouviu o projeto de requalificação e ressignificação da Avenida Expedito Garcia e do seu entorno. O local é um dos maiores centros comerciais do Espírito Santo. Empresários e lojistas também participaram da agenda.

Ao apresentar o projeto, o prefeito Juninho explicou que a ressignificação da via é parte do planejamento do município, por meio do Plano Diretor Urbano. No entanto, ele ponderou que o projeto – em fase de estruturação – depende da participação do município, dos comerciantes, dos moradores e do Governo do Estado. “A ideia é equalizar de forma propositiva, dentro de um planejamento, estruturando parcerias entre os Poderes para realizar a ressignificação do território da melhor forma possível para a comunidade”, disse.

A governadora em exercício, que é moradora de Cariacica, reiterou a importância da cidade para a Administração estadual e se colocou à disposição para contribuir.

“Quando o prefeito me falou rapidamente sobre o tema, chamei todos os secretários para vermos de perto o projeto e entendermos como podemos ajudar. Por isso, estas Secretarias estão aqui representadas. Vamos trabalhar para não deixar a Expedito Garcia perder o que tem de melhor, que é a força do comércio. Por conta desse potencial que devemos pensar na ressignificação da via. Hoje, já temos um convênio pelo qual a Prefeitura está realizando a obra de drenagem num trecho que alaga muito, mas, entendemos que precisamos ir além”, afirmou Jaqueline Moraes.

No encontro, Juninho reforçou a possibilidade de parceria entre o município, Estado e os moradores da região, afirmando que somente a união de forças pode surtir efeito. Ele lembrou citou o exemplo da Rua Vidal, em Florianópolis (SC). “Vimos que lá, mesmo sem uma boa interlocução dos empreendedores com a Prefeitura, eles conseguiram superar os obstáculos. Aqui temos uma vantagem, todos estão de mãos dadas e vocês contam com Prefeitura e, agora, com o Governo do Estado. Portanto, precisamos o quanto antes definirmos as responsabilidades de cada um”, argumentou.

Ao final do encontro, os participantes formalizaram essa intenção em um documento. Um grupo de trabalho formada por técnicos e empresários vai elaborar um projeto sustentável para a via.

De acordo com os números do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a região da Avenida Expedito Garcia e de seu entorno tem 16,5 mil domicílios e 53 mil habitantes, sendo uma das regiões mais densamente povoadas da cidade. Estão localizadas na região o Terminal de Campo Grande, o Faça Fácil, o Shopping Moxuara, a Ceasa, além de um grande viaduto.

Participaram do encontro, representantes da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), do Sindicato dos Dirigentes Lojistas de Cariacica, da Associação de Moradores de Campo Grande, do Instituto de Desenvolvimento do Município de Cariacica (Idesc), além das Secretarias de Estado de Ciência, Tecnologia,e Educação Profissional (Secti), Mobilidade e Infraestrutura (Semobi) e de Saneamento, Habitação e Desenvolvimento Urbano (Sedurb).

Comentários do Facebook

Estadual

Podcast fala sobre o programa “Maria da Penha Vai” e prevenção à violência contra a mulher

Publicado

em


.

Quem explica o assunto é a juíza Brunella Faustini, titular da 1ª Vara Especializada em Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher.

No mais novo episódio de Just Talk – o Podcast do Tribunal de Justiça do Espírito Santo – a juíza Brunella Faustini, titular da 1ª Vara Especializada em Violência Doméstica e Familiar, fala sobre o programa “Maria da Penha Vai”. A iniciativa, que conta com parceiros da rede de atendimento à mulher de Vitória, continua realizando ações integradas de prevenção à violência, mesmo durante a pandemia.

Além da equipe multidisciplinar da vara, participam do programa integrantes das Secretarias Municipais da Saúde, Educação, Segurança, Assistência Social, Cidadania e Direitos Humanos. E ainda, o Ministério Público Estadual, a Polícia Civil e a Polícia Militar.

“A violência doméstica e familiar é um fenômeno muito complexo. Cada caso traz diferentes demandas psicológicas, sociais, jurídicas, econômicas ou de saúde. Não existe apenas uma resposta. Por isso éextremamente importante uma atuação em rede para lidar com todas essas questões”, explica a juíza.

De acordo com magistrada, durante a pandemia, as ações que normalmente aconteciam em praças, praias, postos de saúde e empresas, foram adaptadas ao ambiente virtual. A primeira delas foi o vídeo que virou febre nas redes sociais, com integrantes da rede segurando cartazes de apoio às vítimas. Outra recente ação foi adisponibilização do Jogo da Memória Educativo, para as famílias conversarem sobre equidade de gêneros com as crianças.

Também foi criado um novo canal de comunicação com a população, o perfil no instagram @mariadapenhavai. A página dá transparência às ações do programa e oferece informações, orientações e suporte às mulheres.

Ouça aqui o episódio na íntegra.

Vitória, 05 de junho de 2020

 

Informações à Imprensa

Assessoria de Imprensa e Comunicação Social do TJES
Texto: Tais Valle | [email protected]

Maira Ferreira
Assessora de Comunicação do TJES

[email protected]
www.tjes.jus.br

Fonte: TJES

Comentários do Facebook
Continue lendo

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!