conecte-se conosco



Saúde

Garota de 10 anos morre após contrair ameba que “come” cérebro em lago nos EUA

Publicado

em

Uma garotinha de 10 anos chamada Lily Mae Avant contraiu a ameba Naegleria fowleri ao mergulhar num rio no Texas, Estados Unidos, e faleceu depois que o protozoário “comeu” parte de seu cérebro.

lily mae avant
Reprodução/ Today

Lily Mae Avant contraiu a ameba quando inalou água pelo nariz num lago no Texas. O protozoário causa meningite aguda que é fatal

A confirmação da morte de Lily foi dada pela escola que ela frequentava, a Valley Mills Elementary, numa publicação no Facebook. “Estamos profundamente entristecidos. Lily foi uma bênção absoluta para a nossa escola primária”, escreveu a instituição. Confira o post abaixo:

A ameba pode ser encontrada em água doce e morna, como lagos, rios, nascentes e piscinas aquecidas sem tratamento. Geralmente o contagio acontece quando a pessoa inala água pelo nariz, o que aconteceu com Lily.

A Naegleria fowleri atinge o sistema nervoso central, provoca uma infecção no cérebro e causa a meningoencefalite amebiana primária (MAP), doença que leva à morte. Os principais sintomas desse tipo de meningite são febre, dor de cabeça, vômitos, intolerância a luz e ao barulho. A taxa de mortalidade é altíssima, tendo apenas 2 casos de sobreviventes em 129 registrados nos Estados Unidos.

O jornal britânico The Independent afirmou que Lily começou com dores de cabeça e febre dois dias após nadar no lago no Texas e, dias depois, apresentou confusão mental.

Existe ameba comedora de cérebro no Brasil?

A resposta é sim. A Naegleria fowleri pode ser encontrada no Brasil, mas até hoje a Sociedade Internacional de Doenças Infecciosas (ISID) não confirmou nenhum caso de morte pela ameba no país.

Porém, de acordo com o parasitologista Danilo Ciccone Miguel, do Departamento de Biologia Animal da Unicamp em entrevista ao Portal R7 , uma pessoa faleceu após ter contraído a Naegleria fowleri no Brasil, porém seu diagnóstico não é preciso e ainda existem dúvidas se a ameba comedora de cérebro realmente foi a causadora.

É possível evitar a contaminação?

A ameba Naegleria fowleri é muito resistente a altas temperaturas, podem suportar até 45ºC. Por tanto, a única maneira de não contrair a doença é evitar nadar em lagos ou outros lugares de água parada. Caso faça isso, proteja o nariz para não contrair o protozoário.

Comentários do Facebook

Saúde

Brasil pode ter prioridade no uso da vacina de Oxford contra covid-19

Publicado

em


.

O Brasil poderá ter prioridade no uso da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford contra a covid-19. A informação é da reitora da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Soraya Smaili. A instituição irá participar, a partir das próximas semanas, da terceira fase de pesquisas da vacina inglesa, realizando testes em cerca de mil pessoas que vivem em São Paulo e atuam em atividades com exposição ao vírus.

O laboratório da universidade do Reino Unido é o que está mais adiantado na construção de uma vacina contra o novo coronavírus, que deverá estar pronta em até 12 meses. De acordo com Smaili, a participação do Brasil – o primeiro país fora do Reino Unido a fazer parte das pesquisas da vacina – coloca o país como “grande candidato” a usá-la, com prioridade, assim que a sua eficácia for comprovada.

“Existem algumas conversas nesse sentido [para o país poder ter prioridade no uso da vacina]. Nós estamos trabalhando para que sim. O fato de estarmos integrando e sermos o primeiro país fora do Reino Unido e também o primeiro laboratório no Brasil a realizar esses estudos – semelhantes a esses não há nenhum outro no Brasil – torna o país um grande candidato”, disse, em entrevista a Agência Brasil.

De acordo com a reitora da Unifesp, com acesso à “receita” da vacina, o Brasil terá capacidade de reproduzi-la em grande escala, a partir de laboratórios nacionais. “Tendo acesso à vacina, nós temos capacidade de produção em larga escala, por meio dos nossos laboratórios nacionais de fato, como o Instituto Butantan, e os laboratórios da Fiocruz, entre outros”. 

Leia a seguir a entrevista com a reitora da Unifesp, professora Soraya Smaili.

Qual será o papel da Unifesp no processo de desenvolvimento da vacina de Oxford?

A vacina foi iniciada e desenvolvida até esse estágio em que ela está, lá na Universidade de Oxford. O papel da Unifesp é integrar agora a fase 3 de testes, que é um estágio em que você aplica a vacina em voluntários humanos. É uma fase já avançada do desenvolvimento, porque já passou por laboratório, pelas células, já passou pelos animais, já passou pelas outras fases clínicas.

Agora está na fase pegar indivíduos voluntários que vão receber a vacina e que serão acompanhados por alguns meses para poder verificar se a vacina é eficaz, se ela consegue proteger contra o coronavírus.

Por que o país e a Unifesp foram escolhidos para participar dessa fase de testes?

Inicialmente é por conta da liderança da doutora Lily Yin Weckx, que é a coordenadora do estudo no Brasil e é coordenadora do laboratório do Centro de Referência em Imunização da Unifesp. Esse centro tem conexões com diversos outros pesquisadores do Reino Unido e da Europa. E também por conta da doutora Sue Ann Costa Clemens, chefe do Instituto de Saúde Global da Universidade de Siena, e também pesquisadora do Centro de Referência para Imunobiológicos Especiais da Unifesp.

Por causa da experiência que elas têm na área e dos estudos que já realizaram anteriormente, com reputação muito boa internacional, o nosso laboratório aqui da Unifesp foi indicado para executar essa fase do teste da vacina.

Como a participação brasileira pode agregar conhecimento ao desenvolvimento científico local?

Nós vamos aprender muito com esse processo. Mas, além de tudo, vamos poder participar de um importante trabalho que vai, provavelmente, se tudo continuar correndo bem, em alguns meses ter uma vacina que poderá ser aplicada em toda a população contra a covid-19.

Ter participado dessa fase dará ao país alguma prioridade para que a população seja vacinada?

Sim, existem algumas conversas nesse sentido. Nós estamos trabalhando para que [seja isso] sim. O fato de estarmos integrando e sermos o primeiro país fora do Reino Unido e também o primeiro laboratório no Brasil a realizar esses estudos, estudos semelhantes a esse não têm nenhum outro no Brasil, torna o país um grande candidato.

Essa vacina foi aprovada pela Anvisa [Agência Nacional de Vigilância Sanitária], que é uma agência que é ligada ao Ministério da Saúde, tudo isso, dependendo dos resultados, e com o andamento da pesquisa, dessa fase da pesquisa e dos testes, nós temos grande chance de termos, sim, acesso à vacina.

Tendo acesso, nós temos capacidade de produção em larga escala, por meio dos nossos laboratórios nacionais de fato, como o Instituto Butantan, os laboratórios da Fiocruz, entre outros.

Quais os prazos para o início e final da pesquisa no Brasil?

Os testes ainda não iniciaram. Isso deve acontecer por volta da terceira semana de junho. Essa fase será a fase de recrutamento. Em seguida, os testes desses voluntários selecionados. Depois, a aplicação da vacina, e o seguimento por alguns meses, até doze meses, para que os resultados possam ser conclusivos. Eu disse até 12 meses, porque a perspectiva é que este período pode ser de doze meses ou talvez um pouco menos.

O que a senhora destacaria desse processo que agora envolve o Brasil?

A importância de a gente ter a ciência brasileira, a universidade federal trabalhando para o desenvolvimento de uma vacina, que está entre as primeiras vacinas, entre as mais promissoras das que estão sendo estudadas no mundo todo. Estamos – a nossa universidade está se somando a um esforço global, é uma universidade pública federal ligada ao Ministério da Educação – nos juntando a um esforço mundial para a obtenção de uma vacina que vai beneficiar milhões e milhões de pessoas.

Estamos muito orgulhosos, contentes, de termos em nosso país uma universidade que são tão bem equipadas com profissionais tão capacitados, que é um patrimônio do povo brasileiro. Isso certamente temos de salientar. A ciência brasileira é uma ciência de alta qualidade e, por isso, foi escolhida a Unifesp, porque tem essa qualidade, dos nossos pesquisadores. Estamos em um esforço coletivo para superamos esse momento. A ciência brasileira também vai dar a sua contribuição e as suas respostas.

Edição: Maria Claudia

Fonte: EBC Saúde

Comentários do Facebook
Continue lendo
Política4 minutos atrás

Parlamentares ambientalistas pedirão impeachment de Ricardo Salles

MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL Grupo da oposição já havia pedido impeachment de Salles. Um grupo de parlamentares da Frente Parlamentar Ambientalista...

Saúde9 minutos atrás

Brasil pode ter prioridade no uso da vacina de Oxford contra covid-19

. O Brasil poderá ter prioridade no uso da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford contra a covid-19. A informação...

Saúde9 minutos atrás

Rio tem 90% de UTIs para covid-19 ocupadas na rede pública

. Os leitos de unidades de terapia intensiva reservados para pacientes com covid-19 na cidade do Rio de Janeiro tinham...

Nacional14 minutos atrás

Mãe de Miguel diz que não sabia que tinha emprego na prefeitura

Arquivo familiar Mirtes com filho Miguel, de cinco anos Mirtes Renata Santana de Souza, mãe do menino Miguel , disse...

Nacional14 minutos atrás

Governo nomeia novo secretário de Vigilância em Saúde, indicado pelo centrão

Reprodução YouTube Arnaldo Correia de Medeiros é nomeado após acordo com o centrão O governo federal nomeou Arnaldo Correia de...

Nacional19 minutos atrás

No Piauí, mulher de 101 anos vence a Covid-19

Divulgação/Hospital Regional Justino Luz Francisca Carvalho Silva venceu a Covid-19 e emocionou funcionários A Covid-19 representa um desafio ainda maior...

Regional19 minutos atrás

Mais uma carga de cerveja é apreendida pela PRF em Linhares

  . A Polícia Rodoviária Federal apreendeu um caminhão que transportava engradados de cervejas e refrigerantes sem nota fiscal. O flagrante...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!