conecte-se conosco


Nacional

Furacão Florence toca o solo dos EUA na Carolina do Norte

Publicado

em


O Furacão Florence foi considerado
Reprodução/Nasa

O Furacão Florence foi considerado “extremamente perigoso” e atingiu o solo dos Estados Unidos nesta sexta-feira

O furacão Florence tocou na manhã desta sexta-feira (14) o estado norte-americano da Carolina do Norte, onde estão previstas chuvas torrenciais por conta do fenômeno natural. Já são mais de 100 mil casas sem energia na costa leste dos Estados Unidos, segundo os jornais locais. O furacão avança com ventos superiores a 150 km/h e o Centro Nacional de Furacões (NHC, na sigla em inglês) prevê “inundações catastróficas”.

O fenômeno enfraqueceu na noite de ontem, desceu para a categoria 1, mas isso tornará a situação ainda mais complicada nos estados litorâneos por onde passar, segundo os especialistas, já que estacionará por mais tempo, trazendo chuvas violentas.

Cinco estados – Geórgia, Carolina do Norte, Carolina do Sul, Virgínia e Maryland – declararam estado de emergência e as autoridades dos Estados Unidos ordenaram a evacuação de mais de 1,7 milhão de pessoas. “Não brinquem com isso, esse é dos grandes”, alertou o presidente Donald Trump.

Mudanças climáticas – Um estudo da Universidade Stony Brook com o Laboratório Nacional Lawrence Berkeley afirma que o Florence teria metade da chuva se não fossem os efeitos das mudanças climáticas. O aumento das temperaturas turbinou esse fenômeno e também outros eventos catastróficos. Os pesquisadores aplicaram um modelo matemático para estimar o quanto as mudanças climáticas causadas pelo homem contribuíram para a dimensão do furacão.

Dos cálculos, concluíram que Florence carrega 50% a mais de chuva e possui um diâmetro de 80 quilômetros maior do que teria sem o atual problema do aumento da temperatura atmosférica. “Os perigos das mudanças climáticas já estão aqui”, comentou Michael Wehner, um dos autores do estudo. O informe foi publicado no site da própria universidade e divulgado por diversos jornais norte-americanos.

Leia mais:  Mourão posa para foto com Doria, declara apoio e irrita PSL: “ele só atrapalha”

* Com informações da Agência Ansa.

Comentários do Facebook
publicidade

Nacional

Agressores de mulheres não poderão tirar carteira de advogado, diz OAB

Publicado

em

Caberá aos conselhos seccionais avaliarem cada caso e determinar se o candidato tem a idoneidade moral necessária para advogar

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Bacharéis de Direito com histórico de agressão contra mulheres podem ser impedidos de conseguir inscrição na OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e exercer a advocacia.

É o que determina uma nova súmula aprovada pelo Conselho Federal da OAB nesta segunda-feira (18). A edição da norma era um pleito da Comissão Nacional da Mulher Advogada.

A nova súmula leva em conta a definição de violência contra a mulher prevista na Convenção Interamericana para Prevenir, Punir e Erradicar a Violência contra a Mulher, sancionada em 1994 pelo governo. Ou seja, inclui agressões físicas, sexuais e psicológicas.

Caberá aos conselhos seccionais avaliarem cada caso e determinar se o candidato tem a idoneidade moral necessária para advogar. Casos pendentes na Justiça poderão ser levados em conta na hora da avaliação.

Advogados já inscritos também poderão perder o registro caso tenham agredido uma mulher. Nesse caso, serão submetidos a um processo ético disciplinar na seccional responsável.

A nova orientação vem na esteira da agressão sofrida pela paisagista Elaine Caparroz, 55, em fevereiro. O autor do crime, Vinícius Batista Serra, 27, passou no exame da OAB poucos dias antes de espancá-la. A seccional carioca da entidade afirmou que a cassação do registro do homem estava em análise.

A súmula será publicada no Diário Oficial da OAB nesta semana, mas já pode ser levada em consideração pelos conselhos seccionais.

Comentários do Facebook
Leia mais:  Marido queima mulher e deixa ela sentido dor por mais de 15 horas
Continue lendo
Entretenimento1 hora atrás

Modelo brasileira Barbara Fialho vai se casar com filho de Bob Marley

A modelo mineira Barbara Fialho, dona de um corpo condizente com o nome e há sete anos consecutivos figura cativa...

Nacional1 hora atrás

Agressores de mulheres não poderão tirar carteira de advogado, diz OAB

Caberá aos conselhos seccionais avaliarem cada caso e determinar se o candidato tem a idoneidade moral necessária para advogar SÃO...

Educação2 horas atrás

Decreto de Bolsonaro corta 13,7 mil cargos em universidades públicas

Funções eliminadas eram concedidas a professores e coordenadores; entidades criticam corte BERNARDO CARAM – BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – O decreto...

Nacional2 horas atrás

Acidente envolvendo quatro veículos deixa um morto e um ferido na BR 116

Acidente ocorreu na BR-116. Rodovia precisou ser parcialmente interditada, por conta da batida. Um grave acidente envolvendo dois carros e...

Direto de Brasília2 horas atrás

Governo chileno sugere que mulheres usem “vestido curto” em almoço com Bolsonaro

Reprodução/Twitter/Maite Orsini Pascal Deputada do partido de oposição se indigna com recomendação do governo chileno para que mulheres usem “vestido...

Política2 horas atrás

Kajuru chama Gilmar de “canalha” e o acusa de vender sentenças no STF

Agência Senado Senador Jorge Kajuru bateu de frente com o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal: ‘bandido e canalha’...

Educação2 horas atrás

Inep libera correção da redação do Enem 2018

shutterstock Tema da redação do Enem 2018 foi Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet Os...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana