conecte-se conosco



Internacional

Fóssil revela tartaruga pré-histórica do tamanho de carro, que viveu na Amazônia

Publicado

em

source
tartaruga arrow-options
Reprodução / Foto ilustrativa

Fóssil de tartarugas ancestrais foram encontrados por cientistas e trazem informações sobre ancestralidade da espécie.

Cientistas encontraram fósseis de uma tartaruga do tamanho de um carro no norte da América do Sul. A espécie provável do animal é a Stupendemys geographicus, que viveu na região entre 13 e 7 milhões de anos atrás. 

Leia mais: Bolsonaro chama Greenpeace de “lixo” e “porcaria”

Os fósseis foram achados no deserto de Tatacoa, localizado na Colômbia. Na área de Urumaco, na Venezuela, também foram encontrados. Os primeiros foram descobertos em 1970, mas desde então questões não ficaram esclarecidas sobre o animal de 4 metros de comprimento. 

A tartaruga tinha o equivalente, em peso e tamanho, de um carro sedã e vivia em área pantanosa no norte da América do Sul. Na época, as formações dos rios Amazonas e Orinoco ainda não haviam acontecido.

Características

O macho da espécie possuía chifres que apontavam para frente em ambos os lados do casco. Os cientistas acreditam que as cicatrizes profundas encontradas no casco dos fósseis indicam que os chifres eram usados como lanças em disputas com adversários. 

Um casco de 3 metros de comprimento foi encontrado, além do osso da mandíbula inferior. Os itens ajudaram a desvendar parte das pistas a respeito da alimentação da espécie. 

Leia também: Bolsonaro anuncia criação de Conselho da Amazônia sob comando de Mourão

Acredita-se que o animal vivia no fundo de lagos e rios ao lado de crocodilos gigantes, sobrevivendo à base de uma dieta diversa com pequenos animais, vegetais, frutas e sementes. Em um dos fósseis da espécie, os cientistas encontraram um dente de crocodilo gigante cravado.

Fonte: IG Mundo

Comentários do Facebook

Internacional

Interrupções e insultos marcam primeiro debate entre Trump e Biden

Publicado

em


O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o candidato democrata Joe Biden travaram uma dura batalha sobre o histórico de Trump na pandemia do novo coronavírus, na área de saúde e na economia em um primeiro debate caótico e tenso para as eleições presidenciais norte-americanas. O encontro foi marcado por insultos e constantes interrupções de Trump contra seu adversário.

Trump agiu de forma truculenta nos 90 minutos de debate, buscando provocar Biden a cada vez que o rival falava, alegando que os democratas querem roubar a eleição presidencial de novembro próximo com votação pelo correio e se recusando a condenar supremacistas brancos quando lhe pediram que o fizesse.

O moderador Chris Wallace, da Fox News, nunca conseguiu estabelecer controle do debate, com Trump repetidamente ignorando seus pedidos para permitir que Biden falasse. Os dois pretendentes à Casa Branca falaram um em cima do outro e dispararam insultos em um duelo que tornou difícil para qualquer um deles expor um tema.

Em determinado momento, um exasperado Biden disse após as repetidas interrupções de Trump: “Você vai calar a boca, cara? Isso é tão não presidencial”.

Wallace tentou em vão conter Trump, que ignorou seus limites de tempo e falou por cima de Biden.

“Acho que o país seria melhor servido se permitíssemos que os dois falassem com menos interrupções. Estou fazendo um apelo, senhor, para que faça isso”, disse Wallace.

Voto antecipado

Até a noite de terça-feira (29), mais de 1,3 milhão de norte-americanos já haviam votado antecipadamente. Como o tempo para mudar opiniões ou influenciar a pequena parcela de eleitores indecisos está se esgotando, as apostas eram enormes quando os dois candidatos à Casa Branca subiram ao palco a cinco semanas da eleição de 3 de novembro.

Para Trump, de 74 anos, o debate representou uma de suas últimas chances de alterar a trajetória de uma corrida que a maioria das pesquisas de opinião revela o presidente perdendo, já que a maioria da população desaprova a maneira como ele trata tanto a pandemia quanto os protestos contra a injustiça racial.

Biden, de 77 anos, vem mantendo uma vantagem constante sobre Trump em pesquisas nacionais de opinião, mas sondagens nos estados-chaves, que decidirão a eleição, mostram uma disputa muito mais acirrada. É difícil determinar se o debate fará alguma diferença.

Trump tentou várias vezes, e sem sucesso, confundir Biden e levá-lo a cometer uma gafe, mas praticamente não apresentou nenhum argumento para dizer por que é o melhor candidato para cuidar de questões fundamentais para a eleição.

O presidente tem mais debates com Biden agendados para outubro. O vice-presidente, Mike Pence, e a companheira de chapa de Biden, Kamala Harris, debaterão na semana que vem.

Comentários do Facebook
Continue lendo
Política52 segundos atrás

Bolsonaro deve indicar o católico Kassio Nunes ao STF

Reprodução Juiz Kassio Nunes é católico e é favorito para ocupar a vaga no Supremo O presidente Jair Bolsonaro (sem...

Tecnologia56 segundos atrás

Netflix pode ficar mais cara em breve, sugere analista

Reprodução/Pixabay Netflix pode ter assinatura mais cara em breve A Netflix pode aumentar em breve o preço de sua assinatura,...

Policial59 segundos atrás

PM apreende arma, droga e dinheiro na Operação Sentinela VI em Água Doce do Norte

Na manhã desta quarta-feira (30), no município de Água Doce do Norte, policiais militares do 11º Batalhão, juntamente com a...

Policial1 minuto atrás

10º Batalhão faz homenagem aos destaques operacionais

Na última terça-feira (29), o comando do 10º Batalhão homenageou os destaques operacionais da unidade. A homenagem agraciou os destaques...

Esportes16 minutos atrás

Série D: TV Brasil transmite Bragantino e Fast; saiba como assistir

A TV Brasil estreia nesta quarta-feira (30), às 15h, as transmissões dos jogos do Campeonato Brasileiro da Série D. A...

Economia16 minutos atrás

Auxílio de R$ 300: cerca de 17 milhões vão receber menos parcelas; entenda

Martha Imenes Cerca de 17 milhões de brasileiros terão corte de uma parte das novas parcelas do auxílio emergencial de...

Entretenimento31 minutos atrás

Sikêra Jr e RedeTV! são acusados no Ministério Público por LGBTfobia

As  acusações da Associação dos LGBTQI+ contra o apresentador Sikêra Jr e a RedeTV! chegaram ao Ministério Público de São...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!