conecte-se conosco



Internacional

Forte explosão na região portuária de Beirute deixa vários feridos; vídeos

Publicado

em

 

.

Uma grande explosão atingiu a região portuária de Beirute nesta terça-feira (4), deixando muitas pessoas feridas ao provocar o desabamento de sacadas e quebrar janelas com seu forte impacto, disseram testemunhas da Reuters.

A agência de notícias estatal libanesa NNA e duas fontes da área de segurança disseram que a explosão ocorreu na área portuária, onde existem armazéns que abrigam explosivos. Não ficou claro de imediato o que causou a explosão ou que tipo de explosivos estavam nos armazéns.

“Vi uma bola de fogo e fumaça subindo sobre Beirute. Pessoas estavam gritando e correndo, sangrando. Sacadas foram arrancadas de edifícios. O vidro dos prédios se partiu e caiu nas ruas”, disse uma testemunha da Reuters.

Segundo a emissora local LBC, o ministro da Saúde disse que havia um “número muito alto” de feridos e uma grande quantidade de danos. A emissora de televisão Al Mayadeen disse que centenas de pessoas ficaram feridas.

Outra testemunha da Reuters disse que viu uma fumaça cinza pesada perto da área do porto e depois ouviu uma explosão e viu chamas de fogo e fumaça preta: “Todas as janelas do centro da cidade estão quebradas e há feridos andando por aí. É um caos total.”


Fonte: EBC Internacional

Comentários do Facebook

Internacional

Cientistas pesquisam por quanto tempo Covid-19 pode sobreviver no ar

Publicado

em


source
a
Sam Frost/Reprodução

Allen Haddrell e Henry Oswin (sentado) verificam o equipamento do Celebs antes do estudo, que deve começar na segunda-feira


A principal pergunta que os cientistas de todo o mundo estão tentando responder é: por quanto tempo o  novo coronavírus pode sobreviver fora do organismo humano? Em um laboratório de alta segurança perto de Bristol, na Inglaterra, cientistas podem levar semanas para chegar a um resultado .


Na próxima segunda-feira (28), eles vão começar a lançar pequenas gotas de Sars-CoV-2 vivo e levitá-las entre dois anéis elétricos para testar quanto tempo o vírus transportado pelo ar permanece infeccioso em diferentes condições ambientais.

Até agora, esperava-se que a Covid-19 fosse transmitida, predominantemente, em gotículas respiratórias, produzidas quando uma  pessoa infectada tosse, espirra, canta, fala ou respira. Estes caem rapidamente no chão, fornecendo a lógica por trás da regra de distanciamento dos dois metros .

Ainda assim, entre os especialistas, há um consenso crescente de que o vírus é capaz de permanecer em gotículas menores chamadas aerossóis, que podem ser transportadas por distâncias maiores nas correntes de ar e se acumular em espaços mal ventilados. Essa suspeita se baseia, principalmente, em surtos em restaurantes e corais, onde pessoas contraíram o vírus apesar de estarem a certa distância dos infectados.

O material genético do vírus também foi detectado em lugares mal ventilados , como banheiros de hospitais – mas ninguém ainda identificou vírus infecciosos vivos em amostras de ar, segundo Jonathan Reid da Universidade de Bristol, líder da nova pesquisa. “Sabemos que, quando bactérias ou vírus se propagam pelo ar em gotículas respiratórias, eles secam muito rapidamente e podem perder a viabilidade, então essa é uma etapa importante para entender ao avaliar o papel da transmissão aérea da Covid-19 .”

Durante décadas, os cientistas usaram recipientes selados chamados tambores de Goldberg para investigar por quanto tempo os vírus podem sobreviver em gotículas de aerossol. O vírus é espalhado no tambor, que gira para manter as gotículas no ar, e as amostras são removidas em intervalos regulares e testadas para vírus vivos. Usando este método, pesquisadores americanos estimaram que o Sars-CoV-2 ainda pode ser detectado após três horas, quando o experimento terminou.

No entanto, essas estimativas são imprecisas , devido ao tempo que leva para espalhar o vírus no tambor e à grande quantidade de fluido usado, que não replica com precisão o que acontece quando tossimos ou respiramos.

Em vez disso, os pesquisadores de Bristol desenvolveram um aparelho que lhes permite gerar qualquer número de partículas minúsculas contendo vírus – invisíveis a olho nu – e levitá-las suavemente entre dois anéis elétricos por qualquer coisa de segundos a horas ou dias. A temperatura, a umidade e a intensidade da luz ultravioleta do ar circundante são rigidamente controladas e podem ser manipuladas para reproduzir vários cenários do mundo real.

“Podemos simular com eficácia um inverno britânico frio e úmido – ou mesmo um verão quente e seco na Arábia Saudita – para ver como essas diferenças dramáticas nas condições ambientais afetam o tempo que o vírus permanece infeccioso enquanto está suspenso no ar “, disse Allen Haddrell, químico da Universidade de Bristol que projetou e construiu o aparelho, chamado Celebs (levitação eletromagnética controlada e extração de bioaerossol em um substrato) usando impressoras 3D.

Os três Celebs se parecem com robôs pequenos e coloridos, e estão alojados dentro de um gabinete de plástico lacrado, em um laboratório de nível três de contenção, projetado para lidar com germes que causam doenças humanas graves. Eles foram jocosamente chamados de Bumblebee, Megatron e Optimus Prime, em homenagem aos brinquedos Transformers dos anos 1980 – embora seu propósito seja incomensuravelmente mais sério.

A equipe está recebendo financiamento do UK Research and Innovation e do National Institute for Healthcare Research, enquanto o governo dos EUA também expressou interesse em exportar a tecnologia para estudar outros patógenos.

Até agora, a equipe vinha praticando aerossóis de levitação contendo um coronavírus de camundongo, que é inofensivo para humanos. Aqui, eles observaram uma grande queda na infecciosidade nos primeiros 10 minutos após a suspensão do vírus. “Também vimos que a 10ºC, esse vírus de rato sobrevive muito mais tempo do que em temperaturas mais altas”, diz Haddrell.

Na segunda-feira, eles começarão a levitar Sars-CoV-2 ao vivo pela primeira vez, o que significa que eles podem ter os resultados iniciais no final da semana . Estes serão disponibilizados aos formuladores de políticas e submetidos à revisão por pares em revistas científicas.

Fonte: IG Mundo

Comentários do Facebook
Continue lendo
Estadual28 minutos atrás

Roda de Conversa acontece na próxima quarta-feira, 30

. O encontro propõe uma reflexão sobre a repercussão da solidão no cotidiano e na saúde mental das pessoas. O...

Estadual28 minutos atrás

Reeducandas do Presídio Feminino de Cariacica participam do projeto Correr para Vencer

. O novo projeto da Vara de Execuções Penais de Vila Velha visa contribuir para a qualidade de vida das...

Estadual28 minutos atrás

Tribunal de Justiça institui Comissão Permanente de Promoção da Primeira Infância

. O Ato que criou a Comissão foi assinado pelo presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Ronaldo Gonçalves de Sousa,...

Esportes43 minutos atrás

Jorge Jesus critica proibição de torcedores em estádios de Portugal

. O técnico do Benfica, o português Jorge Jesus, reclamou nesta sexta-feira (25) da recusa do Governo de seu país...

Esportes43 minutos atrás

Série B: Chapecoense empata com América-MG e assume terceira posição

. Jogando na Arena Condá, a Chapecoense empatou sem gols com o América-MG na noite desta sexta (25) e assumiu...

Nacional1 hora atrás

Conselho suspende médico denunciado por abuso sexual em São Paulo

Reprodução Abib Maldaun Neto é acusado de cometer abuso sexual dentro do próprio consultório, no bairro dos Jardins, na capital...

Nacional2 horas atrás

Renovação da CNH segue suspensa por tempo indeterminado

Doutor Multas Renovação da CNH segue suspensa por prazo indeterminado O diretor-geral do Conselho Nacional de Trânsito, Frederico de Moura...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!