conecte-se conosco



Saúde

Fiocruz inaugura Unidade de Apoio ao Diagnóstico da Covid-19 no Rio

Publicado

em


.

O ministro Interino da Saúde, Eduardo Pazuello, disse hoje (10) que o Brasil vive um momento de esforço de guerra contra o novo coronavírus e que é preciso haver união no combate à pandemia. Para isso, segundo ele, não deve existir diferenças partidárias ou ideológicas. Ele disse que é importante contar com a participação da imprensa para fazer chegar informações corretas aos lugares de mais difícil acesso no país.

“Estamos em um esforço de guerra, lutando contra uma pandemia. O Orçamento [da União] que foi liberado é um orçamento de guerra. Quando as empresas aceitam as requisições de equipamentos e materiais isso é esforço de guerra. Quando a mídia chega conosco para, juntos, aumentarmos a capacidade do país em chegar ao mais longe rincão, levando a informação correta e necessária, estamos todos juntos nessa missão. Não existem, neste momento, diferenças partidárias ou ideológicas. Somos todos brasileiros combatendo, dia a dia, da melhor forma para que não haja mais mortos em nosso país”, disse Pazuello ao participar da cerimônia de inauguração da Unidade de Apoio ao Diagnóstico da Covid-19, na sede da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), na zona norte do Rio de Janeiro. 

A nova unidade vai ampliar a capacidade nacional de processamento de testes moleculares para detecção da covid-19 e está equipada com plataformas automatizadas. Em pleno funcionamento, a unidade terá a capacidade de liberar até 15 mil resultados de testes moleculares por dia.

O ministro destacou que a testagem inclui o acompanhamento e compreensão das curvas de casos, uma vez que o diagnóstico já foi feito anteriormente pelo médico. Pazuello acrescentou que dessa forma vai ser possível parar o sangramento que representa as mortes diárias pela covid-19.

“Já perdemos 100 mil brasileiros com nome, identidade, família e, podem acreditar, estamos todos os dias revendo nossos protocolos, procurando o que tem de melhor, e alterando aquilo que não estava dando certo. É nesse viés que posso afiançar: diagnóstico e testagem, que se encaixam com essa inauguração de hoje, são a base do tratamento precoce.”

Atendimento

O ministro recomendou que as pessoas que tiverem sintomas da doença que não esperem a situação se agravar para buscar atendimento. Segundo ele, não está correto ficar em casa até passar mal, com sintomas de falta de ar. Esse protocolo já foi alterado pelo Ministério da Saúde, explicou. “Isso não funciona, não funcionou e deu no que deu. Nós, há dois meses, já mudamos esse protocolo.

A qualquer sintoma, procure imediatamente a unidade básica de saúde, as triagens a UPA, procure o médico, que tem poder soberano de diagnosticar de forma clínica e epidemiológica, com exame laboratorial, com exames de imagens e testes para definir o diagnóstico”, disse o ministro,

Na sua visão, com esse procedimento, o paciente não vai ter o quadro agravado e necessitar de uma UTI. “O risco de morrer aí é muito pequeno, a partir do tratamento correto, do diagnóstico precoce e da compreensão de que não é ficar em casa aguardando a piora dos sintomas”, completou.

Gestão

De acordo com Pazuello, cabe aos municípios e estados a gestão de medidas preventivas e de afastamento social. Todas têm o apoio do governo, mas precisam ser seguidas de ações para identificar o diagnóstico da população. “Nós apoiamos todas, porque quem sabe o que é necessário, naquele momento precisa de apoio, e nós apoiamos.”

Legado

Com o início das operações da Unidade de Apoio ao Diagnóstico da Covid-19, segundo o ministro, a Fiocruz dá mais um passo em sua estrutura interna, deixando um prédio que ficará como legado, o centro de testagem. A logística nacional de testagem do Brasil não é simples por ser um país continental, explicou. “Nossos Lacens [Laboratório Central de Saúde Pública] não têm estrutura e capacidade de fazer toda a demanda de testagens, processamentos. Cabe à Fiocruz, aqui e em São Paulo, receberem a demanda para reforçar os Lacens . O Lacen não puder fazer no seu estado, faremos a logística, traremos para cá, e com isso, a gente faz o aumento da nossa capacidade de testagem”.

O ministro destacou que a testagem efetiva trata de epidemiologia, acompanhamento e compreensão das curvas de casos. O diagnóstico já foi feito anteriormente pelo médico. Pazuello acrescentou que dessa forma vai ser possível parar o sangramento que representa as mortes diárias pela covid-19.

“Espero ter sido claro nessa posição, claro que estou falando para que a imprensa divulgue. Esse é o papel que espero de todos nós. Fica clara a missão: é preciso que todos compreendam o que tem que ser feito para que possamos parar o sangramento e as perdas. Todos os dias nós sofremos as perdas. Não é um número. Não 95 mil, 98 mil, 100 ou 101 que vão fazer a diferença. O que faz a diferença é cada um brasileiro que se perde. A gente precisa compreender como parar o sangramento e parar o sangramento é diagnóstico precoce, tratamento imediato, compreensão do suporte ventilatório antes da UTI”, afirmou.

Fiocruz

A presidente da Fiocruz, Nísia Trindade, disse que a entidade tem atuado em diversas frentes no combate ao novo coronavírus, desde os testes moleculares, ações educacionais e de pesquisa, uma vez que ainda há muitas questões sem respostas, que afligem o país e o mundo. Nísia lembrou que a Fiocruz está à frente do desenvolvimento da vacina de Oxford.

A presidente agradeceu à Iniciativa Todos pela Saúde, que conta com recursos do Itaú Unibanco e participa do projeto de início da operação da Unidade de Apoio ao diagnóstico da Covid-19. Agradeceu também ao ministério da Saúde pelo apoio a esta ação fundamental no enfrentamento à pandemia, com a ampliação da capacidade de realização dos testes.

“A política e capacidade de testagem é fundamental hoje em todas as etapas, por isso, a Fiocruz nos seus 120 anos, com os importantes apoios aqui mencionados, com muito compromisso, faz ela faz essa entrega hoje. Lamentamos as perdas de vidas durante essa pandemia e reforçamos o nosso compromisso com ações de saúde pública, de ciência e tecnologia que nos permitam nosso país superar este quadro e caminhar no sentido de fortalecimento do nosso Sistema Único de Saúde e da base científica e tecnológica tão importante para isso”, disse.

Nísia Trindade disse que a inauguração é um fortalecimento de todo o sistema de vigilância no qual os Laboratórios Centrais dos estados têm papel relevante. “Nosso objetivo é somar, contribuir e em um momento tão delicado somarmos forças”, acrescentou, afirmando, que após a pandemia a Unidade de Apoio será certamente uma contribuição fundamental no campo da vigilância sanitária do país.

Recursos

A vice-presidente do Banco Itaú e representante da instituição no Comitê Gestor da Iniciativa Todos pela Saúde, Claudia Politanski, lembrou que a instituição colaborou com a construção do Hospital de Campanha de Manguinhos, estrutura permanente que pertence a Fiocruz, além do centro de testagem da Fundação o banco também destinou recursos para o centro de testagem do Ceará.

“A gente sabe a importância da testagem no combate à pandemia e no controle da gestão epidemiológica dessa doença. Temos também a oportunidade de ajudar na estruturação do projeto de vacinação a gente sabe também da importância no contexto todo”, informou, destacando que a Unidade de Apoio ao Diagnóstico permanecerá depois da pandemia e vai atender a outros desafios no âmbito da saúde pública que possam se apresentar.

O presidente da Comissão Externa do Coronavírus na Câmara Federal, Luiz Antônio Teixeira Júnior, o deputado Luizinho (PP/RJ), disse que Pazuello vai marcar a gestão dele como ministro, pelo apoio à Fiocruz, que é a mola da saúde pública brasileira.

“Sai daqui, desses cérebros, dessas equipes a possibilidade de transformação da saúde pública brasileira. Cada investimento aqui dentro é uma decisão de legado”, observou, acrescentando que está na Fiocruz a esperança de libertação dos brasileiros com o desenvolvimento da vacina contra a doença.

“Daqui vai sair a libertação do povo brasileiro nesse momento tão difícil. É daqui, dessa casa de 120 anos que vai nascer a vacina, que com certeza absoluta, vai devolver a norma

Edição: Maria Claudia

Fonte: EBC Saúde

Comentários do Facebook

Saúde

Cristo será iluminado hoje de rosa para prevenir câncer de mama

Publicado

em


O Cristo Redentor ficará iluminado de rosa a partir das 18h desta quinta-feira (1º), marcando o início da edição 2020 do movimento Outubro Rosa, liderado pela Fundação Laço Rosa.

A iniciativa lembra que o câncer de mama não pode esperar, é uma causa de todos e deve ser lembrado durante o ano inteiro. A instituição é reconhecida nacionalmente pelo empenho em diminuir as desigualdades de acesso e tratamento do câncer. O tema da campanha, este ano, é #doarsalva.

A solenidade de iluminação contará com a participação da madrinha da campanha, a atriz Ana Furtado,seguida de uma live (evento ao vivo, pela internet) com participação da cantora Maria Rita e apresentação de atriz Adriane Galisteu, que será transmitida diretamente do Hotel Fasano, em Ipanema, a partir das 20h30.

Madrinhas de edições anteriores do Outubro Rosa, como Juliana Paes e Flávia Alessandra, darão depoimento sobre a causa, que já ganhou apoio de outras atrizes, entre as quais Ingrid Guimarães e Alinne Moraes. A campanha destaca que, este ano, devido à pandemia do novo coronavírus, muitas pacientes de câncer de mama tiveram seus tratamentos interrompidos.

Sem quarentena

A presidente da Fundação Laço Rosa, Marcelle Medeiros, observou que o câncer de mama é uma doença que “não faz quarentena e nem espera”. Daí a importância da conscientização das mulheres em se cuidarem para evitar a doença.

“Doar precisa estar na cultura da população, porque vimos que #doarsalva. Por isso, lançamos esse movimento e convidamos todos que puderem para doar e arrastar outras pessoas pelo exemplo. Também lançamos o selo rosa para as empresas comprometidas com a Laço Rosa. O câncer não vai esperar a covid passar e os números, que já eram feios, agora são mais alarmantes. Mais do que nunca, é necessário e urgente que todos ajudem a salvar vidas”, disse Marcelle.

De acordo com dados do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca), entre 2020 e 2022, o Brasil terá 66,280 mil casos novos de câncer de mama, ou seja, um risco estimado de 61,61 casos novos a cada 100 mil mulheres.

Ações online

Em razão da pandemia, as ações do Outubro Rosa 2020 serão todas online. Uma delas envolve a parceria da Laço Rosa com a Crossnetworking, que resultará, no próximo dia 10, no projeto Extra Life, que vai contar com a participação de youtubers (criadores de conteúdo do You Tube) e gamers (jogadores de videogames). Os dois grupos disputarão com a meta de arrecadar doações para a causa do câncer de mama, em um formato de game show solidário.

A Fundação Laço Rosa será representada no evento por Malena, dona do maior canal gamer feminino do Brasil, com mais de 6 milhões de seguidores. Ela vai disputar o jogo Minecraft com um especialista. Para vencer esse desafio, o público poderá ajudar Malena fazendo doações até atingirem metas que façam a representante da Laço Rosa vencer, informou a assessoria de imprensa da instituição.

A programação prevê ainda palestras de conteúdo médico, entretenimento, informações sobre direitos das pacientes, eventos sobre mercado de trabalho, entre outras iniciativas.

Orientações para as inscrições podem ser obtidas no perfil @fundacaolacorosa. Este ano, as marcas Pantene, Grand Cru, Vigor, Ame Digital, Aneethun, Mamma Jamma, Eva, Agilitá, Afghan, Duloren, Antônio Banderas e Crossnetworking vão ganhar da Laço Rosa o selo Amigo Rosa, como marcas parceiras da instituição no combate ao câncer de mama.

Edição: Maria Claudia

Fonte: EBC Saúde

Comentários do Facebook
Continue lendo
Esportes6 minutos atrás

Oitavas da Copa do Brasil reservam equilíbrio e emoção

Os oito confrontos das oitavas de final da Copa do Brasil estão definidos. Quem conseguir avançar de fase vai embolsar...

Entretenimento6 minutos atrás

“A Fazenda 12”: Thays desabafa sobre Biel: “Não olha na minha cara”

Na tarde desta quinta-feira (1), Thays Reis desabafou sobre Biel em “A Fazenda 12”. A cantora estava na casa da...

Nacional21 minutos atrás

Justiça impõe que Arthur do Val exclua 8 vídeos contra o padre Júlio Lancellotti

Divulgação/Assembleia Legislativa de São Paulo Justiça eleitoral impõe que Arthur do Val exclua 8 vídeos contra o padre Júlio Lancellotti...

Nacional21 minutos atrás

Pastor compara gays a câncer e Aids e é condenado a pagar R$ 100mil

Divulgação A declaração foi feita quando Ezequiel estava à frente da Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos...

Policial21 minutos atrás

Bikepatrulha do 6º BPM recupera motocicleta com restrição

Nesta quarta-feira (30), militares do 6º BPM apreenderam um revólver e recuperaram uma motocicleta com restrição de furto/roubo.  A primeira...

Esportes36 minutos atrás

“Sempre coloquei pressão sobre mim mesmo”, diz Anthony Davis

O jogador do Los Angeles Lakers Anthony Davis esperou toda sua carreira para chegar às finais da NBA (liga de...

Tecnologia36 minutos atrás

Google vai investir US$1 bi em jornalismo e tirar acesso pago de notícias

Unsplash/Nathana Rebouças Google lança novidade para acompanhar notícias O  Google  lança, nesta quinta-feira (1º), a ferramenta “Destaques” focada em apoiar...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!