conecte-se conosco


Nacional

Familiares de Marielle pedem explicação sobre mandante

Publicado

em

Segundo a Polícia Civil, investigação do caso Marielle Franco vai continuar
Reprodução/Anistia Internacional

Segundo a Polícia Civil, investigação do caso Marielle Franco vai continuar

Um ano após a morte de Marielle Franco e dois dias depois da prisão de Ronnie Lessa e Élcio Queiroz, suspeitos do crime, familiares da vereadora cobram respostas sobre quem seriam os possíveis mandantes do assassinato. A Polícia Civil afirmou que a questão do mandante será tratada na segunda fase da investigação, mas não descartou a possibilidade de os suspeitos terem agido por conta própria.

Em entrevista ao jornal Valor Econômico, o ministro da Justiça, Sergio Moro, afirmou acreditar na existência de mandantes do assassinato de Marielle Franco e seu motorista Anderson Gomes. “Acredito que essa é uma hipótese probatória bastante provável, e que a investigação não pode ser encerrada antes disso ser confirmado, identificados os mandantes, ou completamente descartada. A impressão que se tem é que existem mandantes”, disse.

A viúva de Marielle, Mônica Benício, afirmou que a solução completa do caso é um dever do Estado com a sociedade, a democracia e os familiares das vítimas. “A gente tem que pensar que mais importante que prender mercenários é responder à questão mais urgente e necessária de todas, que é quem mandou matar a Marielle e qual foi a motivação para o crime. Espero não ter que aguardar mais um ano para ter essa resposta”, disse Mônica.

Da mesma forma, o deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ), com quem Marielle  trabalhou, destacou que ainda é preciso revelar a motivação do crime.“Quem matou Marielle não foi apenas quem apertou o gatilho. Quem matou Marielle foi quem planejou a sua morte, foi quem desejou a sua morte, foi quem contratou, foi quem politicamente desejou eliminar Marielle. É muito importante para o país saber quem mandou matar Marielle, qual o objetivo político e qual a motivação”, disse Freixo.

A viúva de Anderson Gomes, Ághata Reis, ponderou que as prisões são só um começo. “O que aconteceu foi muito maior do que a gente poderia imaginar. É realmente um divisor de águas. A prisão desses dois é só um começo, um pontapé. Tem muita coisa ainda para ser descoberta, para que a gente ponha um ponto final no nosso sofrimento. Queremos descobrir o mais rápido se houve um mandante”.

A identidade de possíveis mandantes é uma das perguntas que vão guiar a segunda fase da investigação, que já está em curso. O chefe da Delegacia de Homicídios do Rio de Janeiro, delegado Giniton Lages, deixou claro ontem que as equipes continuam a apuração de outros suspeitos de envolvimento no crime.

“O caso ainda está em aberto”, resumiu Giniton Lages, ao apresentar os resultados da investigação na última terça, após um ano de sigilo. O segredo em relação aos dados da investigação vai continuar na segunda fase, adiantou ele, que não descartou a possibilidade de os assassinos terem agido por conta própria. “Se ele [Ronnie Lessa] resolveu da cabeça dele, é uma hipótese, está em aberto. Se ele recebeu para fazê-lo, está em aberto. Por isso que a segunda fase é muito difícil”.

Ontem, o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, disse haver grande probabilidade de que os assassinos tiveram um mandante e informou que a segunda fase contará com técnicas de investigação próximas das usadas contra organizações criminosas, com análise de documentos já apreendidos, oitiva de testemunhas e delação premiada. Os advogados dos dois suspeitos presos, entretanto, afastam a possibilidade de acordos de colaboração e afirmam que seus clientes são inocentes.

A investigação das mortes de Marielle Franco e Anderson Gomes, no entanto, não será mais coordenada na Polícia Civil pelo delegado Giniton Lages, que foi convidado pelo governador para  participar de um intercâmbio na Itália para estudar formas de combate a organizações criminosas como a Máfia. Giniton vai ajudar a elaborar um programa de aperfeiçoamento para delegados fluminenses e um programa de intercâmbio no Rio de Janeiro para policiais italianos.

Fonte: IG Mundo
Comentários do Facebook
Leia mais:  Agentes apreendem cachaça e cerveja jogados para dentro de presídio no RS
publicidade

Nacional

Vizinho dava biscoito para estuprar menina de 10 anos

Publicado

em

Os abusos aconteciam no quintal da casa da menor quando a mãe dela ia trabalhar. O vizinho levava biscoitos e refrigerantes para ganhar a confiança da vítima e dos irmãos menores. 

Os abusos aconteceram no quintal de uma casa simples, feita de madeira localizada no setor Santa Jenoveva em que uma equipe da policia conseguiu filmar o indivíduo no quintal da casa da família da vitima onde nao estavam nem a mãe e nem o padrasto da menina.

O bairro é um dos mais novos da cidade de Cuiabá com poucas casas e talvez tenha sido esse o pensamento de Carlos Nunes da Silva de 37 anos naquela tarde de quinta-feira.

A policia descobriu que Carlos morava uma quadra acima do local onde mora a criança. Apos ser interrogado, o suspeito confessou o crime pois haviam provas suficientes para incrimina-lo.

Para agradar a menina ele levava bolachas e refrigerantes para que assim ganhasse cada vez mais a sua confiança.

Comentários do Facebook
Leia mais:  Homem em carro de luxo mata morador de rua a tiros
Continue lendo
Nacional1 hora atrás

Vizinho dava biscoito para estuprar menina de 10 anos

Os abusos aconteciam no quintal da casa da menor quando a mãe dela ia trabalhar. O vizinho levava biscoitos e...

Nacional1 hora atrás

Homem joga cadeira em ladrão para proteger família durante assalto e é morto.

Família estava jantando em casa quando foi abordada por dupla armada que fez todos reféns. Sogro do homem que foi...

Esportes11 horas atrás

Com um a menos, Atlético-MG vence Flamengo e assume vice-liderança

Divulgação O jogador Cazares, do Atlético-MG, fez um dos gols no Flamengo nesta noite de sábado (18) Em uma noite...

Esportes11 horas atrás

Palmeiras domina, goleia o Santos e se isola na liderança do Brasileiro

Cesar Grego/ Ag. Palmeiras/ Divulgação Deyverson fez um dos gols do Palmeiras no jogo contra o Santos neste sábado (18)...

Nacional11 horas atrás

Simulação de evacuação em Barão de Cocais tem menos de 30% do público esperado

Divulgação/Vale Existe a previsão de que a barragem de Barão de Cocais pode se romper a qualquer momento entre os...

Nacional11 horas atrás

Acumulou! Prêmio da Mega-Sena pode pagar R$ 12 milhões na quarta-feira

iG São Paulo Para concorrer ao prêmio da Mega-Sena, é preciso escolher pelo menos seis números entre os 60 disponíveis...

Estadual11 horas atrás

Chuvas fortes causam alagamento e deixam 70 desabrigados em Vila Velha

Reprodução/Twitter Chuvas fortes na madrugada e manhã de sábado (18) causaram alagamentos e deixaram 70 desabrigados Fortes chuvas na madrugada e...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana