conecte-se conosco


Economia

Faltam “de 60 a 70 votos” para aprovar reforma da Previdência, afirma Mourão

Publicado

em


O vice-presidente acredita que governo precisa conquistar entre 60 e 70 votos para conseguir a aprovação da reforma da Previdência
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL
O vice-presidente acredita que governo precisa conquistar entre 60 e 70 votos para conseguir a aprovação da reforma da Previdência


O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, disse nessa terça-feira (19) que faltam “de 60 a 70 votos” de parlamentares para que o governo consiga que a reforma da Previdência seja aprovada. De acordo com ele, a proposta já reúne cerca de 250 votos positivos.

Leia também: Endividados, estados e municípios seguirão novas regras da Previdência

A gente sabe que a oposição tem em torno de 150 votos [contra a reforma da Previdência
]. Então sobram 363 para serem garimpados. Acredito que temos 250. Então entre 60, 70 votos terão que ser buscados”, calculou Mourão.

A expectativa é que a proposta de reforma
seja enviada ao Congresso Nacional já nessa quarta-feira (20). Segundo o secretário de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, o texto será levado pessoalmente pelo presidente Jair Bolsonaro

.

Depois de enviado ao Congresso, o projeto será analisado pela Câmara dos Deuputados em precisará sem aprovado em dois turnos, com pelo menos 308 votos em cada um deles. Se aprovada, a r eforma da Previdência
parte para o Senado Federal, precisando obter 49 votos favoráveis também em duas votações diferentes.

Reforma da Previdência: o que se sabe até agora


Rogério Marinho, secretário de Previdência, anunciou as idades mínimas para a aposentadoria: 65 anos para homens e 62 para mulheres
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Rogério Marinho, secretário de Previdência, anunciou as idades mínimas para a aposentadoria: 65 anos para homens e 62 para mulheres




Na última quinta-feira (14),  Marinho anunciou as i dades mínimas para a  aposentadoria 

decididas pela equipe econômica do governo e pelo presidente. De acordo com ele, o texto prevê idade mínima
de 65 anos para homens e 62 para mulheres. Elas devem ser alcançadas dentro de 12 anos, período de transição escolhido por eles.

Leia mais:  Caminhoneiros capixabas são sequestrados e mantidos em cativeiro por quadrilha em Mato Grosso

Marinho destacou ainda que os valores decididos para a reforma foram um meio termo encontrado, já que Bolsonaro defendia a diferenciação das idades mínimas, ao contrário de sua equipe. O presidente queria 60 anos para mulheres e 65 para homens, enquanto sua equipe propunha 65 para ambos. Bolsonaro também desejava, um período de transição mais longo do que o decidido (de 20 anos, e não 12).

“Nós conversamos com ele, e o presidente tem sensibilidade. Entendeu também as condições da economia. E fez a distinção do gênero. Ele acha importante que a mulher se aposente com menos tempo de contribuição e trabalho do que o homem e nós conseguimos encurtar um pouco essa questão da transição”, declarou o secretário.

Leia também: Reforma da Previdência deve igualar regras para novos políticos às do INSS

Também segundo Marinho, Bolsonaro pediu que, no momento, sejam divulgadas apenas “algumas” informações sobre a nova Previdência 
. Outras informações virão a público apenas no dia 20 de fevereiro, quando a proposta for enviada para aprovação do Congresso Nacional.

Fonte: IG Economia
Comentários do Facebook
publicidade

Economia

Puxão de orelha? Alcolumbre cobra atuação maior do governo na reforma tributária

Publicado

em

source
Rodrigo Maia, Jair Bolsonaro, Davi Alcolumbre arrow-options
Marcos Corrêa/PR
Davi Alcolumbre (dir.) defende que a proposta de reforma tributária seja elaborada por comissão com Senado, Câmara e governo

O presidente do Senado,  Davi Alcolumbre  (DEM-AP), criticou a postura do governo em relação aos debates para a construção de uma proposta de  reforma tributária .

Segundo Alcolumbre, a equipe econômica , chefiada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes , deveria participar mais das discussões, para contribuir com a formação de um texto consensual.

Relator da reforma tributária quer impostos separados para estados e municípios

“Acho que o governo precisava atuar de forma mais presente em relação a esse tema. Os debates na Câmara estão avançando, assim como no Senado, e a gente não vê o governo apresentando, de fato, uma sugestão que possa incorporar, aprimorar, melhorar, enfim, contribuir com o que está tramitando (no Congresso)”, disse o parlamentar.

Paulo Guedes arrow-options
Leonardo Rodrigues / Agência O Globo
Equipe do ministro da economia Paulo Guedes não está participando ativamente das discussões sobre a reforma tributária, segundo senador Davi Alcolumbre

Ele voltou a defender a formação de uma comissão tripartite – integrada por Senado, Câmara e Executivo – para que seja elaborada uma única proposta. Alcolumbre enfatizou que essa comissão daria mais celeridade à tramitação da reforma tributária.

Estados fecham proposta alternativa de reforma tributária

“Essa é uma matéria que o Brasil aguarda e, no fim, teremos que colher os frutos: melhorar e simplificar a vida das pessoas e garantir tranquilidade para os empreendedores investirem no país. A reforma tributária tem que ser construída com a participação do governo”, declarou.

“Alguém imagina que a reforma pode ser votada com a ausência do governo?”, perguntou o senador.

A ideia de uma comissão mista é defendida por Alcolumbre há algum tempo. Ele disse ter conversado sobre o assunto com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Ele assegurou que ambos concordam com esse caminho.

Roberto Rocha arrow-options
Moreira Mariz/Agência Senado
Relator da reforma tributária no Senado, Roberto Rocha (PSDB-MA) terá reunião com Alcolumbre

Alcolumbre disse, ainda, que vai se reunir nos próximos dias com os relatores das propostas de reforma tributária que tramitam no Senado, Roberto Rocha (PSDB-MA); e na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB). O objetivo é tratar da unificação de um texto .

Leia mais:  Operação Varreddura investiga fraude em coleta de lixo tem nova fase no Noroeste do ES

Reforma tributária tem cinco propostas diferentes: saiba porquê

“Quem tem três reformas na mão, não tem nenhuma. O que a gente quer é a desburocratização da vida das pessoas.  Ou essas alternativas convergem para um texto que possa ser palatável e que possa ser aprovado e o resultado dele seja fruto desse trabalho, ou a gente faz a matéria sem a participação efetiva do Ministério da Economia”, disse Alcolumbre.

“Ausência de sugestões, de manifestações e colaborações é o que acaba criando esse conflito de informações”, argumentou.

Fonte: IG Economia
Comentários do Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie
Economia1 minuto atrás

Puxão de orelha? Alcolumbre cobra atuação maior do governo na reforma tributária

arrow-options Marcos Corrêa/PR Davi Alcolumbre (dir.) defende que a proposta de reforma tributária seja elaborada por comissão com Senado, Câmara...

Economia59 minutos atrás

10 mitos e verdades sobre a segurança no investimento em criptomoedas

Fonte: IG Economia Comentários do Facebook Leia mais:  Como colocar em prática as metas de vida para 2019? Apenas comece

Direto de Brasília1 hora atrás

Operação no Complexo do Alemão deixa quatro mortos e um PM ferido

arrow-options Bruno Itan/ Coletivo Alemão Segundo a Polícia, operação no Complexo do Alemão era para combater o tráfico de drogas...

Direto de Brasília1 hora atrás

Reguffe se filia ao Podemos depois de ficar três anos em mandato sem partido

arrow-options Divulgação Reguffe se filia ao Podemos após três anos sem partido O senador Reguffe (DF) aderiu nesta quarta-feira (18) ...

Direto de Brasília1 hora atrás

“De forma nenhuma fomos traídos pelo Senado”, diz Rodrigo Maia

arrow-options MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL “De forma nenhuma fomos traídos pelo Senado”, diz Rodrigo Maia O presidente da Câmara, Rodrigo Maia...

Direto de Brasília1 hora atrás

Entidades pedem para Maia evitar ‘retrocessos’ sobre projeto dos partidos

arrow-options Aloisio Mauricio/Fotoarena/Agência O Globo – 26.8.19 Rodrigo Maia garantiu na última terça-feira (17) que manteria o projeto original Entidades...

Direto de Brasília1 hora atrás

Conselho de Ética e Decoro do Senado é instaurado com sete meses de atraso

arrow-options Marcos Oliveira/Agência Senado Davi Alcolumbre anuncia a instauração do Conselho de Ética e Decoro do Senado O presidente do...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana