conecte-se conosco


Nacional

Faca usada por Adélio no atentado contra Bolsonaro vira peça de museu da PF

Publicado

em

A faca utilizada por Adélio Bispo de Oliveira no atentado ao presidente Jair Bolsonaro, durante ato em campanha em Juiz de Fora (MG), em setembro de 2018, irá compor o acervo do museu da Academia Nacional de Polícia Federal, em Brasília (DF). A decisão foi tomada pelo juiz Bruno Savino, responsável pelas ações do caso na 3ª vara da Justiça Federal em Juiz de Fora, após pedido do Ministério Público Federal (MPF).

faca arrow-options
Reprodução
Faca usada para atacar Bolsonaro em Minas Gerais

 A possibilidade da  faca ser destinada a um museu está prevista no Código Penal. Segundo a legislação, os instrumentos do crime, quando possuem valor histórico, podem ser recolhidos a um museu criminal, se houver interesse na sua conservação. É com base nesse entendimento que a faca vai se tornar parte do acervo da Polícia Federal.

Na decisão, Savino destacou que “não há dúvidas” quanto ao relevante valor histórico da faca utilizada no atentado contra Bolsonaro e, consequentemente, quanto ao interesse de sua conservação em prol da história política recente do país.

“O material representa não somente a violência sofrida pelo Presidente da República Jair Messias Bolsonaro , quando estava em pleno ato de campanha eleitoral, no exercício dos direitos políticos assegurados pela Constituição da República, mas, sobretudo simboliza, a partir de uma ótica mais ampla, a agressão cometida contra o próprio regime representativo e democrático de direito”, argumentou o magistrado.

Leia também: Bolsonaro toma primeiro banho após cirurgia, mas segue com mesma dieta

A decisão de destinar a faca para o museu da Polícia Federal foi feita após um pedido da diretoria da Academia Nacional de Polícia, responsável pelo espaço. A corporação alega que o objeto foi apreendido e periciado em inquérito policial da PF e possui relevância para a história da instituição e do país.

Leia mais:  Águas-vivas causam 2,3 mil queimaduras em cinco dias no Rio Grande do Sul

No pedido, o MPF havia solicitado que a decisão da destinação ficasse a cargo da União. No entanto, na decisão, o magistrado explicou que, uma vez que o pedido veio do departamento da Polícia Federal, órgão da Administração Direta Federal, presume-se que não tenha havido oposição de Bolsonaro, a quem a corporação está diretamente subordinada.

Desde o atentado, a faca está guardada em um cofre na 3ª vara da Justiça Federal em Juiz de Fora, onde correm as ações relacionadas ao caso. O material foi acondicionado no fórum logo após ser periciado pela Polícia Federal, uma vez que foi utilizado com uma das provas do crime. À época, a faca foi apreendida pela polícia logo após Adélio dar o golpe no então candidato à presidência.

Leia também: Quarta cirurgia de Bolsonaro dura 2 horas a mais do que a previsão dos médicos

O material deverá ser entregue nos próximos dias ao delegado Rodrigo Morais Fernandes, responsável pelos inquéritos que investigam o crime, e destinados ao museu da Polícia Federal. Ainda não há prazo para que o material seja exposto ao público.

O pedido de permanência do agressor em Campo Grande foi feita pelo Ministério Público Federal (MPF), que alega riscos a segurança de Adélio em uma possível transferência. A solicitação é embasada com posicionamento da própria banca de advogados do agressor. Eles temem que seu cliente vire alvo de retaliações e ataques políticos que possam culminar em morte.

Preso há um ano no local, Adélio não recebe visitas frequentes dos advogados, nem de seus familiares. Em carta enviada aos seus parentes e ao juiz Bruno Savino, em maio deste ano, o agressor disse que está triste por ficar distante da família e que gostaria de ser transferido para algum presídio próximo a Montes Claros (MG), onde seus familiares vivem.

Leia mais:  Parentes de Bolsonaro usaram helicóptero oficial para ir ao casamento de Eduardo

Em sentença publicada em junho deste ano, Adélio foi absolvido de modo impróprio, porque o agressor sofre de transtorno delirante persistente, segundo pareceres médicos da defesa de Adélio e de peritos escolhidos pela acusação, que o torna inimputável. Ou seja: não pode ser punido criminalmente.

Se renovada a prisão, Adélio seguirá o tratamento de sua doença em um manicômio judiciário dentro do presidio em Campo Grande. Ele deverá seguir no local enquanto não for verificada a cessação de sua periculosidade.

Comentários do Facebook
publicidade

Nacional

Aeroportos brasileiros passam a transmitir alerta da Anvisa sobre coronavírus

Publicado

em

source

Agência Brasil

aeroporto arrow-options
Reprodução

Mensagem com cerca de 1 minuto traz orientações para passageiros que possam ter circulado na China

Os aeroportos brasileiros começaram a divulgar a partir desta sexta-feira (24) um alerta da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sobre o coronavírus. No alerta, uma mensagem de áudio de aproximadamente 1 minuto, a Anvisa orienta os passageiros que chegaram da China e estão com sintomas como febre e tosse a procurar uma unidade de saúde. Também são dadas orientações para evitar a transmissão de doenças.

Leia mais: China fecha parte da Muralha e da Cidade Proibida devido ao coronavírus

A E mpresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária ( Infraero ) confirmou que todos os aeroportos administrados por ela veicularão a mensagem. Segundo a Anvisa, os aeroportos concedidos à iniciativa privada também receberam o alerta sonoro e devem veiculá-lo. A agência se reuniu especificamente com representantes do aeroporto de Guarulhos, por tratar-se de um local com fluxo intenso de voos internacionais.

Nessa reunião, a Anvisa informou profissionais de empresas aéreas e de outros setores do aeroporto sobre a atual situação do coronavírus e sobre a definição do governo brasileiro, alinhada às orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS) do que pode ser considerado um caso suspeito. Além disso, a agência abordou a intensificação nos procedimentos de limpeza e desinfecção dos terminais.

O coronavírus matou 26 pessoas na China e a doença chegou a outros países, como Japão , Tailândia e Coreia do Sul. Não há registros de que a doença tenha chegado ao Brasil. A fonte do vírus ainda é desconhecida, sendo possivelmente de uma reserva animal, e a extensão da transmissão entre humanos ainda não é clara.

Leia também: Ministério da Saúde garante que coronavírus não chegou ao Brasil

“A Anvisa informa: se você tiver febre, tosse ou dificuldade para respirar dentro de um período de 14 dias após a viagem para a China, você deve procurar uma unidade de saúde mais próxima e informar a respeito da viagem. Se você tiver febre, tosse ou dificuldade para respirar tome medidas simples, que podem evitar a transmissão de doenças: lave as mãos frequentemente com água e sabão. Se não tiver água e sabão, use álcool em gel. Cubra o nariz e a boca com lenço descartável ao tossir ou espirrar. Descarte o lenço no lixo e lave as mãos. Evite aglomerações e ambientes fechados, procurando manter os ambientes ventilados. Não compartilhe objetos de uso pessoal como talheres, pratos, copos ou garrafas. Procure o serviço de saúde mais próximo”.

Comentários do Facebook
Leia mais:  Crianças pegam "carona" penduradas em vagão de metrô; assista
Continue lendo
Entretenimento25 minutos atrás

Guilherme diz que não ficaria com Mari Gonzalez e Jonas responde: “Obrigado”

Na tarde desta sexta-feira (24) uma cena curiosa chamou a atenção dos fãs da atual edição do Big Brother Brasil...

Entretenimento25 minutos atrás

Quem é você em cada rede social? Famosos aderem meme que está bombando na web

Você já deve ter visto na web o mais novo meme que consiste em postar uma foto em quatro situações diferentes, conforme...

Esportes25 minutos atrás

Palmeiras está na final da Copa Santiago após vitória sobre o Inter

Pelo terceiro ano consecutivo o Palmeiras está na final da Copa Santiago de Futebol Juvenil. Na noite de hoje (24),...

Esportes25 minutos atrás

Morre o jornalista e comentarista esportivo Sérgio Noronha 

O jornalista e comentarista esportivo Sérgio Noronha, chamado carinhosamente de seu Nonô, morreu hoje (24) aos 87 anos, no Hospital...

Versão Impressa36 minutos atrás

FA 1032 / 25 DE JANEIRO DE 2020

Comentários do Facebook Leia mais:  Parentes de Bolsonaro usaram helicóptero oficial para ir ao casamento de Eduardo

Política46 minutos atrás

‘Eu não preciso fritar ministro para demitir’, diz Bolsonaro sobre Moro

arrow-options Jornal de Brasília Bolsonaro avaliava separar pasta comandada por Moro Depois de recuar da possibilidade de recriar a pasta...

Internacional2 horas atrás

França confirma três casos de coronavírus

A nova pneumonia viral chegou esta sexta-feira (26) à Europa, com a confirmação de dois casos positivos de coronavírus na...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana