conecte-se conosco


Nacional

Explosão em padaria deixa dois mortos e mais de 40 feridos em Paris

Publicado

em


Explosão em Paris deixou dois mortos e mais de 40 pessoas feridas
Reprodução/Instagram @croissandeau

Explosão em Paris deixou dois mortos e mais de 40 pessoas feridas

Uma forte explosão em Paris, supostamente causada por um vazamento de gás em um prédio, deixou dois mortos e 47 feridos, no centro da cidade, capital da França, na manhã deste sábado (12). O acidente ocorreu em uma padaria que fica no térreo de um edifício, em uma das zonas turísticas da capital, na região do teatro Folies Bergère.

Leia também: Donald Trump diz que não vai a Davos por causa do impasse nos Estados Unidos

Suspeita-se que antes da explosão em Paris também tenha havido um incêndio. O imóvel ficou completamente destruído.

De acordo com o ministro do Interior francês, Christophe Castaner , os mortos são dois bombeiros. Antes, ele havia noticiado a morte de três homens, mas depois se corrigiu. Um outro bombeiro ficou cerca de duas horas e meia preso entre escombros, mas foi resgatado. Em relação aos feridos, ao menos dez estão em estado grave.

Os bombeiros foram acionados por volta das 9h, de acordo com o horário local (6h em Brasília) para irem até a padaria, localizada no cruzamento entre a rua Trevise e a rua Sainte-Cécile. Os arredores da região também foram afetados, deixando carros e vitrines de estabelecimentos vizinhos danificados.

Leia também: Em posse, Maduro ataca direita e diz que Venezuela é ‘profundamente democrática’

Usuários do Tweeter publicaram fotos e vídeos antes de os bombeiros terem chego ao local. Entre eles, um descreveu a situação: “Moradores pedem ajuda e muitos tentam sair de seus apartamentos”.

Leia mais:  Bolsonaro assina nesta terça-feira decreto que facilita posse de armas

Outros ainda mostraram cenas das regiões próximas ao local do acidente.

Autoridades francesas, como o premier Edouard Philippe e a prefeita de Paris, Anne Hidalgo, visitaram a área pela manhã. A explosão em Paris ocorre em um dia em que as forças de segurança da França estão blindando a capital para a 9ª manifestação do  movimento “gilet jaunes” (coletes amarelos).

*Com informações da Ansa

Comentários do Facebook
publicidade

Nacional

Briga em velório acaba com dois mortos

Publicado

em

Uma confusão durante um velório terminou na morte de um jovem e um adolescente, de 18 e 17 anos, respectivamente. Uma das vítimas, Wemerson de Araújo, estava na rede com o filho quando foi atingida por um golpe de faca e, em seguida, de enxada. O crime foi cometido na Vila do Incra, em Porto Acre. O segundo rapaz também foi esfaqueado.

“Eles estavam em um velório e começou uma briga por causa de uma mulher lá. E nessa briga meu filho não estava, ele estava deitado nesse velório dentro de uma rede com o bebê dele dormindo. Ele acordou com a primeira facada, saiu da rede e correu, no que correu, deram uma enxadada na cabeça dele e ele já caiu na rua”, conta a mãe de Araújo, Maria Helena.

Ainda de acordo com ela, o filho teve a cabeça arrancada por um dos golpes de facão. Um outro adolescente, de 17 anos, também foi esfaqueado e levado ao pronto-socorro. Até o momento, três pessoas foram presas suspeitas de cometer o duplo homicídio. Um boletim de ocorrência foi registrado. O autor das facadas teria sido liberado, segundo a família das vítimas.

“O assassino saiu pela porta da frente. Fui falar com o delegado e ele mandou todo mundo calar a boca, se não ia matar a todos. Fomos na delegacia para pegar o documento e levar no IML. O cara mata e sai pela porta da frente. Como colocam um delegado desse? Que judia do pai da vítima. Secretário de Segurança, nós precisamos de respeito. Não somos vagabundos e o delegado precisa respeitar a nossa dor”, desabafou a mãe.

Delegado é denunciado

Quando a família questionou o delegado sobre a soltura do suspeito do crime, o agente começou a agredir e ameaçar os parentes. “Empurraram e bateram no meu outro filho. Dois policiais também colocaram a arma em cima da gente, sendo que só queremos os nossos direitos. Não fizemos nada de errado”, completa Soares.

Leia mais:  Bolsonaro assina nesta terça-feira decreto que facilita posse de armas

A Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) disse que está apurando o caso e deve se posicionar posteriormente.

Fonte: G1

Comentários do Facebook
Continue lendo

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana