conecte-se conosco


Nacional

Executivos da Vale negam que empresa sabia sobre risco de rompimento de barragem

Publicado

em


Rompimento da barragem da Vale vitimou centenas de pessoas em Brumadinho (MG)
Divulgação/Corpo de Bombeiros MG

Rompimento da barragem da Vale vitimou centenas de pessoas em Brumadinho (MG)



Executivos da Mineradora Vale negaram, durante entrevista concedida na tarde desta terça-feira (12), que a empresa sabia que a barragem da Mina Córrego do Feijão, localizada na cidade de Brumadinho, Região Metropolitana de Minas Gerais, apresentava riscos de rompimento.

Leia também: Lama de Brumadinho avança e assusta comunidades às margens do Rio Paraopeba

De acordo com os funcionários da Vale , os relatórios periódicos indicavam que a estrutura da barragem era “estável”. Eles afirmam que, em 2018, o sistema de drenagem apresentou um problema, que foi prontamente corrigido.

“Tínhamos laudos de estabilidade que indicavam claramente que não existia risco iminente na barragem , que a barragem estava estável. Não teve nenhum sintoma de problemas e não teve subida de nível, então, automaticamente, você não teve qualquer indicação de ação necessária”, disse o gerente-executivo de Planejamento e Desenvolvimento de Ferrosos e Carvão, Lúcio Cavalli. Ele estava acompanhado do diretor-executivo de Finanças e Relações com Investidores, Luciano Siani Pires.

Sobre a troca de e-mails que indicou que a mineradora sabia de problemas nos sensores da barragem de Brumadinho , o executivo negou. “Os técnicos verificaram que 46 medidores de água funcionaram corretamente. E que não encontraram aumento no número de água. O objeto da troca de e-mails foi que a visualização desses instrumentos que estão em campo nos computadores do sistema centralizado estavam apresentando incorreções”, explicou.

 As alegações dos executivos da Vale vão de encontro às informações obtidas pela agência de notícia Reuters , que indicam que relatórios internos da Vale apontavam que a barragem de Brumadinho tinha duas vezes mais chances de rompimento do que o permitido pelas normas internas da mineradora.

Leia mais:  Bolsonaro janta hoje com embaixadores de países muçulmanos em Brasília

Entenda o rompimento da barragem da Vale


Barragem da mineradora Vale se rompeu em Brumadinho (MG)
Reprodução

Barragem da mineradora Vale se rompeu em Brumadinho (MG)

No início da tarde de 25 de janeiro, a barragem 1 da Mina do Corrégo do Feijão , que pertence à Vale e está localizada em Brumadinho , cidade da Região Metropolitana de Belo Horizonte, se rompeu. O município foi invadido pela lama e pelos rejeitos de minério, deixando centenas de mortos e feridos.

Muitas das vítimas são funcionários ou terceirizados da própria  Vale  , que tinha um complexo administrativo no local. O refeitório da empresa ficava muito perto da barragem rompida e foi totalmente soterrado.

Integrantes do Governo Federal já admitiram que não será possível resgatar os corpos de todas as vítimas da tragédia. “Este é um episódio de muita gravidade. Algumas pessoas, triste e lamentavelmente, não serão recuperadas”, disse o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, após reunião do comitê de crise montado para acompanhar a situação.

Leia também: Inhotim reabre neste sábado e promete ajudar na recuperação de Brumadinho

Após a tragédia de Brumadinho, dois engenheiros que atestaram a segurança da barragem, além de três funcionários da Vale , foram presos. Os cinco já foram soltos. O governo afirmou que “tomará medidas” para impedir tragédias parecidas e falou em aumentar a fiscalização. Ainda em recuperação no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) viajou à cidade mineira antes de ser internado e sobrevoou o Rio Paraopeba .

Fonte: IG Nacional
Comentários do Facebook
publicidade

Nacional

Acumulou! Prêmio da Mega-Sena pode chegar a R$ 90 milhões na próxima quarta

Publicado

em


mega-sena
iG São Paulo

Para concorrer ao prêmio da Mega-Sena, é preciso escolher pelo menos seis números entre os 60 disponíveis

A Caixa Econômica Federal sorteou, neste sábado (20), as dezenas da Mega-Sena  para o concurso 2144. Nenhum apostador acertou as seis dezenas e o prêmio máximo para o próximo sorteio, que será realizado na próxima quarta-feira (24), será de R$ 90 milhões.

Apesar de nenhuma aposta ter acertado o prêmio máximo da  Mega-Sena , 188 jogos acertaram a quina e levaram R$ 21.418,23 cada um. A quadra teve 10.251 apostas ganhadoras, e cada uma faturou o valor de R$ 561,14. Confira as dezenas sorteadas.

07 – 16 – 21 – 33 – 55 – 60

Para participar, é necessário realizar uma aposta mínima de R$ 3,50 em qualquer uma das 13 mil lotéricas espalhadas pelo País. Apostadores também podem entrar no sorteio pela internet, o valor mínimo para fazer uma compra pelo sistema online é de R$ 30 em apostas. O serviço do site funciona 24 horas por dia.

Saiba mais sobre as dezenas da Mega-Sena e o concurso


mega-sena
iG São Paulo

Aposta mínima da Mega-Sena (seis números) custa R$ 3,50 e pode ser feita em qualquer casa lotérica do País

Esse é um concurso realizado pela  Caixa Econômica Federal que pode pagar milhões ao apostador que acertar seis números, que são sorteados ao menos duas vezes por semana – normalmente, de quarta-feira e sábado. Ainda é possível ganhar prêmios menores ao acertar quatro (Quadra) ou cinco dezenas (Quina).

Leia também: Veja casos da Mega que foram parar na Justiça

O próprio jogador pode escolher os números da aposta ou tentar a sorte com a “Surpresinha”, em que o sistema escolhe os números. É possível também concorrer com as mesmas dezenas por dois, quatro ou oito concursos consecutivos na chamada “Teimosinha”.

Leia mais:  Bolsonaro janta hoje com embaixadores de países muçulmanos em Brasília

Os prêmios iniciais desta  loteria  costumam ser em torno de R$ 2,5 milhões para quem acerta seis dezenas. O valor vai acumulando a cada concurso sem vencedor. Também é possível ganhar prêmios ao acertar 4 ou 5 números dentre os 60 disponíveis no volante de apostas. Para isso, é preciso marcar de 6 a 15 números do volante.

Leia também: Quase milionários: a emoção de quem acertou a quina na Mega

O prêmio bruto da  Mega-Sena  corresponde a 46% da arrecadação. Dessa porcentagem, 35% são distribuídos entre os acertadores das seis dezenas da Mega-Sena sorteadas, 19% entre os acertadores de cinco números (Quina), 19% entre os acertadores de quatro números (Quadra), 22% ficam acumulados e distribuídos aos acertadores dos seis números nos concursos de final 0 ou 5 e 5% ficam acumulado para a primeira faixa (Sena) do último concurso do ano de final zero ou 5.

Fonte: IG Nacional
Comentários do Facebook
Continue lendo
Nacional2 horas atrás

Acumulou! Prêmio da Mega-Sena pode chegar a R$ 90 milhões na próxima quarta

iG São Paulo Para concorrer ao prêmio da Mega-Sena, é preciso escolher pelo menos seis números entre os 60 disponíveis...

Direto de Brasília5 horas atrás

FBI prende acusado de barrar imigrantes na fronteira dos EUA com México

Reprodução/ The Washington Post Homem acusado de barrar imigrantes na fronteira dos EUA com o México é preso pelo FBI...

Entretenimento5 horas atrás

Morre compositor Acyr Marques da Cruz, irmão de Arlindo Cruz

Neste sábado (20), o compositor Acyr Marques da Cruz, irmão mais velho do sambista Arlindo Cruz, morreu no Rio de...

Economia6 horas atrás

Não é só Bitcoin! Conheça outras criptomoedas importantes

A primeira moeda virtual criada no mundo é também a mais famosa. Até quem não entende sobre o mercado de...

Tecnologia7 horas atrás

Lançamento: Lenovo Z6 Pro terá quatro câmeras traseiras

O Lenovo Z6 Pro, próximo smartphone da marca, será lançado no dia 23 de abril em um evento na China....

Economia7 horas atrás

Mudanças na reforma não têm impacto fiscal, diz secretário da Previdência

Antonio Cruz/ Agência Brasil Rogério Marinho afirmou que o governo vai manter o canal de negociação aberto O secretário especial...

Economia7 horas atrás

Avianca Brasil cancela mais de 1,3 mil voos até o dia 28 de abril

Divulgação/Avianca Brasil Avianca Brasil cancelou 1.305 voos e os aeroportos mais prejudicados são Guarulhos, São Paulo, e Galeão, Rio de...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana