conecte-se conosco


Internacional

Ex-presidente paraguaio acusado de financiar doleiro terá extradição solicitada

Publicado

em

source
homem de camisa branca arrow-options
JORGE ADORNO/Newscom

Horacio Cartes

Em entrevista coletiva na manhã desta terça-feira (19), após a deflagração da Operação Patrón , representantes do Ministério Público Federal ( MPF ) e da Polícia Federal (PF) informaram que um pedido de extradição contra o ex-presidente paraguaio Horacio Cartes será formalizado através da 9ª Vara Federal Criminal do Rio, cujo titular é o juiz Marcelo Bretas.

Cartes é acusado de destinar U$ 500 mil ao doleiro Dario Messer e para ajudá-lo a escapar das autoridades brasileiras. Messer, declarado foragido em maio de 2018, foi preso em julho deste ano em São Paulo, após passar cerca de três meses escondido em solo paraguaio , segundo a investigação.

Leia também: Itaipugate: entenda a Lava Jato paraguaia que envolve o governo Bolsonaro 

De acordo com o superintendente interino da PF no Rio, Tácio Muzzi, um pedido de inclusão de Cartes na Difusão Vermelha da Interpol já foi feito após Bretas autorizar o mandado de prisão preventiva do ex-presidente paraguaio.

Como o Paraguai não tem a praxe de prender cidadãos nacionais apenas com a inclusão na lista da Interpol, o Brasil iniciou os procedimentos de extradição, que será formalizado através de Bretas, segundo o chefe da PF. Com o pedido de extradição pronto, o Brasil entrará em negociações diplomáticas com o Paraguai para que seja cumprido.

Leia também: Gilmar aponta risco de fuga e nega habeas corpus a ‘doleiro dos doleiros’ 

Cartes, que deixou a presidência do Paraguai em agosto de 2018, possui cargo de senador vitalício no país. As autoridades brasileiras entendem que, por não ter foro privilegiado no Brasil, Cartes pode ter sua extradição e prisão solicitadas pela primeira instância do Judiciário brasileiro.

“O Paraguai permite, a princípio, a extradição de nacionais. Compete à Justiça brasileira fazer o pedido de extradição, e cabe às autoridades paraguaias analisarem se aceitam o pedido”, afirmou Muzzi.

Leia mais:  Corte eleitoral do Uruguai adia resultado das eleições

Segundo as investigações no âmbito da Operação Patrón — assim nomeada em referência à forma como Messer se referia ao ex-presidente paraguaio –, o doleiro exigiu, através de uma carta, que Cartes lhe destinasse U$ 500 mil e “ajuda permanente” para que escapasse das autoridades. As autoridades dizem que ainda apuram até que ponto chegava a “sociedade oculta” entre Messer e Cartes, mas identificaram um diálogo telefônico entre o doleiro e o empresário Roque Silvera, em 2018, em que Messer afirma que só se entregaria à policia paraguaia “se Horacio (Cartes) deixasse”.

Leia também: Lava Jato mira ex-presidente do Paraguai e doleiros 

De acordo com o MPF e a PF, a estratégia de Messer, após a expedição no Brasil de um mandado de prisão preventiva em maio de 2018, era se entregar às autoridades paraguaias para um período de prisão domiciliar, sem que fosse extraditado para o Brasil. A estratégia mudou em setembro de 2018, após Horacio Cartes deixar a presidência paraguaia, período que coincide com a volta de Messer para o Brasil.

A investigação aponta que a advogada paraguaia de Messer, Letícia Bobeda, comunicou ao doleiro em outro diálogo telefônico que o ministro do Interior paraguaio Juan Ernesto Villamayor havia aceitado receber U$ 2 milhões em propina para bloquear um eventual pedido de extradição de Messer em 2018. Villamayor seguia no cargo no Paraguai até o início de outubro deste ano.

Leia também: Sexta Turma do STJ nega liberdade a Dario Messer, ‘o doleiro dos doleiros’ 

“Ele ( Cartes ) atuou no financiamento de uma organização criminosa, um fato grave. Não foi uma ajuda a um amigo, mas sim o financiamento de um comparsa criminoso. Este financiamento postergou bastante a captura de Messer”, declarou Vagos.

Leia mais:  Cachorro salva a vida de homem atacado por tigre na Índia

“Não temos como garantir que haverá a extradição. Mas talvez seja o caso de o Paraguai deferir esses pedidos para mostrar a seriedade do país perante o mundo”, disse.

Fonte: IG Mundo

Comentários do Facebook
publicidade

Internacional

Mãe atropela barbeiro depois de ficar insatisfeita com o corte de cabelo do filho

Publicado

em

A polícia da cidade americana de Antioch, na Califórnia, está procurando uma mulher que, segundo testemunhas, atropelou intencionalmente um barbeiro nesta quarta-feira, depois que ela ficou insatisfeita com o corte de cabelo que ele fez em seu filho.

O episódio aconteceu por volta das 15h45, quando a mãe da criança estava reclamando da barbearia na porta do estabelecimento. O barbeiro, então, saiu para registrar o número da placa do carro da suspeita, quando ela acelerou o carro.

Segundo a polícia local, o homem foi prensado contra a vitrine da sua própria loja, destruindo a fachada e sofrendo ferimentos graves nas pernas. O barbeiro Brian Martin, de 63 anos, foi levado para um hospital local e passou por uma cirurgia.

— Vi o carro decolando. Primeiro, ela deu ré e depois decolou bem rápido para dentro da loja. O dono da barbearia ficou deitado lá dentro — disse uma das testemunhas.

O proprietário da barbearia Brian Martin, de 63 anos, após sair da cirurgia em um hospital local
O proprietário da barbearia Brian Martin, de 63 anos, após sair da cirurgia em um hospital local

Em uma entrevista a um jornal local, o barbeiro disse que o garoto estava se contorcendo muito na cadeira, mas isso não afetou radicalmente o corte de cabelo. Apesar disso, ele diz ter percebido que a mãe estava chateada com alguma coisa.

Após o serviço, a mulher voltou à loja, mostrou uma pequena cicatriz no pescoço do filho e começou a chutar a porta de vidro do estabelecimento.

— Eu finalmente tive que pedir para ela sair — disse ele.

Segundo Martin, a mulher saiu da loja com os dois filhos e todos entraram no carro. Quando ele saiu para tirar uma foto da placa do veículo, a mulher acelerou o carro e o atropelou, destruindo a loja. A mãe foi identificada pela polícia como Ruby Delgadillo, 28 anos, mas ainda continua foragida.

Comentários do Facebook
Leia mais:  Corte eleitoral do Uruguai adia resultado das eleições
Continue lendo
Internacional6 minutos atrás

Mãe atropela barbeiro depois de ficar insatisfeita com o corte de cabelo do filho

A polícia da cidade americana de Antioch, na Califórnia, está procurando uma mulher que, segundo testemunhas, atropelou intencionalmente um barbeiro nesta quarta-feira, depois...

Nacional59 minutos atrás

Raio X mostra gato morto com mais de 100 perfurações de bala

Animal não resistiu aos ferimentos e morreu nesta sexta-feira (6). Veterinário acredita que gato tenha sido atingido por disparos de...

Entretenimento1 hora atrás

Geisy Arruda lança livro de contos eróticos com nudes de arquivo pessoal

‘Eu ando me descobrindo uma mulher submissa. Estou descobrindo o prazer na dor’, diz a autora Na noite da última...

Nacional1 hora atrás

Defesa diz que PM evitou “tragédia maior” em ação em Paraisópolis

arrow-options Bruno Rocha/Fotoarena/Agência O Globo População fez protestos em Paraisópolis pela morte de nove pessoas no Baile da 17 A...

Nacional1 hora atrás

Parte do Minhocão será interditado a partir deste sábado

arrow-options Rovena Rosa/Agência Brasil Minhocão terá instalação de gradis de segurança O elevado João Goulart, popularmente conhecido como Minhocão, será...

Estadual1 hora atrás

Apostador do Espírito Santo ganha R$ 1,6 milhão na Lotofácil

Apostador vai levar para casa o valor de R$ R$ 1.691.737,38. Outros três apostadores vão abocanhar a mesma quantia cada um....

Nacional1 hora atrás

Mulher surta, coloca mangueira na boca do cachorro e o mata afogado

O caso foi registrado em Cuiabá como “crueldade contra animais”, visto que até os olhos do cachorro saltaram do corpo...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana